Tag

#filme

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Todos Já Sabem, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 23 de maio de 2019 0 Comentários

Com um elenco encabeçado por Penélope Cruz, Javier Bardem e Ricardo Darín, Todos Já Sabem (Todos lo Saben) se apresenta com um delírio cinéfilo ao reunir os melhores atores hispânicos da atualidade em um mesmo filme.


A obra é escrita e comandada pelo iraniano Asghar Farhadi (o ganhador do Oscar com “A Separação”). Esta é a sua primeira produção que não tem sua pátria como tema, ambientando este melodrama em um pequeno povoado da Espanha para contar uma tragédia que expõe segredos e mentiras de uma família.


Nos primeiros minutos de tela, o elenco é apresentado com fluidez e habilidade. Após anos distante, Laura (Penélope Cruz) volta ao povoado da sua família com os dois filhos, a adolescente Irene (Carla Campra) e menino Diego (Iván Chavero), para o casamento da irmã mais nova Ana (Inma Cuesta). Toda a família prepara-se para a festividade que toma conta de tela por longos momentos, desde a cerimônia na igreja até a grande festa no quintal de casa.


Entre os convidados está Paco (Javier Bardem) e sua esposa Bea (Bárbara Lennie), amigos da família e uma equipe de filmagem, além dos vizinhos do povoado. No meio da bebedeira e danças, a luz apaga-se e Paco busca um transformador em sua fazenda para dar continuidade à celebração.


A partir deste momento, entretanto, Laura percebe que Irene não está no quarto, nem no banheiro, ou qualquer lugar da casa. Já aflita, ela recebe uma mensagem para que não chame a polícia, senão sua filha corre risco de morte. Desse modo começa o grande suspense de Todos Já Sabem e todos as possibilidades são postas à mesa.
Este é o filme que encerra a programação de maio do Moviecom Arte, no Moviecom Cinemas do Maxi Shopping Jundiaí, com sessões nos dias 25 e 26 às 11 horas e no dia 28 às 14 horas.

Ficha técnica
Nome: Todos já sabem
Nome Original: Everybody knows
Cor filmagem: Colorida
Origem: França / Espanha / Itália
Ano de produção: 2018
Gênero: Drama / Suspense
Duração: 133 min
Classificação: 14 anos
Direção: Asghar Farhadi
Roteiro: Asghar Farhadi
Elenco: Penélope Cruz, Javier Bardem, Ricardo Darín, Bárbara Lennie

Fotografia: José Luis Alcaine

Distribuição: Paris Filmes

 

CinemaMoviecomarteMoviecomartePrograçãoDe Maio

Gloria Bell no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 16 de maio de 2019 0 Comentários

Sebastián Lelio é um diretor chileno que ganhou os holofotes em 2013 pelas nomeações e prêmios recebidos pelo filme “Gloria” e chegou ao Oscar em 2018 com o filme “Uma Mulher Fantástica”, que conta com uma protagonista transexual e que você assistiu aqui no Moviecom Arte.


Agora, em 2019, ele traz a versão americana de seu longa-metragem de 2013 com um novo título “Gloria Bell”.
Protagonizado por Julianne Moore em mais uma atuação magnífica, o longa conta a história de Gloria, uma mulher acima dos 50 anos, com um espírito jovial que se envolve com um ex-oficial da Marinha que ela conhece em uma danceteria de Los Angeles.


Além da atuação de Julianne Moore, a trilha sonora é excepcional, repleta de sucessos da era “disco” que cumprem um papel essencial na consolidação dessa mulher mais velha e de espírito livre que passa os dias trabalhando em um escritório tradicional e conservador e que, à noite, se solta, dançando nas discotecas.


“Gloria Bell” é uma sofisticada comédia romântica que mostra que o amor pode surgir a qualquer momento, que os relacionamentos nunca são simples e que nada pode deixar você para baixo enquanto você continuar dançando.


Este é o filme da semana no Moviecom Arte do Moviecom Cinemas no Maxi Shopping Jundiaí. Você poderá assisti-lo nos dias 18 e 19 às 11 horas e no dia 21 às horas.

Ficha Técnica
Título: Gloria Bell
Título Original: Gloria Bell
Gênero: Comédia, Drama
Direção: Sebastián Lelio
Roteiro: Alice Johnson Boher e Sebastián Lelio
Elenco: Julianne Moore, Alanna Ubach, Michael Cera, Sean Astin, John Turturro & Jeanne Tripplehorn
Fotografia: Natasha Braier
Trilha Sonora: Matthew Herbert
Montagem: Soledad Salfate
Design de Produção: Shannon WalshEstreia no Brasil: 28 de Março de 2019
País de Origem: EUA
Idioma: Inglês
Ano de produção: 2018
Duração: 102 min
Classificação: 14 anos
Distribuição: Sony

Receita da semanaReceitasTemperos

Caponata de Berinjela

Postado porTemperos de Cinema 16 de maio de 2019 0 Comentários

Iniciamos um novo cardápio, desta vez inspirado no filme “Comer, Rezar e Amar”, um dos grandes sucessos do cinema contemporâneo. Dirigido por Brian Murphy e estrelado por Julia Roberts, Javier Bardem e James Franco, o filme fala sobre a busca das melhores coisas da vida, aquelas que são realmente essenciais.


E é com esse mesmo espírito que a montamos este cardápio que começa uma deliciosa entrada de berinjela, uma receita tipicamente siciliana, a Caponata.
Veja o vídeo com o passo a passo deste prato que é super fácil de fazer e é, como dizem, “de comer rezando”. E amando!

https://youtu.be/VlewHU-WiPk

Caponata de Berinjela

Ingredientes:

4 Berinjela com casca, picada em cubinhos;
2 tomates sem pele e sem semente, picados;
½ pimentão verde picados em cubinhos;
½ pimentão vermelho picados em cubinhos
½ pimentão amarelo picados em cubinhos
1 cebola em rodelas ou picada;
2 dentes de alho amassados ou picados;
salsinha picada a gosto
Uva passa A gosto
Nozes a gosto
15 azeitonas verdes ou pretas sem caroço;
1 copo-medidor de água;
½ copo-medidor de azeite;
¼ copo-medidor de açúcar;
¼ copo-medidor de aceto balsâmico;
1 colher de sopa de sal;
Pimenta moída a gosto.

Modo de preparo:

Coloque todos ingredientes em uma bacia e mexa bem para misturar.
Leve ao fogo baixo por 1 hora.
De 30 em 30 minutos misture os ingredientes para assar por igual.
Finalize o prato com algumas uva-passas para dar mais sabor ao antepasto.

Receita da semanaReceitasTemperos

Galantini, uma receita clássica francesa.

Postado porTemperos de Cinema 12 de abril de 2019 0 Comentários

Uh la la … Neste mês de Abril nosso Cardápio está Inspirado no filme “Os Sabores do Palácio” (2013), do diretor Christian Vincent.


A entrada é um prato clássico da gastronomia franco-portuguesa, a Galantini, que ganha um toque muito especial da chef Sandra Romansini que, diga-se de passagem, é apaixonada pela culinária francesa.
Vamos à receita?

Galantine Salmão

500 gr de salmão em cubos
1 clara de ovo
50 ml creme de leite fresco
Sálvia, tomilho e Endro dill a gosto
Sal e Pimenta
Cebola picadinha
1 acelga inteira e grande.
1 litro de caldo de Legumes

Modo Preparo:

Em uma panela coloque o caldo de legumes para aquecer. Mantenha quente sem ferver.

Separe as folhas de acelga retire a parte branca e branqueie no caldo de legumes por alguns minutos, retire e reserve

No processador coloque o salmão, as ervas, sal e pimenta, clara de ovo, o creme de leite fresco e processe ate formar uma mousse lisa.

Forre a bancada com plástico filme e em seguida disponha as folhas de acelga branqueadas. Coloque a mousse de salmão e enrole como rocambole.
Enrole mito bem no filme plástico e feche a lateral com um no forte (veja vídeo)
Coloque a galantine para cozinhar no caldo de legumes por aproximadamente 8 a 15 minutos.
Prepare o molho Veloute.

Molho Velouté

30 gr. cebola
5 gr. alho
Sal e pimenta a gosto
50 ml creme de leite
50 ml vinho branco
100 gr. de apara de Salmão
1 colher de manteiga
1 colher de farinha de trigo

Preparo:
Em uma frigideira salteie o algo, a cebola e as aparas de salmão até que dourem.
Deglaceie a frigideira com vinho branco e adicione 200
Ml do caldo de legumes e em
Seguida engrosse com Roux de modo que o molho fique aveludado.

Monte o fundo do prato com o molho e em seguida disponha a galantine fatiada em tranche.
Decore com
Sálvia e pimenta rosa.

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Cafarnaum, Indicado Ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

Postado porTemperos de Cinema 1 de março de 2019 0 Comentários

A cidade bíblica de Cafarnaum dá nome ao mais novo filme da diretora libanesa Nadine Labaki, que concorreu ao Oscar 2.019 de Melhor Filme Estrangeiro.


“Cafarnaum” se passa em um bairro de Beirute com planos aéreos que evidenciam um triste quadro de miséria. Problemas como a violência tornaram-se tão sintomáticos ao ponto de crianças brincarem felizes com metralhadoras improvisadas. Uma dessas crianças é Zain, o protagonista da trama, que depois é visto sob custódia por esfaquear um homem e, logo em seguida, processando seus pais por ter nascido.


É um ponto de partida espantoso que anuncia uma experiência tão insólita quanto difícil, que o roteiro tenta explicar voltando no tempo e nos apresentando à difícil realidade de Zain, um dos filhos mais velhos em uma casa cheia de crianças mas com pouco a oferecê-las além das condições mais básicas.


Aos doze anos, Zain (Zain Al Rafeea) carrega uma série de responsabilidades: é ele quem cuida de seus irmãos no cortiço em que vive junto com os pais, que estão sempre ausentes, trabalhando em uma mercearia. Quando sua irmã de onze é forçada a se casar com um homem mais velho, o menino fica extremamente revoltado e decide deixar a família. Ele passa a viver nas ruas junto aos refugiados e outras crianças que, diferentemente dele, não chegaram lá por conta própria.


Ganhador do Prêmio do Júri em Cannes, “Cafarnaum” era o grande rival de “Roma” no Oscar, ambos tidos como verdadeiras obras de arte do cinema atual.
Você poderá ver este grande filme no Moviecom Arte dos dias 02 e 03 de março às 11 horas e no dia 05 de março às 14 horas. Imperdível.

Título: Cafarnaum
Título original: Capharnaüm
Nacionalidades: Líbano, França
Gênero: Drama
Ano de produção: 2018
Estréia: 17 de janeiro de 2019 (Brasil)
Duração: 2h 06min
Direção: Nadine Labaki
Roteiro: Nadine Labaki, Jihad Hojeily, Michelle Keserwany
Elenco: Alaa Chouchnieh, Alexandre Youakim, Boluwatife Treasure Bankole, Elias Khoury, Fadi Yousef, Farah Hasno, Farah Kanjo, Haita ‘Cedra’ Izzam, Joe Maalouf, Joseph Jimbazian, Kawsar Al Haddad, Michele Sedad, Mirna Izzam, Nadine Labaki, Nour El Husseini, Rahaf El Razek, Samira Chalhoub, Yordanos Shiferaw, Zain Al Rafeea
Trilha sonora: Khaled Mouzanar
Direção de fotografia: Christopher Aoun
Edição: Konstantin Bock, Laure Gardette
Design de produção: Hussein Baydoun
Classificação: 14 anos
Distribuição: Sony Picture

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Um Segredo em Paris, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 22 de janeiro de 2019 0 Comentários

Em seu segundo filme, a diretora francesa Elise Girard traz uma comédia romântica que foge completamente das tradicionais histórias recheadas de cartões postais de Paris.


A cidade está o tempo todo presente, com suas luzes outonais na brilhante fotografia de Renato Berta, mas o foco é quase que único e exclusivo nos protagonistas, sem se importar com o que está ao redor.
A trama gira em torno de Mavie, uma garota que sonha em ser escritora e passa seus dias a caminhar pela cidade, parando em cafés para colocar a leitura em dia.


Cansada de fazer nada, passa a procurar emprego, até que encontra um anúncio de uma livraria onde conhece o proprietário, o misantropo Georges. Apesar da grande diferença de idade, a atração que começa a se desenvolver entre os dois nasce no campo filosófico e intelectual.
A pressão pelo que pode vir a acontecer é maior do que por aquilo que, de fato, se sucede. Um Segredo em Paris não possui grandes revelações, eventos ou surpresas. Tudo se dá à luz do dia. O mistério, se é que existe, está nos corações e nas mentes, naquilo que é inexplicável e, mesmo assim, acaba por ganhar espaço.


Os dois protagonistas sâo a alma de “Um Segredo em Paris”. Lolita Chammah e Jean Sorel, desenvolvem seus personagens com tanta paixão e naturalidade que é impossível não se apaixonar por eles.
Venha se apaixonar por “Um Segredo em Paris” nos dias 26 e 27 de janeiro, sempre às 11 horas, no Moviecom Arte do Moviecom Cinemas do Maxi Shopping Jundiaí.

Ficha Técnica

Título no Brasil: Um Segredo em Paris
Título Original: Drôles d’Oiseaux
Gênero: Comédia Dramática
Duração: 70 min
Estreia no Brasil: 15 de Novembro de 2018
Classificação indicativa: 14 anos
País: França
Idioma: Francês
Diretor: Élise Girard
Roteiro: Élise Girard e Anne Louise Trividic
Elenco: Lolita Chammah, Jean Sorel, Virginie Ledoyen, Pascal Cervo, Bellu Bellali, Nicolas Combet, Max Robin, Ronald Chammah, Tullio Giannotti e Stefano Montefiori
Trilha Sonora: Bertrand Burgalat
Fotografia: Renato Berta
Distribuição: Pagu Pictures

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

A Vida em Si, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 4 de janeiro de 2019 0 Comentários

As relações humanas são uma eterna fonte de inspiração para a literatura, teatro e cinema, pois é dentro das nossas relações que expressamos e exercemos as nossas singularidades.


Dan Fogelman tem se aprofundado nesse tema. Criador da série This is Us, que aborda as dificuldades embutidas nas relações humanas, é ele o diretor de “A Vida em Si”, um drama que parece uma versão para o cinema da série televisiva,
No centro da trama, temos o relacionamento de Will (Oscar Isaac) e Abby (Olivia Wilde), que estão prestes a construir uma família. Mas a história dos dois se desdobra em outras 3, contadas em épocas, lugares, personagens e situações completamente diferentes, todas conectadas através de um evento marcante.


Apesar da duração do filme, “A Vida em Si” se aprofunda em questões que vão além de amor, passando por educação, profissão e cotidiano. O roteiro também assinado por Dan Fogelman consegue desenrolar as particularidades de cada protagonista dentro de situações claramente viáveis no mundo real, que muitos de nós já vivenciamos.
O elenco super vipado traz ainda Antonio Banderas e narração de Samuel L. Jackson.

Assista “A Vida Em Si” no Moviecom Arte do Moviecom Cinemas – Maxi Shopping Jundiaí, nos dias 05 e 06 às 11 horas e no dia 08 às 14 horas.

Ficha Técnica
Título: A Vida Em Si
Título Original: Life Itself
Direção: Dan Fogelman
Roteiro: Dan Fogelman
Fotografia: Brett Pawlak
Trilha Sonora: Federico Jusid
Elenco: Adrian Marrero, Àlex Monner, Annette Bening, Antonio Banderas, Caitlin Carmichael, Charlie Thurston, Gabby Bryan, Isabel Durant, Jake Robinson, Jean Smart, Jordana Rose, Kya Kruse, Laia Costa, Lorenza Izzo, Mandy Patinkin, Olivia Cooke, Olivia Wilde, Oscar Isaac, Samuel L. Jackson, Sergio Peris-Mencheta
Distribuidora: Paris Filmes

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

O Quebra Cabeças, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 27 de dezembro de 2018 0 Comentários

Baseado no filme Rompecabezas, dirigido pela cineasta argentina Natalia Smirnoff em 2009, “O Quebra Cabeça” é o segundo longa do diretor Marc Turtletaub, mais conhecido por seu trabalho como produtor em filmes como “A Pequena Miss Sunshine” e “Loving”.


