Tag

maxi shopping

Moviecomarte

Programação de Setembro do Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 6 de setembro de 2019 0 Comentários

A Arte é uma linguagem universal. E isso fica totalmente em evidência na programação de setembro do Moviecom Arte. São quatro filmes de países diferentes, que refletem culturas particulares, mas que se conversam enquanto obras de arte.
Veja os trailers e os comentários:

Dias 07, 08 E 10 de setembro
NÃO MEXA COM ELA
Gênero: Drama
Direção: Michel Aviad

“Não Mexe com Ela” acompanha a jornada de mulher israelense no mercado de trabalho. Ela possui filhos, um marido compreensivo e uma mãe idosa, mas eles são deixados em segundo plano para que a narrativa investigue as perversas pressões exercidas sobre as mulheres em um mundo dominado pelos homens.
A diretora Michal Aviad não faz rodeios para introduzir na trama a questão do assédio sexual no local de trabalho. A conduta inapropriada do chefe Benny (Menashe Noy) ocorre desde os primeiros encontros com a nova funcionária, Orna (Liron Ben-Shlush) uma mulher que precisa do trabalho para melhorar a renda da família.
O roteiro esmiúça a pressão psicológica envolvida numa relação de poder. O patrão é colocado como um empresário poderoso que julga o cortejo “natural” e incontrolável, colocando a beleza dela como culpada por seu comportamento inadequado. Após cada comportamento abusivo, ele pede desculpas, busca formas de recompensar e faz mil elogios. No entanto, o desenvolvimento da trama é uma tragédia anunciada.
“Não Mexa Com Ela” é filme que abre a programação de setembro do Moviecom Arte e você poderá assisti-lo nos dias 07 e 08, às 11 horas e no dia 10, às 14 horas.

 


DIAS 14, 15 e 17
SIMONAL
Gênero: Drama – Biografia
Direção: Leonardo Domingues

Wilson Simonal, conheceu a fama e ostracismo quase que simultaneamente. Seu sucesso como cantor foi totalmente apagado após ser apontado como delator no período da ditadura militar.
O documentário Simonal – Ninguém Sabe o Duro que Dei iniciou em 2009 um movimento de revisionismo histórico que fez suas músicas tornarem-se acessíveis às novas gerações. Agora este filme de Leonardo Domingues tenta sepultar de vez a fama de dedo duro que acompanha o músico mesmo depois de sua morte.
Milionário, idolatrado, inconfundível, talentoso em diferentes gêneros, estrela da TV, empresário e cheio de sucessos, Simonal foi um caso único, tanto por ter atingido patamar que nenhum artista negro havia alcançado até então no Brasil, quanto pela derrocada incomparável que veio na sequência.
O filme vai no embalo de sucessos recentes de cinebiografias de cantores como Elis e Tim Maia, usando uma trilha sonora poderosa para delinear o roteiro que aborda temas como o preconceito, a polarização esquerda-direita que o atacou duplamente, a própria ditadura militar e um dos primeiros casos de fake news, muito antes das redes sociais.
Você não pode perder “Simonal” no Moviecom Arte dos dias 14 e 15 às 11 horas e dia 17 às 14 horas.

 

DIAS 21, 22 e 24
Título –RETRATO DE AMOR
Gênero: Drama
Direção: Ritesh Batra

Em 2013 que o indiano Ritesh Batra se apresentou ao mundo com o delicioso The Lunchbox, filme em que dois indianos se correspondem amorosamente por meio de marmitas. Agora, 6 anos e 2 filmes depois, Batra volta novamente à sua origem com o belo “Retrato do Amor”, filme que bebe desses encontros fortuitos da Índia.
A trama acompanha a jornada de Rafi (Nawazuddin Siddiqui), um homem que trabalha como fotógrafo em pontos turísticos da Índia e que não tem tempo para relacionamentos. Determinado a pagar uma dívida antiga de seu falecido pai para que a avó não perca sua casa, ao mesmo tempo ele é pressionado pela matriarca para achar uma boa esposa. É aí, no desespero, que ele decide mentir, pegar a foto de uma moça qualquer e dizer para sua avó que está prestes a se casar com ela.
“Retrato de Amor” é uma pequena obra prima que você poderá ver nos dias 21 e 22 às 11 horas e no dia 24 às 14 horas

 

DIAS 28, 29 /09 e 01/10
A Última Loucura de Claire Darling
Gênero: Drama
Direção: Julie Bertuccelli

