Tag

#gastronomia

Receita da semanaTemperos

Cannoli, mais doce que a Vingança

Postado porTemperos de Cinema 9 de julho de 2018 0 Comentários

“Leave the gun, take the cannoli”, essa é uma das falas antológica de “O Poderoso Chefão”.
O cannoli é um doce tradicional da Sicília, com origem que remonta à 75 a.C. e típico dos festejos de carnaval. Essa delícia recheada com ricota tornou-se bastante popular também nos Estados Unidos, onde a culinária italiana ganhou bastante projeção com a imigração.


Na trilogia de Francis Ford Coppola o cannoli aparece como “o doce da vingança” em duas cenas marcantes. A primeira, no filme de 1972, os assassinos do o genro traidor de Vito Corleone compram cannolis e depois de executar o “serviço” dizem a célebre frase “largue a arma e pegue um cannoli”. A segunda, na sequência de 1990, a irmã de Michael Corleone serve cannolis envenenados a outro traidor, Don Altobello, seu padrinho.


A receita que encerra o cardápio inspirado no filme “O Poderoso Chefão” não poderia ser outra. A chef Sandra Romansini, ensina a preparar deliciosos cannolis que são a sobremesa perfeita para a sobremesa ou para acompanhar o chá da tarde.

Receita de Canolli

Ingredientes para a massa:
½kg de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal em temperatura
½ xícara (chá) de açúcar
450ml de cachaça ou grappa ou vinho branco seco
1 colher (chá) de sal
1 colher (café) de canela
óleo para fritar

Ingredientes para o recheio:
½kg de ricota
1 xícara (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de licor ou vinho licoroso de sua preferência
1 pitada de sal
4 colheres (sopa) de creme de leite fresco
2 colheres (sopa) de requeijão cremoso ou creem cheese
frutas cristalizados a gosto
cereja a gosto

Modo de preparo

Em uma tigela, misture os ingredientes secos, junte a manteiga misture bem formando uma farofa. Acrescente a cachaça e vá amassando até formar uma massa lisa e elástica. Cubra a massa com filme e deixe descansar por 20 minutos na geladeira.
Em seguida abra a massa com um rolo na espessura de ½ centímetro, corte círculos com um cortador de 8cm. Unte apenas a primeira vez, com óleo ou manteiga os cilindros de metal próprio para canudos envolva-os com o disco da massa para que as duas pontas se encontrem, unte uma das pontas com clara e aperte bem.
Em uma panela de pequena para média, coloque ½ litro de óleo, deixe aquecer, sem exagero, abaixe o fogo e vá colocando os cilindros, eles precisam ficar submersos.
Deixe os canudos de pé numa cesta aramada. Não escorra em papel absorvente porque fica encharcado.
Com cuidado para não se queimar, retire a massa e repita a operação até finalizar. Recheie os cannoli a seu gosto, polvilhe-os com açúcar de confeiteiro.

Receita da semanaTemperos

Stinco de Carneiro com Polenta

Postado porTemperos de Cinema 30 de junho de 2018 0 Comentários

Mais uma receita incrível inspirada na trilogia “O Poderoso Chefão”, de Francis Ford Coppola. Este Stinco de Carneiro é um prato tradicional da gastronomia italiana e sua origem remonta ao Império Romano.
Stinco significa canela e para alguns chefs, é a melhor no carneiro. Os franceses também têm sua versão do prato e chamam de Jarret. Há versões do prato também com javali e vitela. Este prato acompanha super bem uma massa ou uma bela polenta.
Aqui, a chef Sandra Romansini nos ensina a preparar a receita italiana, acrescentando como sempre seu toque pessoal à receita. E nós, que já provamos, podemos garantir que é maravilhoso.

