Tag

maxi shopping Jundiaí

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Em Chamas, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 14 de dezembro de 2018 0 Comentários

O diretor sul-coreano Chang-Dong Lee é um dos mais aclamados pela crítica e presença obrigatória nos mais importantes festivais de cinema.
O mais recente trabalho do diretor é “Em Chamas”, um drama psicológico de suspense, que se desenvolve em torno de um misterioso desaparecimento e possível assassinato da namorada de um rapaz humilde de uma região rural do país.
O cinema de crime faz parte da carreira do diretor Chang-dong, mas em “Em Chamas” é a possibilidade de ter existido ou não um crime que move a narrativa que nos leva aos limites da certeza para então revelar aspectos que mudam completamente a história.


Em Chamas tem todas as qualidades de um bom suspense. A trama é lenta mas envolve o público desde o início, graças também à excelente interpretação de seu trio de protagonistas, especialmente Yoo Ah-in, numa interpretação perfeita em seu caráter dúbio; e também do carismático Steven Yeun, grande chamariz internacional do filme.


Com sua narrativa profunda e propositalmente inócua, diferente da escola de thrillers sul-coreanos, “Em Chamas” é menos tensão e mais reflexão.

Este é filme da semana no Moviecom Arte e você pode assistir nos dias 15 e 16 de dezembro às 11 horas e no dia 18 de dezembro às 14 horas, no Moviecom Cinemas do Maxi Shopping Jundiaí.
Não recomendado para menores de 14 anos.

Ficha Técnica
Título original: Buh-Ning
Nacionalidade: Coréia Do Sul
Gêneros: Drama, Suspense
Ano de produção: 2018
Estréia: 15 de novembro de 2018 (Brasil)
Duração: 2h 28 min
Classificação: 16 anos
Direção: Chang-dong Lee
Elenco: Gong Yoo, Steven Yeun, Jeon Jong-Seo
Roteiro: Chang-dong Lee, Jungmi Oh, Haruki Murakami
Produção: Soo Jin Hwang, Chang-dong Lee, Joon-dong Lee, Gwang-hee Ok
Trilha sonora: Mowg
Direção de fotografia: Kyung-pyo Hong
Edição: Da-won Kim, Hyun Kim
Produção de design: Jum-hee Shin
Figurino: Choong-yeon Lee
Estúdios: Pine House Film, NHK, Now Films
Distribuição: Pandora Filmes

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Confira os filmes do mês no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 28 de novembro de 2018 0 Comentários

DIAS 01, 02 E 04 DE DEZEMBRO
MUSEU
de Alonso Ruizpalacios

Trazendo o galã mexicano Gael García Bernal em uma de suas melhores performances o longa “Museu”, do diretor Alonso Ruizpalacios, abre a programação de dezembro do Moviecom Arte.
Gael interpreta Juan Núñes, um tolo e jovem funcionário do Museu Nacional de Antropologia da Cidade do México. De tanto fotografar as relíquias milenares e de valor incalculável do museu, Juan acaba tendo a ideia de roubar algumas delas e convida para tal façanha seu amigo e também atrapalhado Benjamin Wilson, personagem interpretado élo também brilhante Leonardo Ortizgris.
Baseado em fatos reais o filme recria a história de um crime que se deu na noite de Natal de 1985. Os dois jovens invadem o prédio e roubam 140 peças pré-hispânicas de suas vitrines, como a máscara do Rei Pakal. Após o improvável mas bem sucedido roubo eles fogem buscando um comprador para peças tão raras.
A dupla de atrapalhados ladrões é tão adorável que é impossível não torcer por eles no decorrer da trama. A sensibilidade de Alonso Ruizpalacios e o belo roteiro escrito por Manoel Alcalá, constroem com delicadeza o universo do personagem, um rapaz de classe média que mora em uma cidade satélite da Cidade do México.
O roteiro foi premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim deste ano e aborda assuntos “polêmicos” como os males causados pelo colonialismo e pelo capitalismo aos bens culturais e questiona a função social dos museus.
Não recomendado para menores de 16 anos

DIAS 08, 09 E 11 DE DEZEMBRO
INFILTRADO NA KLAN
de Spike Lee

“Infiltrado na Klan” marca o retorno do cultuado diretor norte-americano Spike Lee aos grandes filmes que marcaram sua trajetória no cinema.
Com roteiro desenvolvido pelo próprio Lee junto com Charlie Wachtel, David Rabinowitz e Kevin Willmott, a partir do livro escrito por Ron Stallworth, este filme é uma homenagem a Blacksploitation – um movimento cinematográfico dos EUA que surgiu na década de 70, quando diretores e atores negros começaram a produzir uma série de filmes.,
A trama se passa em 1978 e conta a real história de Ron Stallworth (John David Washington), um policial negro do Colorado que conseguiu se infiltrar na Ku Klux Klan, organização extremista e reacionária que defende temas como a supremacia branca, o nacionalismo branco, a anti-imigração, historicamente expressos através do terrorismo voltado contra negros, judeus e católicos.
Por ser negro obviamente Ron não participava das reuniões do grupo pessoalmente. Quem se apresentava em seu lugar nessas reuniões era seu parceiro e também policial Flip Zimmerman (Adam Driver). Os dois chegam aos níveis mais altos da organização
A obra está recheada de cenas onde o preconceito é representado de uma maneira caricata, mas o que parece loucura é um retrato cada vez mais próximo e fiel da nossa realidade atual e isso faz de “Infiltrado na Klan” um dos filmes mais importantes do ano e foi o vencedor do Grande Prêmio do Juri no Festival de Cannes.
Não recomendado para menores de 14 anos.

