Tag

programação de novembro

Moviecomarte

Programação de Novembro no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 1 de novembro de 2019 0 Comentários

Veja a programação incrível que preparamos para você este mês no Moviecom Arte.

DIAS 02, 03 e 05
BRANCA COMO A NEVE
de Anne Fontaine

Inspirada naquela história que todo mundo já conhece, esta comédia é um conto de fadas à francesa, em uma releitura moderna e adulta, com elementos de sensualidade e emancipação.
A trama gira em torno de Claire (Lou de Laâge), uma bela jovem que trabalha no hotel de seu falecido pai, administrado por sua madrasta má, Maud (Isabelle Huppert).
O amante de Maudse apaixona por Claire, despertando a ira da madrasta que decide se livrar da mocinha, que consegue fugir e acaba escondida em uma fazenda onde cativa sete rapazes locais com seu charme, disparando uma série de novas percepções, sensações e experiências.
Anne Fontaine (que nós já conhecemos de Coco Antes de Chanel e Agnus Dei) assina a direção e também o roteiro feito a seis mãos, junto com Pascal Bonitzer e com colaboração de Claire Barré. Eles mostram uma protagonista sexualmente livre e sem pudores, disposta a viver fortes emoções.
A diva do cinema francês, Isabelle Ruppert , está maravilhosa no papel de vilã, mas a jovem Lou de Laâge também dá um show de interpretação. Juntas elas levam o filme nas costas, por assim dizer.
Vale a pena ver esta versão francesa e contemporânea do clássico dos irmãos Grimm. “Branca Como A Neve” abre a progrmação de novembro do Moviecom Arte e será exibido nos dias 02 e 03 de novembro às 11 horas e no dia 05 de novembro às 14 hs.

.
.
.

DIAS 09, 10, e 12
O MENINO QUE FAZIA RIR

Baseado no romance autobiográfico sobre a infância do ator, apresentador e comediante alemão Hape Kerkeling, o longa-metragem “O Menino que Fazia Rir“ é uma encantadora e comovente história de perda e superação, capaz de arrancar risos e até mesmo lágrimas do público.
A diretora e roteirista Caroline Link, faz um filme emocionante sem soar piegas e divertida sem ser tola, tramitando com leveza entre o drama e a comédia dentro de uma progressão natural da narrativa.
Aos nove anos de idade, Hans-Peter (Julius Weckauf) vive tranquilamente com sua numerosa família em uma cidadezinha no interior da Alemanha. Quando eles precisam se mudar para uma nova região, o menino passa por inúmeras adversidades mas enfrenta tudo com muito bom humor.
O tom meancólico e dramático vai surgindo gradativamente na trama, contudo o jovenzinho sempre tenta tirar algo positivo das experiências mais dolorosas, guiado por uma frase de seu avô que ao caminhar trezentos quilômetros a pé para chegar em casa após lutar na Segunda Guerra Mundial passou a lhe dizer: “Tudo é possível se você não desistir”.
Este belíssimo filme você verá nos dias 09 e 10 de novembro às 11 horas no Moviecom Arte, com reprise no dia 12 às 14 horas.

.
.
.
DIAS 16, 17 e 19
A LUZ NO FIM DO MUNDO

Imagine o que aconteceria se as mulheres de todo o planeta fossem morrendo pouco a pouco, em consequência de uma desconhecida doença que não atinge os seres humanos do sexo masculino.
Este é o ponto de partida de “A Luz No Fim Do Mundo”, um drama apocalíptico sobre a extinção da raça humana.
Roteirizado, dirigido e estrelado por Casey Affleck, a trama gira em torno de um pai tentando proteger a filha, talvez a última sobrevivente feminina, das possíveis ameaças. A intensidade da constante fuga dos dois resulta em uma profunda viagem de autoconhecimento.
Culminando em uma experiência ímpar, este filme nos dá a possibilidade de refletir sobre temas como a castração masculina, identidade de gênero e o papel da mulher na sociedade.
Discreto em sua concepção, mas tecnicamente impecável, este filme abre mais uma vertente para o significado de apocalipse. E, ainda que haja companhia mútua dos personagens, a solidão de ambos chega ser o grande coadjuvante.
Você não pode perder este grande filme que será exibido nos dias 16 e 17 de novembro às 11 horas e no dia 19 de novembro às 14 horas no Moviecom Arte.

.
.
.

DIAS 23, 24 e 26
LUTAS DE CLASSES

Escrito pelo diretor Michel Leclerc e por sua esposa, a atriz Baya Kasmi, este filme traz um tema do momento: como conviver com as diferenças?
A trama gira em torno de um casal burguês super engajado que se muda para uma pequena casa suburbana. Ela, uma advogada de origem norte-africana, e ele, baterista de punk-rock com ideais anarquistas, cultivam princípios humanitários e convicções políticas muito sólidas.
O casal quer dar ao para seu filho uma educação de princípios e deseja simplesmente que ele seja uma criança feliz e consciente do mundo em que vive.
O menino estuda na escola primária local, mas, quando todos os seus amigos abandonam a escola pública e seguem para outra instituição particular, ele se sente solitário e excluído por pertencer a uma família mais abastada que as outras, em sua maioria filhos de imigrantes.
Este tema tem sido muito recorrente no cinema francês contemporâneo e a família que é o centro de “Luta de Classes” reflete, não só a França, mas toda a Europa atual que resiste mesmo com a onda nacionalista que ronda o continente.
Marque em sua agenda: “Luta de Classes” será exibido nos dias 23 e 24 às 11 horas e no dia 26 às 14 horas no Moviecom Arte.

.
.
.
DIAS 30/ 11 01 e 03 /12
DOWNTON ABBEY

Os milhares de fãs da charmosa e elegante série televisiva que mostrava como vivia a aristocracia inglesa no começo do século XX, não vão se decepcionar com a versão para as telonas de Downton Abbey. A nova história, escrita pelo criador Julian Fellowes e dirigida por Michael Engler, tem tudo para agradar inclusive quem não acompanhou os 52 episódios das 6 temporadas.
Aclamado pela crítica e ganhador dos mais importntes prêmios para séries de TV, “Downton Abbey”, o filme, promete carreira brilhante nos cinemas.
Na nova produção, os residentes de Downton recebem a notícia de uma visita real, e enquanto os moradores dos andares de cima se apressam para organizar os preparativos, os criados dos andares debaixo tentam encontrar um jeito de não serem substituídos pelos funcionários da Coroa.
A trama é básica, mas complementada por romances paralelos e questões políticas, em duas horas de um trabalho muito bem realizado por Fellowes e Engler, incluindo temas atuais como a política e a homofobia.
Assim como na série, não há como não se encantar pela personalidade azeda de Violet Crawley, personagem da diva do cinema inglês Maggie Smith, que arremata qualquer cena com conclusões e pontadas deliciosamente impiedosas.
Não perca a oportunidade de ver “Downton Abbey” na telona do Moviecom Arte, nos dias 30 de novembro e 01 de dezembro às 11 horas, com reapresentação no dia 03 de dezembro às 14 horas.