Receita de Stinco de Cordeiro

Para a Marinada

1 colher de chá de Sal
5 dentes de alho amassado
1 cebola média
Manjericão seco a gosto
Salsinha a gosto
4 folhas de louro
Tomilho a gosto
1 Cenoura pequena picada
1 talo de salsão picadinho
1 alho Poró picado
Folhas de sálvia a gosto
500 ml de vinho branco
1 litro de água
4 stinco de cordeiro

Preparo:

Misture todos os ingredientes e deixe marinando por 24 horas:

Preparo do stinco:
Retire o stinco da marinada. (Coe e Reserve o caldo)
Em uma panela coloque um fio de azeite e deixe aquecer bem, doure o stinco até ficar bem dourado de todos os lados.
Deglaceie a frigideira com uma taça de vinho e em seguida coloque o líquido da marinada. Cozinhe por 45 minutos a 1 hora em fogo baixo até que esteja bem macio e não saia do osso.
Retire o caldo do cozimento e leve o fogo para reduzir.

Obs: Se acaso o líquido do cozimento for secando e o stinco ainda não esteja cozido vá adicionando caldo de carne até que cozinhe.

Sirva o stinco com Polenta e a redução do cozimento.

Receita da semanaTemperos

Minestrone ou Minestra Italiana

Postado porTemperos de Cinema 22 de junho de 2018 0 Comentários

A segunda receita inspirada na trilogia O Poderoso Chefão, de Francis Ford Coppola, é um Minestrone ou Minestra Italiana.
Perfeita para as noites de frio e também como entrada, essa tradicional sopa italiana é composta por uma grande variedade de legumes cortados e, quase sempre acompanhados de arroz ou macarrão.
Não existe uma receita fechada para este prato e normalmente ele é preparado com os legumes e hortaliças da estação. E também pode ou não levar carne.
Acredita-se que este prato foi criado por camponeses italianos durante o período da Grande Guerra. Com a escassez de comida e temperaturas baixíssimas, os camponeses utilizavam os alimentos disponíveis em suas terras, misturando-os ao feijão, ao arroz e alguns tipos de macarrão.


A chef Sandra Romansini nos dá a sua versão deste tradicionalíssimo prato, com uma combinação de sabores e temperos que o tornam ainda mais especial  e que, certamente, fariam até Don Vito Corleone lamber os beiços.

Receita de Minestrone ou Minestra Italiana

INGREDIENTES

½ xícara (chá) de feijão-branco
3 colheres (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de manteiga
1 cebola picada
1 cenoura cortada em cubos
1 talo de salsão cortado em rodelinhas
1 batata cortada em cubos
½ xícara (chá) de vagem cortada em rodelinhas
1 abobrinha com casca cortada em cubos
½ xícara (chá) de repolho ralado
1 litro de caldo de carne
½ lata de tomate italiano sem pele
sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto
½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado

MODO DE PREPARO

Numa tigela, coloque o feijão branco e cubra com o triplo de água. Deixe de molho por 12 horas.
Lave a cenoura, o salsão, a vagem e a abobrinha sob água corrente.
Numa tábua, pique os legumes e o tomate italiano. Reserve o suco da lata do tomate.
Numa panela grande, aqueça o azeite e a manteiga no fogo baixo. Quando esquentar, coloque a cebola picada e mexa até ficar dourada.
O segredo para preparar o minestrone é não colocar todos os ingredientes na panela ao mesmo tempo, pois cada legume tem o seu tempo de cozimento. Por isso, entre as adições dos legumes, deixe cada um cozinhar por 3 minutos, mexendo de vez em quando. Aumente o fogo para médio e acrescente os legumes na seguinte ordem: a cenoura picada, a batata em cubos, a vagem picada, a abobrinha em cubos e o repolho ralado.
Junte o caldo de carne, o tomate italiano picado e o suco da lata. Se estiver usando caldo em cubo, experimente antes de temperar com sal. Aumente o fogo e deixe ferver. Abaixe o fogo, tampe a panela e deixe cozinhar por 1 hora e 30 minutos.
Escorra a água do feijão branco e lave-o sob água corrente. Transfira para uma panela e cubra com água. Leve ao fogo alto e, quando ferver, abaixe o fogo. Tampe a panela e deixe cozinhar por 1 hora ou até que o feijão esteja cozido, porém os grãos não devem estar moles. Escorra a água e reserve o feijão.
Na panela com a sopa, acrescente o feijão e deixe cozinhar por mais 30 minutos. O Minestrone é uma sopa grossa, porém, se você desejar uma sopa mais fina, acrescente mais caldo de carne.
No momento de servir, polvilhe a sopa quente com o queijo ralado.

Receita da semanaTemperos

Vitela À Íria

Postado porTemperos de Cinema 25 de maio de 2018 0 Comentários

A quarta receita do nosso menu inspirado no filme “Estômago” é uma Vitela ao Molho de Frutas Vermelhas com Purê de Inhame e Cará, ou simplesmente Vitela à Íria, em homenagem à musa do personagem Raimundo Nonato.
Este prato de alta gastronomia, no filme, é o ápice de Raimundo Nonato como cozinheiro. E a chef Sandra Romansini nos ensina todos os passos para preparar esta incrível receita.

Receita de Vitela à Íria.

Purê de Inhame e Cará

Ingredientes:
1/2 kg de inhame
1/2 kg de cara
2 xícaras caldo de legumes
1 colher (de sopa) de manteiga
1 colher de queijo parmesão ralado
Sal a gosto

Modo de Preparo:
Lave bem, descasque, corte em rodelas e cozinhe o inhame e o cara. Depois que ele estiver macio, retire do fogo e escorra. Coloque no processador com a manteiga e o queijo. Misture bem, Leve novamente ao fogo acerte o sal e mexa até desprender da panela. Sirva quente

Vitela ao Molho de Frutas Vermelhas

Ingredientes:
1 kg filé de vitela
200 ml de azeite de oliva
2 dentes de alho
50 gramas de salvia
50 gramas tomilho
50 gramas alecrim
Sal a gosto
Pimenta do reino ( de preferência branca) a gosto

Modo de Preparo:
Picar finamente as ervas e misturar com o azeite, sal e a pimenta, colocar em um recipiente junto com os files e deixar marinando, quanto mais tempo ficar, mais saboroso.

Para a fritura:
50 ml azeite
50 gramas de manteiga
1 dente de alho

Modo de Preparo:
Colocar em frigideira bem quente e esperar aquecer, selar o filé de vitela em fogo médio até ficar bem dourado

Molho de frutas vermelhas:
400 gr de frutas vermelhas
50 açúcar
100 ml vinho marsala ( pode ser vinho do Porto)

Modo de Preparo:
Colocar em uma panela as frutas vermelhas picadas com o açúcar até caramelzar, adicionar o vinho e deixar reduzir por cerca da 10 a15 minutos.. Pode se usar um amassador de batatas para deixar em uma consistência mais cremosa.

 

Receita da semanaTemperos

Um Jantar em Homenagem ao Filme “Estômago”

Postado porTemperos de Cinema 5 de maio de 2018 0 Comentários

Neste mês de maio o Temperos de Cinema faz uma homenagem a um dos grades filmes do cinema nacional. O surpreendente “Estômago”, filme de 2007 com direção de Marcos Jorge, conta a incrível história de Raimundo Nonato, um migrante nordestino que chega a São Paulo com um talento especial para a culinária e para se meter em confusão.
Estrelado por João Miguel em uma performance inesquecível, o filme conta ainda com a participação de Fabiula Nascimento, Babu Santana e Paulo Miklos, entre outros.


Premiado em alguns dos festivais mais importantes do Brasil e de diversos outros países (entre eles: Inglaterra, Holanda, Portugal, França e Uruguai), “Estômago” conversa com a alma do brasileiro e mistura drama, comédia e suspense em um roteiro inspirado em um conto do livro “Pólvora, Gorgonzola e Alecrim”, de Lusa Silvestre.
A comida, claro, é o ingrediente de toda a trajetória, Nonato é o típico rapaz que prende os outros pelo estômago, e nesse sentido o filme se apresenta como uma metáfora da luta pelo poder. Para nós, amantes da gastronomia e do cinema, Estômago é um verdadeiro deleite.


Para o nosso Jantar de Cinema de Maio, selecionamos 3 receitas inspiradas nesta verdadeira obra prima do cinema brasileiro contemporâneo. A primeira delas é uma tradicional, suculenta e irresistível Coxinha de Frango, com todos os segredos revelados pela chef Sandra Romansini. A segunda é um prato típico da gastronomia brasileiroa, o Xinxim de Galinha. A terceira é um Penne a Putanesca.
Veja as receitas e acompanhe o passo a passo do preparo nos vídeos publicados semanalmente no nosso blog, no nosso canal do Youtube e nas redes sociais.

