Tag

#Sobremesa

Receita da semanaReceitasTemperos

Tarte Tartin (Torta de Maça)

Postado porTemperos de Cinema 1 de setembro de 2018 0 Comentários

Fechando o cardápio especial inspirado no filme “Casablanca” apresentamos a sobremesa, um delicioso Tarte Tartin, uma torta de maçã. Uma sobremesa doce feita com o “fruto proibido”, assim como o amor dos personagens interpretados por Humphrey Bogart e Ingrid Bergman.

INGREDIENTES
1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo
100 g de manteiga gelada em cubos
1 colher (sopa) de açúcar
1 pitada de sal
1 a 3 colheres (sopa) de água gelada

MODO DE PREPARO
1. Corte a manteiga em cubinhos de cerca de 1 cm. Se não for usar imediantamente, volte à geladeira. É importante que eles estejam gelados para que o resultado seja uma massa crocante.
2. Numa tigela, coloque a farinha, o açúcar, o sal e misture bem.
3. Junte os cubos de manteiga e misture com as mãos, rapidamente, sem desmanchar completamente a manteiga.
4. Adicione uma colherada de água gelada por vez, conforme a necessidade, e misture apenas até conseguir formar uma bola. (Evite trabalhar demais a massa, pois ela acaba ficando menos crocante. O segredo é deixar pontinhos de manteiga aparentes, sem serem incorporados à farinha).
5. Faça uma bola e embrulhe a massa com filme. Leve à geladeira por 2 a 24 horas, o que for melhor para você.

Recheio de Maçãs
INGREDIENTES
6 maçãs verdes
½ limão
120 g de manteiga
1 ¼ xícara (chá) de açúcar
canela em pó a gosto

MODO DE PREPARO
1. Com uma faquinha afiada, descasque as maçãs e retire as sementes. Corte a maçã (na vertical) em 4 partes e regue com o suco de ½ limão.
2. Numa panela, coloque o açúcar e a manteiga e leve ao fogo médio. Deixe a mistura escurecer um pouco. Em seguida, baixe o fogo e coloque as maçãs.
3. Deixe cozinhar por cerca de 10 minutos, ou até que as maçãs sejam facilmente perfuradas com a ponta de uma faca. Desligue o fogo.
4. Preaqueça o forno a 180 ºC (temperatura média).
5. Numa fôrma redonda antiaderente, distribua as maçãs sem deixar folgas, formando uma escama. Regue com o restante da calda que ficou na panela. Polvilhe um pouco de canela em pó.
6. Retire a massa da geladeira. Com um rolo de macarrão, abra a massa numa superfície enfarinhada, até ficar um pouco maior que a fôrma. Coloque a fôrma sobre a massa para medir e aproveite para cortar os excessos de massa com uma faquinha, deixando um margem de pelo menos 1 cm.
7. Com cuidado, dobre a massa na metade duas vezes (formando ¼ de disco). Coloque a massa sobre as maçãs, num canto da fôrma, e desdobre cobrindo toda a superfície.
8. Com a ajuda de um garfo, force as bordas da massa para baixo (lembre-se de que a torta será virada depois de assada).
9. Leve a torta ao forno preaquecido e deixe assar por 50 minutos ou até que a massa fique dourada.
10. Retire a torta do forno e deixe esfriar um pouco.
11. Para desenformar a torta, coloque um prato sobre a fôrma, segure bem e vire de uma vez. Se a torta não desenformar de imediato, dê alguns soquinhos na fôrma. Não deixe a torta esfriar muito, pois você corre o risco de ela ficar grudada na fôrma. Neste caso, e só em último caso, aqueça um pouquinho a torta em fogo baixo e repita a operação.
Sirva a seguir.

Receita da semanaTemperos

Cannoli, mais doce que a Vingança

Postado porTemperos de Cinema 9 de julho de 2018 0 Comentários

“Leave the gun, take the cannoli”, essa é uma das falas antológica de “O Poderoso Chefão”.
O cannoli é um doce tradicional da Sicília, com origem que remonta à 75 a.C. e típico dos festejos de carnaval. Essa delícia recheada com ricota tornou-se bastante popular também nos Estados Unidos, onde a culinária italiana ganhou bastante projeção com a imigração.


Na trilogia de Francis Ford Coppola o cannoli aparece como “o doce da vingança” em duas cenas marcantes. A primeira, no filme de 1972, os assassinos do o genro traidor de Vito Corleone compram cannolis e depois de executar o “serviço” dizem a célebre frase “largue a arma e pegue um cannoli”. A segunda, na sequência de 1990, a irmã de Michael Corleone serve cannolis envenenados a outro traidor, Don Altobello, seu padrinho.