DIAS 15, 16 E 18 DE DEZEMBRO
EM CHAMAS
de Chang-Dong Lee

O diretor sul-coreano Chang-Dong Lee é um dos mais aclamados pela crítica e presença obrigatória nos mais importantes festivais de cinema.
O mais recente trabalho do diretor é “Em Chamas”, um drama psicológico de suspense, que se desenvolve em torno de um misterioso desaparecimento e possível assassinato da namorada de um rapaz humilde de uma região rural do país.
O cinema de crime faz parte da carreira do diretor Chang-dong, mas em “Em Chamas” é a possibilidade de ter existido ou não um crime que move a narrativa que nos leva aos limites da certeza para então revelar aspectos que mudam completamente a história.
Em Chamas tem todas as qualidades de um bom suspense. A trama é lenta mas envolve o público desde o início, graças também à excelente interpretação de seu trio de protagonistas, especialmente Yoo Ah-in, numa interpretação perfeita em seu caráter dúbio; e também do carismático Steven Yeun, grande chamariz internacional do filme.
Com sua narrativa profunda e propositalmente inócua, diferente da escola de thrillers sul-coreanos, “Em Chamas” é menos tensão e mais reflexão.
Não recomendado para menores de 14 anos.


DIAS 22, E 23 DE DEZEMBRO
PO
de John Asher

Duas histórias paralelas, intrinsecamente ligadas e influenciando uma à outra. Um garoto autista que cada vez mais se fecha em seu próprio mundo, e seu pai David, que acaba de perder sua esposa e enfrenta o medo de tudo o que vem pela frente.
Essa é a trama de “Po”, o premiado drama dirigido por John Asher.
A dificuldade dos dois personagens em lidar com o mundo à sua volta nos leva a uma profunda reflexão sobre a importância dos vínculos familiares. Uma história triste e repleta de clichês mas também carregada de delicadezas e aprendizado, tornando impossível passar por ela sem se envolver profundamente.
O autismo sempre recebe tratamentos redutivos e condescendentes no cinema, com crianças prodigiosas exibindo excentricidades adoráveis, gênios matemáticos ou musicais deslumbrantes.. “Po” evita essas armadilhas. E é bem realista ao mostrar o pesadelo burocrático, sistemas escolares sobrecarregados, múltiplos terapeutas, a luta com o seguro de saúde e até a insensibilidade dos patrões.
O papel do garoto autista é interpretado pelo ator Julian Feder, em um desempenho que desde o começo cativa até os mais durões dos expectadores, o que lhe rendeu os prêmios de Melhor Ator no Young Artist Awards, WorldFest Houston e Albuquerque Film & Music Experience.
“Po” conta ainda com uma belíssima trilha assinada por ninguém menos que Burt Bacharach, que há 17 anos não compunha uma trilha original para o cinema.


DIAS 29 E 30
O QUEBRA CABEÇAS
de Marc Turtletaub

Baseado no filme Rompecabezas, dirigido pela cineasta argentina Natalia Smirnoff em 2009, “O Quebra Cabeça” é o segundo longa do diretor Marc Turtletaub, mais conhecido por seu trabalho como produtor em filmes como “A Pequena Miss Sunshine” e “Loving”.
O roteiro assinado por Oren Moverman conta a história de uma meticulosa e obcecada dona de casa suburbana, religiosa, dedicada a cuidar da organização e limpeza de seu lar, além de alimentar pontualmente marido e filhos.
Interpretada por Kelly Macdonald, Agnes é uma personagem em busca de um elo de ligação entre a lógica e a emoção. E isso acontece quando em seu aniversário de 40 anos ganha um quebra-cabeças de mil peças e descobre, enfim, seu grande talento matemático e geométrico, que a possibilita resolver rapidamente o desafio.
Isso provoca uma grande reviravolta em sua vida e em seus sentimentos. atingindo seu casamento, o relacionamento com os filhos e a amizade com Robert (Irrfan Khan), aspirante a montador profissional de quebra-cabeças que procura por uma parceira de jogo.
Quando a personagem resolve sair de sua estagnante rotina e ir em direção ao seu sonho, percebe que as peças do seu quebra-cabeças pessoal estavam todas soltas e não mais se encaixavam naquele cenário de antes.
Não recomendado para menores de 12 anos

Atenção nos dias 25 de dezembro e 01 de janeiro não haverá sessão do Moviecom Arte

________________________________________

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

O Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP