Tag

#Mulheres

CinemaMoviecomarte

Chega de Fiu Fiu, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 16 de julho de 2018 0 Comentários

As cidades foram feitas para as mulheres? A pergunta é motor fundamental do longa-metragem “Chega de Fiu Fiu”, com direção de Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão.
Produzido em parceria com a Brodagem Filmes, o documentário será lançado em maio nasceu da campanha homônima criada em 2014 pela organização Think Olga, trazendo ao centro do debate questões como o assédio e o direito das mulheres ao espaço público.


O filme alcançou recorde de arrecadação na plataforma de financiamento coletivo Catarse, atingindo a meta em menos de 24 horas.
“Chega de Fiu Fiu” explicita como a participação das mulheres no espaço urbano é marcada por insegurança.
Segundo Amanda Kamanchek: “Entraves como a falta de iluminação, lugares ermos, a dificuldade de mobilidade, longas distâncias na locomoção de casa ao trabalho, ausência de creches e péssimo atendimento em serviços de saúde e segurança seguem como catracas visíveis e invisíveis do acesso das mulheres às cidades. Tais entraves revelam o quanto as cidades foram construídas sem a perspectiva de gênero e agravam ainda mais as violências sofridas pelas mulheres, como o assédio”.


O filme é um retrato dessa violência de gênero em um contexto ainda pouquíssimo explorado: o espaço público, lançando a pergunta: “Qual é o lugar das mulheres nas cidades?”.
A narrativa é composta de três momentos: A utilização de óculos com uma microcâmera escondida, usado por mulheres em seu dia a dia; a vida de três personagens de diferentes cidades (Brasília, São Paulo e Salvador) e o diálogo com especialistas sobre assédio, identidades, sexualidade, participação e mobilização social e masculinidades.


De acordo com pesquisa da ActionAid de 2016, 86% das brasileiras já sofreram violência sexual ou assédio em espaços públicos. Delas, 77% ouviram assobios, 57% ouviram comentários de cunho sexual, 39% xingamentos, 50% foram seguidas, 44% tiveram seus corpos tocados, 37% tiveram homens que se exibiram para elas e 8% foram estupradas.

“Chega de Fiu Fiu” será exibido nos dias 21 e 22 de julho, às 11 horas, paralelamente ao fime da semana no Moviecom Arte.

Siga a página Chega de Fiu Fiu no Facebook: @chegadefiufiu

Temperos

O Doce E O Amargo em “Caramelo”

Postado porTemperos de Cinema 10 de novembro de 2016 0 Comentários

“Caramelo”, foi o filme de estreia da atriz libanesa Nadine Labaki como diretora de cinema. Lançado em 2007 no Festival de Cannes.ele retrata de forma sutil, através da vida de 5 mulheres que se encontram em um salão de beleza, as questões políticas do Líbano na virada do século.

caramel18_18x
O título sugere algo doce e feminino, mas é uma referência ao doloroso método de depilação e aos dilemas de cada personagem: Relações amorosas complicadas; questões culturais como a virgindade; homossexualidade feminina; envelhecimento e solidão.
“Caramelo” é uma comédia dramática leve e objetiva, com um excelente trabalho de direção e atuação de um elenco (grande parte amador) que consegue de forma brilhante e verdadeira envolver o público na vida dos personagens.


Do filme a chef Sandra Romansini pegou só o lado doce para fazer uma receita de Torta de Maçãs com uma divina Calda de Caramelo. Para pegar a receita, clique aqui.

k8lm1jdmwwq17gbslbfobn1kds

FICHA TÉCNICA
Gênero: Comédia Dramática
Direção: Nadine Labaki
Roteiro: Jihad Hojeily, Nadine Labaki, Rodney El Haddad
Elenco: Adel Karam, Aziza Semaan, Gisèle Aouad, Joanna Moukarzel, Nadine Labaki, Sihame Haddad, Yasmine Al Masri
Produção: Anne-Dominique Toussaint
Fotografia: Yves Sehnaoui
Trilha Sonora: Khaled Mouzannar
Duração: 95 min.