A receita que encerra o cardápio inspirado no filme “O Poderoso Chefão” não poderia ser outra. A chef Sandra Romansini, ensina a preparar deliciosos cannolis que são a sobremesa perfeita para a sobremesa ou para acompanhar o chá da tarde.

Receita de Canolli

Ingredientes para a massa:
½kg de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal em temperatura
½ xícara (chá) de açúcar
450ml de cachaça ou grappa ou vinho branco seco
1 colher (chá) de sal
1 colher (café) de canela
óleo para fritar

Ingredientes para o recheio:
½kg de ricota
1 xícara (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de licor ou vinho licoroso de sua preferência
1 pitada de sal
4 colheres (sopa) de creme de leite fresco
2 colheres (sopa) de requeijão cremoso ou creem cheese
frutas cristalizados a gosto
cereja a gosto

Modo de preparo

Em uma tigela, misture os ingredientes secos, junte a manteiga misture bem formando uma farofa. Acrescente a cachaça e vá amassando até formar uma massa lisa e elástica. Cubra a massa com filme e deixe descansar por 20 minutos na geladeira.
Em seguida abra a massa com um rolo na espessura de ½ centímetro, corte círculos com um cortador de 8cm. Unte apenas a primeira vez, com óleo ou manteiga os cilindros de metal próprio para canudos envolva-os com o disco da massa para que as duas pontas se encontrem, unte uma das pontas com clara e aperte bem.
Em uma panela de pequena para média, coloque ½ litro de óleo, deixe aquecer, sem exagero, abaixe o fogo e vá colocando os cilindros, eles precisam ficar submersos.
Deixe os canudos de pé numa cesta aramada. Não escorra em papel absorvente porque fica encharcado.
Com cuidado para não se queimar, retire a massa e repita a operação até finalizar. Recheie os cannoli a seu gosto, polvilhe-os com açúcar de confeiteiro.

Receita da semanaTemperos

Receita de Sobremesa: Anita & Garibaldi

Postado porTemperos de Cinema 3 de junho de 2018 0 Comentários

Combinar com perfeição sabores inicialmente incompatíveis, bem como transformar receitas tradicionais em algo totalmente inusitado, estes são dois diferenciais dos grandes chefs.  Com apenas dois ou três ingredientes, um verdadeiro chef consegue criar algo completamente novo e arrebatador. Raimundo Nonato, o cativante personagem do filme “Estômago” possui esse talento.

Fechando o nosso cardápio inspirado no filme “Estômago”, temos a sobremesa Anita & Garibaldi, uma surpreendente releitura do clássico goiabada com queijo, também chamado de Romeu & Julieta.
Super fácil de preparar, essa é a receita que a chef Sandra Romansini nos ensina esta semana. Veja o passo a passo no vídeo e pegue a receita completa aqui:

Receita de Anita & Garibaldi:

Ingredientes:
– Goiabada amassada para a calda
– Água fervendo
– Fatias com meio cm de espessura de queijo gorgonzola.
– Quinelles de goiabada cascão
– Mel com favo.

Modo de preparar:
Faça uma calda amassando um pouco de goiabada com 1 colher de água fervendo, até formar uma pasta de goiabada.
Coloque um pouco dessa pasta em uma panela com um pouco de água fervendo para cozinhar, mexendo até dissolver a goiabada e formar uma calda.
Com o restante da pasta, faça quinelles de goiabada.
Quinelle é uma técnica usada por muitos chefs para servir purês, sorvetes e sorbets. Para fazer o quinelle você usa duas colheres de sopa e vai trabalhando a pasta até obter elegantes bolinos no formato de quibe.

Montagem:
“Suje” o fundo dos pratos de sobremesa com a calda e coloque uma fatia de queijo gorgonzola e 1 quinelle de goiabada, sobrepostos.
Decore com um pedaço de favo de mel e regue com uma colher de mel.

Receita da semanaTemperos

Final feliz tem que ser doce. Como um Cheese Cake

Postado porTemperos de Cinema 15 de dezembro de 2017 0 Comentários

E chegamos ao final da série do thanksgiving no cinema, e também ao final de mais uma temporada do Temperos de Cinema.