Receita da Coxinha de Frango

Massa:
* 2 litros de água
* 1 kg de farinha de trigo peneirada
* 2 peitos de frangos
* 1 colher de manteiga
* 1 colher rasa de sal
* 1 colher de coloral
* Recheio:
* 2 peitos cozidos e desfiado
* 2 cebolas médias picadas
* 1 xícara de salsinha picada
* pimenta vermelha picada a gosto
* 2 dentes de alho amassados
* sal a gosto
* colorífico a gosto
* óleo ou azeite de oliva

Para empanar:
* 500 ml de água
* 2 claras
* 1 pitada de sal
* 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
* 2 kg de farinha de pão

Modo de preparo Para a massa:

1. Em uma panela, junte a água (de preferência a água que cozinhou o frango), os dois caldos de galinha, a margarina, o sal e o colorífico
2. Deixe a mistura no fogo até ferver
3. Após levantar fervura, junte a farinha peneirada e, com o auxílio de uma colher de pau, vá mexendo sem parar até que a massa desgrude da panela
4. Retire a do fogo e coloque sobre uma superfície lisa e untada com margarina
5. Deixe esfriar e vá sovando a massa constantemente para não criar casca

Para o recheio:
1. Em uma panela com óleo ou azeite, adicione o alho amassado, a pimenta vermelha picada e a cebola picada, frite tudo até dourar, junte o peito de frango cozido e desfiado e refogue por alguns minutos
2. Junte o sal e o colorífico
3. Desligue o fogo e acrescente a salsinha picada, misture bem e deixe esfriar

Para a montagem:
1. Passe um pouco de manteiga nas mãos, pegue uma porção da massa (dependendo qual seja o tamanho desejado da coxinha), faça uma bolinha e com o auxílio do dedo indicador faça uma cavidade na massa
2. Coloque uma porção do recheio e feche pinçando a boca da cavidade com a parte interna do polegar e do indicador

Para empanar:

1. Misture a água e as claras, bata com o auxílio de um garfo por alguns minutos, junte o sal a farinha de trigo e bata até que as bolinhas de farinha desapareçam
2. Passe as coxinhas prontas por essa mistura, tire o excesso e passe pela farinha de trigo
3. Após terminar de empanar as coxinhas, repita a operação

Para fritar:
1. Em um tacho ou panela funda, coloque óleo suficiente para cobrir a coxinha, deixe esquentar bem (190º a 200º C) e frite as coxinhas aos poucos para que o óleo não esfrie, o que pode fazer com que as coxinhas venham a rachar
2. Espere dourar bem, escorra e aproveite

 

Temperos

Estamos de Volta e em Clima de Festa!

Postado porTemperos de Cinema 28 de fevereiro de 2018 0 Comentários

Começa a temporada 2018 do Programa Temperos de Cinema e este ano a grande novidade é o formato inovador: A cada mês teremos o cardápio completo de um jantar tendo o cinema como tema, com o preparo de 4 ou 5 receitas, do drink e entrada até a sobremesa, que serão exibidas nos programas semanais postados todas as quintas-feiras no nosso canal no Youtube.


Os programas terão como inspiração os Jantares de Cinema, evento mensal da confraria de cinema e gastronomia criada por Fátima Augusto, Sandra Romansini e Rui Otanari.
E como a estreia da nova temporada acontece às vésperas da festa do Oscar 2018, o primeiro jantar é uma celebração à nonagésima edição do prêmio mais importante da indústria do cinema mundial.

São 5 receitas, todas inspiradas em filmes vencedores do Oscar. E começamos com o icônico drama dinamarquês “A Festa de Babete”, dirigido por Gabriel Axel, que ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1988. Deste filme vem a receita de um espetacular Blinis de salmão e caviar.


Na sequência serão a apresentadas as receitas de uma sopa de rã, também do filme “A Festa de Babete”; um Ravioli e do filme Chocolate; um cordeiro com cardamomo e arroz pasmati do filme “Um Casamento à Indiana”; e fechando o mês de março e o jantar do Oscar, teremos um maravilho tartin de ameixa ao molho de cassis, com gelato de baunilha e chantilly do filme “Um Bom Ano”.