A diretora Julie Bertuccelli sempre encanta e surpreende com seus documentários e longas, e volta com toda vitalidade e humor em “A Última Loucura de Claire Darling”, estrelado por Catherine Deneuve e Chiara Mastroianni. Mãe e filha na vida real, interpretam respectivamente, Claire Darling e Mary.
Claire decide vender tudo que tem em sua casa após acreditar que este seria seu último dia de vida. A certeza da senhora é tanta que ela decide vender preciosas peças de colecionador e até mesmo obras de arte renomadas. A sessão de desapego sugere que ela tenta se livrar também das recordações e dores do passado.
O enredo se desenvolve através de flashbacks que revelam o drama da família. Essa brincadeira de passado e presente dá a impressão de que tudo é uma grande alucinação, ou como se o filme todo fosse feito dentro da cabeça de Claire.
A filha é alertada da peripécia de sua mãe e vai a seu encontro, porém nada pode detê-la. Com o fracasso de parar a mãe, Mary continua na casa para acompanhar tudo e se certificar que a senhora está bem.
Claire vai deixando todos cada vez mais alarmados com sua condição mental. Porém, logo percebe-se que as atitudes vistas no presente são resultado de situações do passado, levando a um final, no mínimo, surpreendente.
“A Última Loucura de Claire Darling” fecha a programação de setembro do Moviecom Arte e será exibido nos dias 28 e 29 de setembro às 11 horas e no dia 01 de outubro às 14 horas.

 

Moviecomarte

Atentado ao Hotel Taj Mahal, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 16 de agosto de 2019 0 Comentários

Em novembro de 2008, um grupo de homens armados executou uma série de ataques em pontos estratégicos da cidade de Bombaim, em uma sequência de atentados que deixaram mais de 170 mortos e outras centenas de feridos.
Desde que se decidiu a retratar tais acontecimentos, que basicamente envolveram a matança indiscriminada e à queima-roupa, o diretor Anthony Maras deve ter se encontrado em uma encruzilhada quando deu início à produção de Atentado ao Hotel Taj Mahal. Há alguma maneira certa de se filmar um massacre objetivamente? É possível transformar tamanho evento em material de thriller sem descambar para o exploratório?


Atentado ao Hotel Taj Mahal apresenta-se, de fato, como um thriller, tendo seu início assim que os terroristas desembarcam de seus botes em Bombaim. com uma tensão crescente até que os disparos começam.


Enquanto isso, acompanhamos em paralelo o microcosmo do hotel Taj Mahal Palace, desde os empregados aos abastados hóspedes. Maras apresenta o ambiente do hotel com atenção especial, definindo locações chave sem exatamente mapeá-las como um todo – algo que será valioso lá na frente. A relação do hotel com os hóspedes é sintetizada com eficiência através do mantra “o hóspede é deus”, dito pelo chef Hemant Oberoi (Anupam Kher) aos seus lacaios no início do dia. A frase indica serventia, inferioridade, mas passa a simbolizar algo mais poderoso.

O roteiro de Maras e John Colee exibe uma violência objetiva, frontal e rápida, mantendo um tom uniformemente grave durante as mais de duas horas de filme. Sem nunca transformar as ocorrências em aventura, também evita o melodrama, algo notável quando se trata de uma tragédia em tamanha escala. Atentado ao Hotel Taj Mahal é um thriller, sim, mas do tipo mais cru que há, com trechos de puro terror e outros de pura humanidade.


Prepare-se para ver este filme impressionante no Moviecom Arte, dias 17 e 18 de agosto às 11 horas e no dia 20 de agosto às 14 horas.

Ficha Técnica
Título original: Hotel Mumbai
Nacionalidades: Austrália, Índia, EUA
Gênero: Drama
Ano de produção: 2018
Estréia: 11 de julho de 2019 (Brasil)
Duração: 2h 5min
Classificação: 16 anos
Direção: Anthony Maras
Roteiro: Anthony Maras, John Collee
Elenco: Dev Patel, Armie Hammer, Jason Isaacs
Trilha sonora: Volker Bertelmann
Direção de fotografia: Nick Remy Matthews
Edição: Peter McNulty
Design de produção: Steven Jones-Evans
Direção de arte: Marita Mussett
Decoração de set: Nicki Gardiner
Figurino: Anna Borghesi
Distribuição: Imagem Filmes

Moviecomarte

Casal Improvável no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 23 de julho de 2019 0 Comentários

Uma comédia estrelada por Charlize Theron e Seth Rogen, que desafia os conceitos público do que seria um casal ideal. Esta fórmula exaustivamente usada com um viéz cômico, aqui se aplica em uma trama romântica utópica, que subverte expectativas e preconceitos políticos e de gênero, com uma sinceridade irresistível.


Dirigida por Jonathan Levine, essa comédia romântica tem como ponto forte o carisma do casal central. Seth Rogen é Fred Flarsky, um jornalista à moda antiga, que se demite quando seu jornal de tendências liberais e investigativas é comprado por uma grande corporação. Charlotte Field, interpretada por Charlize Theron, é uma mulher poderosa que deseja concorrer à presidência do país.