Escolhemos o thanksgiving, por que temos muito a agradecer, agradecer pelos grandes filmes que relembramos aqui junto com você, pelas receitas deliciosas sempre com aquele toque pessoal da Sandra Romansini, que torna tudo mais gostoso, e também tudo mais fácil de realizar.
E o nosso principal agradecimento é a você que vem acompanhando o nosso blog, o nosso canal no yotube, o nosso perfil no Facebook, enfim a você que assim como nós gosta de temperar a vida com cinema.
A inspiração para o último programa da temporada veido do filme “Comer, Rezar e Amar”, de Ryan Murphy (2010), e a receita é uma sobremesa deliciosa e muito tradicional no Thanksgiving, o Cheese Cake de Frutas Vermelhas.

comer-rezar-amar
Como aqui no Brasil, a nossa maior comemoração em família é o Natal, essa receita fica perfeita para completar a ceia de Natal.
Última dica da temporada, dê uma um final feliz para sua ceia de Natal, com um delicioso Cheese Cake.
Até a próxima temporada, sempre com novidades.

Receita Cheese Cake
Ingredientes
Crosta :
2 xícaras (200 gramas) de biscoitos triturados (se achar o Graham ou Digestive melhor) senão pode usar o maizena, aveia e mel ou até waffer de chocolate fica bom!
1/4 xícara (50 gramas ) de açúcar
1/2 xícara (114 gramas) de manteiga sem sal, derretida

Recheio:
905 gramas de cream Cheese, temperatura ambiente
200 gramas de açúcar branco
3 colheres de sopa (35 gramas) de farinha de trigo
5 ovos grandes, temperatura ambiente
1/3 de copo (80 ml ) de creme de leite fresco
1 colher de sopa de raspas de limão
1 colher de chá de extrato de baunilha

Cobertura:
1 copo (240 ml ) de creme de leite
2 colheres de sopa (30 gramas) de açúcar
1/2 colher de chá de extrato de baunilha Unte uma forma de fundo removível.

Pré-aqueça o forno a 170 graus.

Modo de Preparo:
Para a crosta : Em uma tigela de tamanho médio, junte a farinha feita de biscoitos trituradas, o açúcar e a manteiga derretida. Pressione as migalhas uniformemente sobre o fundo e cerca de 2,5 cm dos lados da assadeira . Asse por 10 minutos. Cubra e reserve enquanto faz o recheio.
Para Recheio: Numa batedeira bata bem o cream cheese até ficar bem aveludado, baixe a velocidade da batedeira junte o açúcar e a farinha. Bata em velocidade média baixa até ficar apenas até ficar homogêneo, raspando a tigela quando necessário. Adicione os ovos, um de cada vez, batendo bem após cada adição. Raspe as laterais da tigela.
Adicione o creme de leite , as raspas de limão , o extrato de baunilha e bata apenas até incorporar. Despeje o recheio sobre a crosta. Coloque o cheesecake no forno na prateleira do meio e na prateleira mais baixa coloque uma tigela de água morna.
Leve ao forno por 15 minutos e depois abaixe a temperatura do forno 120 graus C e continue a assar por cerca de mais 60-90 minutos ou até ficar firme e só o centro do cheesecake parece um pouco trémulo . Retire e coloque sobre uma grelha.
Enquanto isso, em uma tigela pequena misture o creme de leite , açúcar e extrato de baunilha. Espalhe a cobertura sobre o cheesecake quente e retorne ao forno para assar por mais 15 minutos. Retire do forno e cuidadosamente passe uma faca ou espátula em torno da borda para soltar o cheesecake.
Deixe esfriar completamente antes de cobrir com filme plástico. Leve à geladeira, de preferência do dia para noite. Sirva frutas ou coulis.

Receita da semanaTemperos

Peras ao Vinho, Uma Receita dos Anjos

Postado porTemperos de Cinema 31 de agosto de 2017 0 Comentários

O prato da semana em Temperos de Cinema é uma sobremesa elegante e muito saborosa, inspirada em belíssimo filme de 1998, dirigido por Brad Silberling: “Cidade dos Anjos”.
Esse filme é um remake americano de um clássico do cinema alemão contemporâneo, “Asas do Desejo”, de 1987, uma das obras primas de Win Wenders.

miNJBfADFa5jBqyf2YIpl5o16Kf
O filme conta a história do anjo Seth, um anjo encarregado de tomar conta da cidade de Los Angeles e que se apaixona pela mortal Maggie, uma cirurgiã que ficou arrasada quando perdeu um paciente durante uma operação. O amor faz com que ele pense em desistir da eternidade para ficar com ela.
Em uma das cenas do filme, Maggie descreve para Seth, de uma forma incrivelmente deliciosa, como é o sabor de uma pêra. E foi essa cena que inspirou a chef Sandra Romansini para esta receita de Pêras ao Vinho.

Peras Ao vinho
Ingredientes:
4 unidades de pera pequena
1 limão espremido
300 ml. de vinho tinto
200 gramas de açúcar
1/2 xícara (chá) de Água
2 pedaços de canela em pau
4 unidades de cravo-da-índia (ou cravinho)
400 leite fervido
3 gotas de essência de baunilha
4 unidades de gema de ovo
colher (sopa) de farinha de trigo
pimenta-do-reino branca moída

Modo de preparo:
Descasque as peras, mantenha os cabinhos e regue com o suco de limão.
Em uma panela, coloque as peras, o vinho, 100 g de açúcar, a água, a canela e os cravos.
Deixe ferver, coloque em fogo brando (160 ºC) e cozinhe por 20 minutos. Deixe esfriar.
Para fazer o creme, em uma panela, ferva o leite com a baunilha.
Bata as gemas com 100 g de açúcar e a farinha, despeje o leite fervido em fio, leve ao fogo brando, mexendo sempre até obter um creme denso.

Receita da semanaTemperos

Receita da Semana: Mousse de Chocolate Branco

Postado porTemperos de Cinema 24 de maio de 2017 0 Comentários

O filme Soul Kitchen é uma produção alemã de 2010, dirigida por Fatih Akin, e quem gosta de cozinhar ou sonha em ter um restaurante tem que assistir.
Nesse filme, um chef faz uma super transformação num restaurante muito ruim, e uma das cenas mais marcantes do filme, é quando os clientes provam uma mousse afrodisíaca, que deixa todos os convidados fogosos.

soul-kitchen1
A nossa receita pode não ter esse mesmo poder, mas com certeza vai dar água na boca.

MOUSSE CHOC BRANCO 1
Receita: Mousse de Chocolate Branco

Ingredientes:
– 1 lata ou caixinha de leite condensado
– 1/2 xícara (chá) de manteiga amolecida
– 1 lata de creme de leite
– 200 g de chocolate branco derretido
– 2 claras em neve firme

Preparo
Bata na batedeira o leite condensado e a manteiga. Junte o chocolate, o creme de leite e bata por mais 5 minutos.
Acrescente as claras e incorpore delicadamente, sem bater.
Coloque em 4 taças individuais e leve à geladeira por 4 horas, no mínimo. Antes de servir, decore com frutas vermelhas e raspas de chocolate branco.

Receita da semanaTemperos

COURTESANS AU CHOLOLAT DO GRANDE HOTEL BUDAPESTE

Postado porTemperos de Cinema 5 de maio de 2017 0 Comentários

O Grande Hotel Budapeste é um filme delicioso de assistir, com um colorido especial, ele encanta pelas imagens e pelos personagens .
E por falar em personagem, quem não se encantou com a delicada assistente-confeiteira Agatha, que prepara os Courtesans au Chocolate, doces preferidos do protagonista da história.

14183612
Então aproveite a receita com um toque especial da Sandra, que vai encantar você também.
Ficha Técnica: Filme produzido em 2014, coprodução do Reimo Unido e da Alemanha, direção de Wes Anderson

Receita do Courtesans au Chocolat

INGREDIENTES
Massa
½ xícara (chá) de água
50 gramas de manteiga sem sal
¼ de colher (chá) de sal
½ colher (chá) de açúcar
½ xícara (chá) de farinha peneirada
2 ovos

Recheio
¾ de xícara de leite integral
40 gramas de chocolate meio-amargo
2 gemas
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de cacau em pó
1 colher (sopa) de amido de milho

Cobertura
1 ½ xícara (chá) de açúcar de confeiteiro
2 colheres (sopa) de leite integral (ou menos, como explicado no modo de fazer) Corantes alimentícios nas cores rosa, verde limão e lilás

Montagem
100 gramas de chocolate branco

COMO FAZER
Recheio
No fogo médio, aqueça o leite e o chocolate meio amargo até ficar homogêneo. Deixe amornar.
Numa tigela, misture o cacau, açúcar e amido de milho. Adicione as gemas e mexa até virar um creme liso.
Junte metade do líquido morno à mistura na tigela e mexa bem. Adicione o restante, misture e leve ao fogo baixo, mexendo sem parar com um batedor de arame até borbulhar e engrossar, ficando na consistência de um brigadeiro mole. Retire do fogo e passe por uma peneira. Cubra com papel filme, de modo que o plástico encoste na superfície do creme, e deixe esfriar totalmente.