Este é o novo Temperos de Cinema, cheio de ideias para você preparar no seu dia-a-dia ou também para fazer um grande jantar para amigos que apreciam boa comida e bons filmes.

 

Fátima Augusto

Produtora

Receita da semanaTemperos

Bobó de Camarão – Uma ótima receita para curar as dores de amores

Postado porTemperos de Cinema 27 de outubro de 2017 0 Comentários

Pra ser sincera o filme Sabor da Paixão, dirigido por Fina Torres, nem é um dos meus favoritos, mas filme que tem “comida” sempre me encanta, e esse Bobó de Camarão então …

Embora parte da história de Sabor da Paixão se passe no Brasil, e tenha Murilo Benício como personagem, esse filme é uma produção norte americana. O Brasil não tem tradição de explorar a gastronomia nos filmes, o que é uma pena, pois aqui temos receitas maravilhosas, sabores incríveis, que deixaria qualquer roteiro de dar água na boca.

sabor-da-paixao-2
Há tempo que queria colocar o Bobó de Camarão no Temperos de Cinema, e aí pesquisando encontrei esse filme, e essa “pegada” de curar uma desilusão, se entregando a magia da cozinha é muito verdadeira , eu mesma as vezes cozinho como terapia, e sempre me faz bem.

gastro7
Acho que não precisava de Penélope Cruz, embora ache ela lindíssima , e uma boa atriz, mas uma baiana fazendo esse Bobó iria convencer do mesmo jeito e provavelmente o sabor ficaria melhor.
A dica de hoje, é procurar um filme brasileiro, fazer um Bobó de Camarão com a receita da Sandra, chamar os amigos, e esquecer todas as tristezas e desilusões.

Receita Bobó de Camarão
Ingredientes:
50 ml de azeite de dendê
1 kg de camarão médio limpo
Suco de meio limão
3 colheres (sopa) de azeite
1 dente de alho picado
Sal à gosto
100g Cebola Picada

Molho
3 colheres (chá) de azeite de dendê
2 dentes de alho picado
1 xícara (chá) de cebola picada
2 xícaras (chá) de mandioca cozida e espremida
2 xícaras (chá) de leite de coco
2 tomates sem pele e sem sementes picados
4 colheres (sopa) de salsa

Preparo:
1. Mandioca: Em uma panela de pressão cozinhe a mandioca. Amasse e reserve.
2. Camarão: tempere o camarão com limão, alho e sal. Em uma panela, aqueça o azeite e refogue o camarão bem rapidamente. Reserve.
3. Molho: em uma panela, aqueça o azeite. Acrescente o alho, a cebola e deixe refogar. Adicione a mandioca, o leite de coco e misture. Coloque o tomate e a salsa, misture bem. Acrescente o camarão misture e coloque aos poucos de acordo com a textura que deseja atingir.
Sirva com arroz branco.

Thor-Ragnarok728x90

Receita da semanaSem categoriaTemperos

Receita Indiana de Frango

Postado porTemperos de Cinema 12 de maio de 2017 0 Comentários

Um Casamento À Indiana é uma produção da Índia que, curiosamente, é onde fica a maior indústria de cinema do mundo. Lá são produzidos mais de mil filmes por ano.
Esse filme, que ganhou o leão de Ouro de Veneza, conta a história de um família grande, como a maioria das famílias indianas , as voltas com os problemas de um casamento arranjado, que acontece bem na época das monções, a temporada anual das chuvas.
Como todo filme indiano, tem muita festa, muita dança e uma explosão de cores.
Aproveite a explosão de sabores da receita da Sandra.

tumblr_inline_n83nthK2sW1rgry7c
Ficha Ténica : Filme de 2001 , co produção da França, India, EUA, Itália e Alemanha, Direção de Mira Nair

FRANGO 3

Receita do Frango À Indiana
Ingredientes:
2 colheres (sopa) de óleo
2 filés de peito de frango grandes, sem pele e cortados em pedaços grandes
1 dente de alho bem picado
1 cebola grande picada
1/2 colher (chá) de gengibre em pó
1/2 colher (chá) de pimenta chili em pó
1/2 colher (chá) de canela em pó
1/2 colher (chá) de cúrcuma
1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino branca
250 g de tomate pelado (em lata), picado
4 colheres (sopa) de caldo de galinha
2 colheres (sopa) de amêndoas moídas
4 colheres (sopa) de creme de leite
4 colheres (sopa) de iogurte natural