O roteiro assinado por Oren Moverman conta a história de uma meticulosa e obcecada dona de casa suburbana, religiosa, dedicada a cuidar da organização e limpeza de seu lar, além de alimentar pontualmente marido e filhos.
Interpretada por Kelly Macdonald, Agnes é uma personagem em busca de um elo de ligação entre a lógica e a emoção. E isso acontece quando em seu aniversário de 40 anos ganha um quebra-cabeças de mil peças e descobre, enfim, seu grande talento matemático e geométrico, que a possibilita resolver rapidamente o desafio.


Isso provoca uma grande reviravolta em sua vida e em seus sentimentos. atingindo seu casamento, o relacionamento com os filhos e a amizade com Robert (Irrfan Khan), aspirante a montador profissional de quebra-cabeças que procura por uma parceira de jogo.
Quando a personagem resolve sair de sua estagnante rotina e ir em direção ao seu sonho, percebe que as peças do seu quebra-cabeças pessoal estavam todas soltas e não mais se encaixavam naquele cenário de antes.


“O Quebra Cabeças” é o filme da semana no Moviecom Arte e encerra em grande estilo a nossa programação de 2.018. Ele será exibido nos dias 29 e 30 de dezembro, sempre às 11 horas, no Moviecom Cinemas do Maxi Shopping Jundiaí.
Não teremos a sessão da terça-feira às 14 horas devido ao feriado de 1º de janeiro.

Ficha Técnica
Título: O Quebra Cabeças
Título original: Puzzle
Direção: Marc Turtletaub
Elenco: Kelly Macdonald, Irrfan Khan, Abigail Friend, Alison Linkov, Audrie Neenan, Austin Abrams, Barry Godin, Bubba Weiler, Collin Grubbs e Daniel Stewart Sherman
Fotografia: Christopher Norr
Trilha Sonora: Dustin O’Halloran
País: Estados Unidos
Gênero: drama
Ano de produção: 2018
Duração: 103 minutos
Distribuição: Sony Pictures Brasil
Não recomendado para menores de 12 anos

ConfrariaConfraria

Um Banquete Para Fechar 2.018 Com Chave De Ouro

Postado porTemperos de Cinema 14 de dezembro de 2018 0 Comentários

A confraria Temperos de Cinema encerrou a temporada de jantares de 2018 em grande estilo.
O filme que inspirou o cardápio e o figurino dos confrades foi “Vatel, Um Banquete Para o Rei”, um clássico do diretor franco-britânico Roland Joffé lançado em 2.000. Estrelado por Gèrard Depardieu, Uma Thurman, Tim Roth e Julian Sands, este é um filme de época que se passa em 1671, na corte do Rei Luiz XIV.

Os confrades entraram no clima e mais uma vez capricharam no figurino, para recriar um pouco do clima da realeza francesa de de 1600.

E como o tema era um banquete, o cardápio não fez por menos.  Os Chefs Rui Otanari e Sandra Romansini arrasaram na escolha dos pratos , trazendo as delícias e a sofisticação da culinária francesa.

Isso tudo para fechar com chave de ouro a programação da confraria em 2.018. Ano que vem tem mais! Muito mais! Desejamos a todos ótimas festas e um ano novo repleto de sucesso, muita alegria, bons filmes e boa comida!

CARDÁPIO
Menu
Potage
Moule Rouge (Sopa de mexilhões vermelhos)
Relevè
Terrine à L’oseile (Terrine de vegetais com azedinha)
Entrements
Poisson Rouge au Sauce Hollandaise, Pomme aux Duchese (Filet de Arenque ao molho Holandaise, acompanhado de batatas assadas)
Crépine Faisan aux sauce Volaille (Mousseline de Faisão ao molho de cogumelos)
Dessert
Saint Honore