A vida de Charlotte é totalmente voltada para o trabalho e o sonho de ser presidenta domina tudo – até seus relacionamentos pessoais. Um encontro com o primeiro-ministro do Canadá (Alexander Skarsgård) bombou na internet. Por acaso, ela encontra Flarsky numa festa – ela foi babá dele na adolescência, e a última vez em que se viram aconteceu algo bem estranho. Ele acaba contratado para escrever os discursos dela, que ainda não lançou sua candidatura, mas está viajando pelo mundo assinando um acordo ecológico. E esse reencontro acaba virando um romance.


O filme, escrito por Dan Sterling e Liz Hannah, é uma espécie de fantasia que usa maquinações políticas de maneira ingênua, tocando de forma quase incisiva em assuntos caros aos liberais americanos, como racismo e machismo.
Esta deliciosa comédia é o filme que o Moviecom Arte apresenta nos dias 27 e 28 de julho, às 11 horas, no Moviecom Cinemas do Maxi Shopping Jundiaí.

Ficha Técnica
Título original: Long Shot
Nacionalidade: EUA
Gênero: Comédia
Ano de produção: 2019
Estréia: 20 de junho de 2019 (Brasil)
Classificação: 16 anos
Duração: 2h 00min
Direção: Jonathan Levine
Roteiro: Liz Hannah, Dan Sterling
Elenco: Charlize Theron, Seth Rogen, June Diane Raphael, O´Shea Jackson Jr., Ravi Patel, Bob Odenkirk, Andy Serkis, Randall Park, Tristan D. Lalla, Alexander Skarsgård, Aladeen Tawfeek, Nathan Morris
Produção: Charlize Theron, Seth Rogen, Evan Goldberg, Rodrigo Guerrero, Barbara A. Hall, Kelli Konop, Jonathan McCoy, James Weaver
Trilha sonora: Marco Beltrami, Miles Hankins
Direção de fotografia: Yves Bélanger
Design de produção: Kalina Ivanov
Direção de arte: Camila Arocha, Sharon Davis, Donna Noonan, Zoe Sakellaropoulo
Decoração de set: Melissa Villegas Solórzano
Figurino: Mary E. Vogt
Distribuição: Paris Filme

Moviecomarte

Um Segredo em Paris, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 22 de janeiro de 2019 0 Comentários

Em seu segundo filme, a diretora francesa Elise Girard traz uma comédia romântica que foge completamente das tradicionais histórias recheadas de cartões postais de Paris.


A cidade está o tempo todo presente, com suas luzes outonais na brilhante fotografia de Renato Berta, mas o foco é quase que único e exclusivo nos protagonistas, sem se importar com o que está ao redor.
A trama gira em torno de Mavie, uma garota que sonha em ser escritora e passa seus dias a caminhar pela cidade, parando em cafés para colocar a leitura em dia.


Cansada de fazer nada, passa a procurar emprego, até que encontra um anúncio de uma livraria onde conhece o proprietário, o misantropo Georges. Apesar da grande diferença de idade, a atração que começa a se desenvolver entre os dois nasce no campo filosófico e intelectual.
A pressão pelo que pode vir a acontecer é maior do que por aquilo que, de fato, se sucede. Um Segredo em Paris não possui grandes revelações, eventos ou surpresas. Tudo se dá à luz do dia. O mistério, se é que existe, está nos corações e nas mentes, naquilo que é inexplicável e, mesmo assim, acaba por ganhar espaço.


Os dois protagonistas sâo a alma de “Um Segredo em Paris”. Lolita Chammah e Jean Sorel, desenvolvem seus personagens com tanta paixão e naturalidade que é impossível não se apaixonar por eles.
Venha se apaixonar por “Um Segredo em Paris” nos dias 26 e 27 de janeiro, sempre às 11 horas, no Moviecom Arte do Moviecom Cinemas do Maxi Shopping Jundiaí.

Ficha Técnica

Título no Brasil: Um Segredo em Paris
Título Original: Drôles d’Oiseaux
Gênero: Comédia Dramática
Duração: 70 min
Estreia no Brasil: 15 de Novembro de 2018
Classificação indicativa: 14 anos
País: França
Idioma: Francês
Diretor: Élise Girard
Roteiro: Élise Girard e Anne Louise Trividic
Elenco: Lolita Chammah, Jean Sorel, Virginie Ledoyen, Pascal Cervo, Bellu Bellali, Nicolas Combet, Max Robin, Ronald Chammah, Tullio Giannotti e Stefano Montefiori
Trilha Sonora: Bertrand Burgalat
Fotografia: Renato Berta
Distribuição: Pagu Pictures