Modo de preparo
1. Esquente o óleo em uma frigideira e frite o frango, o alho e a cebola até que o frango esteja totalmente cozido. Com uma faca, abra um pequeno buraco na carne para garantir que não esteja mais crua.
2. Tempere com o gengibre, a pimenta chili, a canela, a cúrcuma e a primenta-do-reino branca. Acrescente os tomates e o caldo de galinha. Baixe o fogo e, em seguida, misture as amêndoas.
3. Adicione o creme de leite e o iogurte, e depois deixe cozinhar em fogo baixo por 2 a 4 minutos. Sirva quente sobre uma camada de arroz.

Serve 4 pessoas
Preparo: 5 min
Cozimento: 45 min
Pronto em 50 min

Receita da semanaTemperos

Prato da Semana: Bouef Bourguignon de Julie e Julia

Postado porTemperos de Cinema 28 de outubro de 2016 0 Comentários

Na grande maioria dos filmes sempre há pelo menos uma cena envolvendo gastronomia. Em alguns ela chega a ocupar maior espaço na trama mas poucos são filmes onde ela ocupa papel de destaque, como personagem principal. Esse é o caso de “Julie e Julia”, de Nora Ephron, lançado em 2009.

filme-julie-e-julia-review-prato-pra-um-960x768
Este filme é uma comédia que mistura drama, romance e um cardápio de banquete. Meryl Streep e Amy Adams interpretam as duas personagens título, separadas na trama por um espaço 50 anos no tempo, mas unidas pela paixão e o talento para cozinhar.
Meryl Streep é Julia Child, é uma senhora que em 1948 vai morar em Paris por conta do trabalho do marido Paul (Stanley Tucci). Entediada por não ter o que fazer, ela passa a frequentar um curso de culinária e toma gosto pela coisa. Ela acaba escrevendo um livro e apresentando um programa de televisão. Cinquenta anos depois, encontramos Julie Powell (Amy Adams), uma moça com uma vidinha bem medíocre e que acidentalmente encontra o livro de Julia. Ela se encanta com as receitas e resolve prepará-las como passatempo. Com a ajuda do marido Eric Powell (Chris Messina), ela cria um blog para descrever sua experiência e se torna um sucesso.

sem-titulo-1
A chef Sandra Romansini recebeu a Dra. Lilian de Angelis, dentista e cozinheira de mão cheia, para comentar o filme e saborear uma das receitas de Julia Child, o Bouef Bourguignon. Veja o vídeo com o passo a passo do preparo e logo abaixo a receita detalhada.

RECEITA DE BOUEF BOURGUIGNON

INGREDIENTES
250gr de Bacon Defumado em tiras de 1 cm
1 kg de carne bovina em pedaços
1 colher (DE SOPA) de farinha de trigo
3 colheres (chá) de óleo
1 cenoura em palito
1 cebola bem picadinha
2 dentes de alho ralados
300ml de caldo de carne
1 colher (sopa) de extrato de tomate
300ml de vinho tinto seco
350g de champignons
6 cebolas echalotes sem casca, cortadas ao meio
1 folha de louro
1 ramo de tomilho fresco, salsa e pimenta do reino a gosto