SINOPSE E FICHA TÉCNICA DO FILME
O ano é 1671 e o rei Luís XIV (Julian Sands) vive em Versailles. No norte da França, o Príncipe de Condé (Julian Glover), enterrado em dívidas, planeja uma solução para fazer com que não só ele mas toda a província fique livre das dívidas: ele decide convidar o rei para passar um final de semana recheado de iguarias e entretenimento. Se o Príncipe conseguir cair nas graças do rei, toda a região será salva do desastre econômico. Porém, apenas um homem poderá preparar um banquete suntuoso e ainda cuidar da diversão real: François Vatel, o mordomo do Príncipe. Mas em meio a todo o trabalho resultante da preparação para a visita real, Vatel se apaixona pela bela Anne de Montausier (Uma Thurman), o que atrapalha os planos do Príncipe de Condé.


FICHA TÉCNICA

Título: Vatel, Um Banquete Para o Rei
Produção : França/Inglaterra – 2000
Diretor: Roland Joffé
Roteiro: Jeanne Labrune
Fotografia: Robert Fraisse.
Música Original: Ênio Morricone
Elenco: Gèrard Depardieu, Uma Thurman, Tim Roth e Julian Sands

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

A Ilha dos Cachorros, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 14 de novembro de 2018 0 Comentários

Um dos mais badalados cineastas europeus da atualidade, Wes Anderson construiu sua carreira sempre fiel a seu estilo marcado pelo visual excêntrico e um estilo de narrativa próprio.
Não por acaso, Anderson se tornou o queridinho das grandes estrelas e também das grandes grifes, dirigindo filmes para a Prada, Sony, AT&T e outras.


Em “A Ilha dos Cachorros” Wes Anderson criou um simpático elenco de caninos para abordar temas como xenofobia, polarização e militarização. Temas cada vez mais recorrentes no cinema contemporâneo.
Usando uma técnica de animação que evoluiu de seu trabalho anterior, o “Grand Hotel Budapest”, este filme é visualmente impecável e com uma estética ultra moderna.


“A Ilha dos Cachorros” vem carregado de referências bem ao estilo de Anderson que desta vez mostra uma nítida influência da cultura japonesa e nos filmes de animação de Hayao Miyazaki.
Na trama, o prefeito de Megasaki resolve banir todos os cães dessa cidade fictífica japonesa. Tirânico e fã de gatos, ele envia os cachorros para uma ilha cheia de lixo. Segundo ele, o objetivo é evitar que o surto de gripe canina prejudique os humanos.


O sobrinho órfão do político não gosta da ideia de perder seu animal de estimação. Então, o garoto de 12 anos sai em busca de seu cachorro Spots, acompanhado de outros cães da ilha.
Outro detalhe curioso do filme é a personagem chamada Yoko Ono e que é dublada pela própria Yoko Ono. Dando suas vozes aos persoNAgens de animação estão também: F. Murray Abraham, Scarlett Johansson, Tilda Swinton e Akira Ito, entre muitas outras celebridades do cinema.
Você não pode perder “A Ilha dos Cachorros”, de Wes Anderson, no Moviecom, dias 17 e 18 às 11 horas e no dia 20 às 14 horas.

Ficha Técnica

Título no Brasil; Ilha dos Cachorros
Título original: Isle of Dogs
Gênero: Animação Comédia Aventura Drama Ficção Fantasia
Duração: 105 min
País: EUA
Diretor: Wes Anderson
Roteirista: Wes Anderson, Roman Coppola, Jason Schwartzman e Kunichi Nomura
Elenco: Bryan Cranston, Edward Norton, Bill Murray, Jeff Goldblum, Kunichi Nomura, Ken Watanabe, Greta Gerwig, Frances McDormand, Courtney B. Vance, Fisher Stevens, Nijiro Murakami, Harvey Keitel, Koyu Rankin, Liev Schreiber, Bob Balaban, Scarlett Johansson, Tilda Swinton, Akira Ito, Akira Takayama, F. Murray Abraham, Yojiro Noda, Mari Natsuki, Yoko Ono e Frank Wood
Fotografia: Tristan Oliver
Trilha Sonora: Alexandre Desplat
Montagem: Edward Bursch, Ralph Foster, Andrew Weisblum
Design de Produção: Paul Harrod, Adam Stockhausen
Distribuição: Fox Film do Brasil