Massa
No fogo médio, misture a água, a manteiga, o sal e o açúcar até ferver. Retire do fogo e misture rapidamente a farinha peneirada. Volte para fogo e continue cozinhando até a massa soltar totalmente do fundo e das laterais, virando quase uma bola.
Tire a panela do fogo e deixe a massa amornar. Bata os ovos numa tigela apenas até misturar e junte à massa aos poucos, mexendo até ficar homogêneo, parecendo um mingau. A massa não pode ficar muito líquida, senão não vai ser possível fazer bolinhas. Então, dependendo do tamanho dos seus ovos, pode ser que você não precise colocar tudo.
Preaqueça o forno a 200 graus. Forre três assadeiras pequenas com papel manteiga. Coloque a massa em um saco de confeitar com o bico grande (eu só tinha um do tipo pitanga, mas o ideal é usar um redondo). Na primeira assadeira, faça oito (ou quatro, se quiser os doces maiores) bolas do tamanho de uma colher de sopa. Na segunda, mais oito porções de tamanho médio, cerca de uma colher de chá. Na última, faça oito do tamanho de uma bola de gude.
Leve a primeira assadeira com as carolinas maiores ao forno por 10 minutos, depois abaixe a temperatura para 180 graus e continue assando por cerca de 20 minutos (vai ser mais rápido para as porções menores). Enquanto uma está no forno, deixe as outras assadeiras na geladeira.
Retire do forno quando o topo estiver dourado e use uma faquinha adiada para fazer um pequeno furo no fundo de cada massa para o vapor escapar. Deixe esfriar totalmente.
Para rechear as carolinas, que devem estar totalmente frias, coloque o recheio em um saco de confeitar e encha pelo o buraquinho que você fez para sair o vapor. Faça isso com as massas grandes e médias; as pequenas não precisam ser recheadas.

Cobertura
Coloque o açúcar de confeiteiro em uma tigelinha e adicione leite aos poucos, mexendo até ficar com uma consistência de cobertura, nem líquida demais que vá escorrer, nem grossa ao ponto de não se espalhar no topo das carolinas. Divida a cobertura em três potinhos (lembrando que as carolinas maiores precisam de mais) e tinja nas cores lilás claro, verde claro e rosa claro.
Mergulhe o topo das carolinas maiores na cobertura lilás e disponha numa assadeira grande. As médias devem ser cobertas pela cor verde, e, as menores, no rosa (eu inverti as cores, mas assim é o jeito certo). . Deixe em temperatura ambiente até a cobertura virar uma casquinha.

Montagem
Derreta o chocolate branco no banho-maria ou no micro-ondas. Coloque num saco de confeitar com o bico perlê ou num saquinho de ziplock com um furo bem pequeno na ponta. Decore as carolinas com arabescos ou pontinhos.
Coloque uma porção de chocolate no topo da carolina maior e encaixe a média por cima (o chocolate funciona como uma “cola”). Repita o processo, finalizando com a carolina menor.
Sirva em seguida.

DOCE COLORIDO 2

Receita da semanaTemperos

Prato da Semana: Pêssego Catalão

Postado porTemperos de Cinema 16 de dezembro de 2016 0 Comentários

A culinária da Catalunha tem origem mediterrânea e a influência de diversas culturas. Nas sobremesas, por exemplo, há uma forte influência judaica e árabe.
A segunda receita gravada durante o Almoço Especial de Fim de Ano do Temperos de Cinema é uma sobremesa catalã deliciosa e fácil de preparar. Uma ótima sugestão para a sua ceia de Natal ou de Ano Novo.
Assim como a Sangria do programa anterior, essa receita também foi inspirada no filme “Noite de Verão em Barcelona”, exibido como entrada para nossos convidados em uma sessão especial do Moviecom Arte.
Este é o último programa desta temporada do Temperos de Cinema mas logo depois das férias estaremos de volta com muitas novidades.
Acompanhe o passo a passo da receita com a chef Sandra Romansini.

Receita Pêssego Catalão

Ingredientes:
400 g de pêssegos frescos picados (retire os caroços)
1 colher (sopa) de manteiga para untar as terrines
1/2 fava de baunilha (opcional)
350 ml de leite
70 g de farinha de trigo
1 pitada de sal
120 g de açúcar
3 ovos
40 ml de creme de leite
1/2 colher de chá de fermento em pó

Modo de preparo:
Preaqueça o forno a 180ºC.
Lave e seque os pêssegos.
Coloque no fundo das terrines untadas.
Aqueça o leite em uma panela em fogo médio.
Misture os ovos, a farinha, o açúcar, o creme de leite e o fermento em uma tigela grande.
Adicione o leite quente e misture bem.
Coloque o pêssegos frescos.
Asse por 45 minutos.