PREPARO

Preaqueça o forno a 180º.
Aqueça uma frigideira grande e acrescente o bacon. Deixe esfriar , mexendo de vez em quando , até que fiquem crocante e solte bem a gordura. Nesse ponto transfira o bacon para uma caçarola grande e larga e reserve a gordura na frigideira.
Seque os pedaços de carne em papel absorvente. Corte-os em cubos de 2cm.
Polvilhe a carne com a farinha de trigo, virando os pedaços para que fiquem bem cobertos. Leve a frigideira de volta ao fogo e frite os cubinhos de carne, poucos de cada vez, adicionando 1 colher (chá) de óleo se necessário. Não coloque muitos pedaços de uma vez, senão a carne ficará cozida, em vez de dourada.
Transfira os cubinhos de carne dourados para a caçarola e reserve.
Acrescente as 2 colheres (chá) de óleo restantes na frigideira e refogue a cenoura , a cebola e o alho até que amaciem.
Transfira os legumes refogados para a caçarola. Escorra o excesso de gordura da frigideira e leve-a de volta ao fogo.
Adicione o caldo de carne e deixe que aqueça, raspando o fundo com uma colher de pau até soltar todo o tempero que ficou grudado.
Despeje na caçarola o caldo de carne morno e o extrato de tomate.
Em seguida, acrescente vinho até cobrir os ingredientes. Adicione o louro, o tomilho e mexa bem. Leve ao fogo até ferver. Cubra a caçarola, leve-a ao forno e deixe assar por 2 horas, mexendo a cada 30 minutos. Se o molho secar ou engrossar em excesso, coloque um pouco maios de vinho ou água.
Acrescente os champignon e as echalotes, e misture bem. Torne a cobrir e deixe assar por mais de 1 hora, ou até que a carne fique macia a ponto de desfiar ao simples toque de uma colher.

ReceitasReceitoteca

Coq au Vin, Receita Fácil da Culinária Francesa

Postado porTemperos de Cinema 9 de outubro de 2016 0 Comentários

Feito à base de carne de galo ou frango, vinho tinto e cogumelos, o Coq au Vin é um prato típico da culinária francesa mas que tem origem na história romana, por volta de 50 a.C.
Reza a lenda que durante a guerra entre os gauleses e os romanos, o general Vercingetórix (lider dos exércitos gauleses) teria mandado um galo de briga como um irônico presente a Julio César. O imperador romano retribuiu a gentileza e a ironia convidando-o para um jantar onde o prato principal foi o próprio galo, cozido em um vinho da região.
Uma outra curiosidade sobre esse prato: Ele era o favorito do cantor, compositor e poeta Renato Russo.

20140714_204701_resized
No Temperos de Cinema, ele foi o prato que a chef Sandra Romansini preparou para receber o empresário Marcelo Mafia. E ele adorou!
A receita é bem simples e esta é uma ótima opção para surpreender a família com um jantarzinho bem especial.

RECEITA DE COQ AU VIN
Ingredientes:
• 1 coxa e sobre coxa de frango de aproximadamente 2,5 kg
• 4 cebolas cortadas em cubos
• 500 ml litros de vinho tinto seco
• 1 talo de salsão cortado em cubos
• 1 bouquet amarrado com um barbante, contendo 1 folha de salsão, 1 dente de alho, 2 folhas de louro, 2 ramos de tomilho e 2 ramos de salsa crespa
• 1/2 xícara (chá) de óleo de girassoll.
• 200 g cenouras baby
• 1/2 xícara tomatinhos rasteiros
• 60 g de farinha de trigo
• 1 litro de fundo de carne ou legumes
• 200 g de bacon magro
• 500 g de champignons Paris, frescos
• 30 g de manteiga
• 30 g de alho poró
• 600 ml de caldo de legumes
• Sal e pimenta-do-reino a gosto
• Vinho tinto

Prepare assim:

• Corte a coxa e sobre coxa em pedaços pequenos e deixe marinando por 30 minutos.
• No hora do preparo, separe o frango, o vinho e os legumes. Tempere os pedaços de frango com sal e pimenta, depois passe-os na farinha
• Em uma frigideira com um pouco de óleo, doure os pedaços de frango de ambos os lados. Quandon estiverem dourados, polvilhe com um pouco de farinha. Acrescente uma parte do vinho e junte os pedaços dourados com os legumes na caçarola;
• Cubra com o vinho e o caldo, deixando cozinhar lentamente por aproximadamente 1h30 (até ficar macio).
• Em uma caçarola, aqueça 30 ml de óleo e refogue os legumes em fogo baixo.
• Enquanto cozinha o galo, prepare a guarnição, doure o bacon na manteiga e caramelize as cebolas. Junte o bacon e reserve. Coloque os champignons com um pouco de manteiga e uma pitada de sal e também reserve;
• Quando o frango estiver bem macio e o molho bem encorpado, coe o molho para finalizar e retire o bouquet (se desejar)
• Arranje os legumes conforme sua preferência, acerte o sal sirva imediatamente.