Tag

mulher

CinemaExtrasMoviecomarteMoviecomarte

O Renascimento do Parto 2, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 15 de maio de 2018 0 Comentários

Além de sua programação normal, o Moviecom Arte apresentará no próximo final de semana, dias 19 e 20 de maio às 11 horas, “O Renascimento do Parto 2”. Continuação do documentário lançado em 2013, este documentário volta a promover o debate sobre a humanização do parto, nascimento e violência obstétrica.
Dirigido novamente por Eduardo Chauvet – que agora assina também o roteiro – o longa traz depoimentos de mães, ativistas, médicos e outros profissionais da área da saúde.


O primeiro filme veio na esteira de dados que impressionam sobre as cesarianas no Brasil. O país é o campeão mundial de cirurgias cesarianas no setor privado. Mais de 55% das grávidas brasileiras passam pelo procedimento cirúrgico. Esse número salta para mais de 90% dos nascimentos na rede privada de saúde. A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de que a porcentagem de cesarianas não ultrapasse 15% do total de nascimentos.
As consequências desses índices são graves e incluem o aumento de partos prematuros, crescimento do desmame precoce, enfraquecimento do vínculo materno com o bebê e depressão pós-parto, entre outros.
Motivado por esses dados, Eduardo Chauvet produziu o primeiro longa sem nenhum recurso público ou privado. De forma independente, bateu o recorde brasileiro de crowdfunding ao arrecadar mais de R$ 140 mil, dinheiro utilizado para garantir a exibição no circuito comercial.


O esforço valeu a pena. “O Renascimento do Parto” terminou 2013 como o segundo documentário mais assistido nos cinemas do país. Em 22 semanas em cartaz, o filme passou por 50 cidades e foi selecionado para festivais dentro e fora do Brasil. Neste ano, coincidindo com o lançamento de “O Renascimento do Parto 2” no circuito exibidor de cinemas, o longa também será lançado nas plataformas de vídeo sob demanda pela Vitrine Filmes.


Seu sucesso revela a urgente demanda por mais conteúdo de qualidade a respeito do tema. Cada vez mais, mulheres e famílias brasileiras, especialistas e gestores de saúde se preocupam com a forma como os bebês são trazidos ao mundo.
Nesta sequência, o filme tem na violência obstétrica o seu fio condutor, muito recorrente no Brasil, como também aponta para experiências bem-sucedidas de parto normal praticados tanto no Brasil como no exterior.
Além de “O Renascimento do Parto 2”, já está garantido o lançamento de “O Renascimento do Parto 3” nos cinemas em setembro de 2018, fechando assim a trilogia.

Ficha Técnica

Título original: O Renascimento do Parto 2
Distribuição: Espaço Filmes
País: Brasil
Gênero: Documentário
Ano de produção: 2015
Lançamento nacional: 10 de maio de 2018
Classificação: 12 anos
Direção: Eduardo Chauvet

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

O Feminismo Além do Feminismo em A Número Um

Postado porTemperos de Cinema 11 de abril de 2018 0 Comentários

Emmanuelle Blachey é uma mulher como milhões de outras em todo o mundo, tendo que dar conta da casa, dos filhos, cuidar do pai idoso e ainda ser uma profissional dedicada em um ambiente de trabalho onde a mulher é menos valorizada que os homens.
Embora o tema central do filme “A Número Um” gire em torno do machismo que insistie e resiste nos meios corporativos, esta obra da diretora francesa Tonie Marshall não levanta a bandeira do feminismo e se limita a mostrar apenas a realidade de uma mulher e sua luta nos bastidores de uma disputa pelo poder.


Brilhantemente interpretada por Emmanuelle Devos a personagem Emmanuelle Blachey é uma executiva de uma empresa de energia que, incentivada por um clube feminista, resolve competir pela presidência de uma importante indústria francesa de água.


Sempre distante das discussões feministas a personagem no entanto vê na proposta uma ótima oportnidade de crescimento profissional e ao aceitar o desafio abre seus olhos para essa triste realidade. “A Número Um” mostra que o empoderamento maior da mulher é sua conscientização, muito antes de seu sucesso profissional.
Este é o filme da semana no Moviecom Arte com sessões nos dias 14 e 15 de Abril às 11 horas e dia 17 de abril às 14 horas.

Ficha Técnica
Título: A Número Um
Título original: Numéro Une
Nacionalidade: França
Gênero: Comédia dramática
Ano de produção: 2017
Duração: 1h 50 minutos
Direção: Tonie Marshall
Roteiro: Tonie Marshall, Raphaëlle Bacqué, Marion Doussot
Elenco: Emmanuelle Devos, Richard Berry, Sami Frey Suzanne Clément, Anne Azoulay, Benjamin Biolay, Carole Bouquet e Francine Bergé
Trilha sonora: Fabien Kourtzer, Mike Kourtzer
Direção de fotografia: Julien Roux
Edição: Marie-Pierre Frappier
Design de produção: Anna Falguères
Decoração de set: Matthieu Guy
Figurino: Anne Autran, Elisabeth Tavernier
Distribuição: Imovision

blog temperos de cinema sala cult filme lou
CinemaMoviecomarteSem categoria

Sala Cult Apresenta: Lou

Postado porTemperos de Cinema 15 de março de 2018 0 Comentários

O filme da semana no Sala Cult é “Lou”, que conta a vida daquela que foi a primeira mulher na psicanálise e no estudo da sexualidade feminina.

E a vida da filosofa e psicanalista Lou Andreas-Salomé (1861-1937) foi fascinante, para dizer o mínimo. Seu pioneirismo se estendeu em praticamente tudo. Seu triangulo amoroso com os filósofos Friedrich Nietzsche e Paul Rée, seu relacionamento com o poeta Rainer Maria Rilke e sua convivência com Sigmund Freud, revelam uma mulher brilhantemente transgressora e muito à frente de seu tempo.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
Filme de estreia da diretora Cordula Kablitz-Post, “Lou” começa mostrando uma fogueira com livros sendo queimados, enquanto o áudio reproduz um discurso de Hitler condenando a psicanálise e outras expressões intelectuais às chamas.
Renegada às sombras da eternidade, como é muito comum a várias mulheres na história da humanidade, Lou Andreas-Salomé vem sendo redescoberta como um dos grandes nomes do feminismo.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
Ela é personagem central da trama e à sua volta gravitam alguns dos homens mais brilhantes de todos os tempos. Uma das cenas mais simbólicas do filme mostra Lou sobre uma carroça “puxada” por Rée e Nietzsche, reprodução de uma imagem que ficou famosa e correu o mundo na época.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
O imperdível “Lou” será exibido no Sala Cult , no Paineiras Shopping Jundiaí, dia 11 de março às 16 e às 19 horas, dias 15 e 16 de março às 19 horas e dia 17 de março às 16 e 19 horas.
.
Veja o trailer: 

Ficha Técnica:
Título: Lou
Título original: Lou Andreas-Salomé
Nacionalidades: Alemanha, Suiça
Gêneros: Drama, Histórico, Biografia
Ano de produção: 2016
Duração: 1h 53 minutos
Classificação: 16 anos
Direção: Cordula Kablitz-Post
Roteiro: Cordula Kablitz-Post, Susanne Hertel
Trilha sonora: Judit Varga
Fotografia: Matthias Schellenberg
Edição: Beatrice Babin
Design de produção: Nikolai Ritter
Figurino: Bettina Helmi
Distribuição: Cineart Filmes

blog temperos de cinema sala cult filme lou