Tag

#Ferias

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

A Vida em Si, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 4 de janeiro de 2019 0 Comentários

As relações humanas são uma eterna fonte de inspiração para a literatura, teatro e cinema, pois é dentro das nossas relações que expressamos e exercemos as nossas singularidades.


Dan Fogelman tem se aprofundado nesse tema. Criador da série This is Us, que aborda as dificuldades embutidas nas relações humanas, é ele o diretor de “A Vida em Si”, um drama que parece uma versão para o cinema da série televisiva,
No centro da trama, temos o relacionamento de Will (Oscar Isaac) e Abby (Olivia Wilde), que estão prestes a construir uma família. Mas a história dos dois se desdobra em outras 3, contadas em épocas, lugares, personagens e situações completamente diferentes, todas conectadas através de um evento marcante.


Apesar da duração do filme, “A Vida em Si” se aprofunda em questões que vão além de amor, passando por educação, profissão e cotidiano. O roteiro também assinado por Dan Fogelman consegue desenrolar as particularidades de cada protagonista dentro de situações claramente viáveis no mundo real, que muitos de nós já vivenciamos.
O elenco super vipado traz ainda Antonio Banderas e narração de Samuel L. Jackson.

Assista “A Vida Em Si” no Moviecom Arte do Moviecom Cinemas – Maxi Shopping Jundiaí, nos dias 05 e 06 às 11 horas e no dia 08 às 14 horas.

Ficha Técnica
Título: A Vida Em Si
Título Original: Life Itself
Direção: Dan Fogelman
Roteiro: Dan Fogelman
Fotografia: Brett Pawlak
Trilha Sonora: Federico Jusid
Elenco: Adrian Marrero, Àlex Monner, Annette Bening, Antonio Banderas, Caitlin Carmichael, Charlie Thurston, Gabby Bryan, Isabel Durant, Jake Robinson, Jean Smart, Jordana Rose, Kya Kruse, Laia Costa, Lorenza Izzo, Mandy Patinkin, Olivia Cooke, Olivia Wilde, Oscar Isaac, Samuel L. Jackson, Sergio Peris-Mencheta
Distribuidora: Paris Filmes

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Filmes de Janeiro no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 4 de janeiro de 2019 0 Comentários

Férias de cinéfilo é no cinema! E o Moviecom Arte esquenta a temporada de Janeiro com uma seleção de filmes que você não pode deixar de ver.

DIAS 05, 06, 08 DE JANEIRO
A VIDA EM SI
De Dan Fogelman

As relações humanas são uma eterna fonte de inspiração para a literatura, teatro e cinema, pois é dentro das nossas relações que expressamos e exercemos as nossas singularidades.
Dan Fogelman tem se aprofundado nesse tema. Criador da série This is Us, que aborda as dificuldades embutidas nas relações humanas, é ele o diretor de “A Vida em Si”, um drama que parece uma versão para o cinema da série televisiva,
No centro da trama, temos o relacionamento de Will (Oscar Isaac) e Abby (Olivia Wilde), que estão prestes a construir uma família. Mas a história dos dois se desdobra em outras 3, contadas em épocas, lugares, personagens e situações completamente diferentes, todas conectadas através de um evento marcante.
Apesar da duração do filme, “A Vida em Si” se aprofunda em questões que vão além de amor, passando por educação, profissão e cotidiano. O roteiro também assinado por Dan Fogelman consegue desenrolar as particularidades de cada protagonista dentro de situações claramente viáveis no mundo real, que muitos de nós já vivenciamos.
O elenco super vipado traz ainda Antonio Banderas e narração de Samuel L. Jackson.

DIAS 12, 13 E 15 DE JANEIRO
O ÓDIO QUE VOCE SEMEIA
De George Tillman, Jr.

Estrelado por Amandla Stenberg, “O Ódio Que Você Semeia” é uma história poderosa e provocativa sobre raça e identidade, contada da perspectiva de Starr Carter, uma personagem que vive constantemente mudando entre dois mundos: o primeiro mais pobre, onde mora, com a maioria da população negra; e o segundo mais rico, onde estuda, com a maioria da população branca.
O equilíbrio entre esses dois mundos é despedaçado quando Starr presencia o assassinato de seu melhor amigo de infância por um policial. O que a personagem de Stenberg faz ou deixa de fazer pode mudar o destino de sua comunidade ou colocar sua vida em perigo.
Baseado no livro de ativismo negro de mesmo nome, de Angela Thomas, o filme dirigido por George Tillman Jr. mostra a trajetória da personagem descobrindo seu lugar no mundo, a partir das tragédias da sua vida, e reconhece o poder da sua voz acima das injustiças e o preconceito que a sociedade normaliza para não ter que lidar.
“O Ódio Que Você Semeia” é considerado por grande parte da crítica como o melhor filme de 2.018.

 

DIAS 19, 20 E 22 DE JANEIRO
UTOYA – 22 de Julho
De Erik Poppe

Exibido na última Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, “Utoya – 22 de Julho”, do norueguês Erik Poppe, concorreu ao Urso de Ouro na competição principal no Festival de Berlim.
Filmada com apenas uma câmera, como se fosse um documentário, a obra recria minuto a minuto o massacre promovido por um atirador contra um grupo de 500 adolescentes na ilha de Utoya, na Noruega, em 22 de Julho de 2011.
A estética de documentário e a câmera dinâmica de Erik Poppe recria de forma intensa e linear o terror vivido pelos adolescentes neste atendado de fundo político promovido por um homem de extrema direita, Anders Behring Breivik.
Um dos pontos altos do filme é o desempenho vigoroso e corajoso da jovem atriz Andrea Berntzen.

DIAS 26, 27 e 29 DE JANEIRO
UM SEGREDO EM PARIS
De Elise Girard

Em seu segundo filme, a diretora francesa Elise Girard traz uma comédia romântica que foge completamente das tradicionais histórias recheadas de cartões postais de Paris.
A cidade está o tempo todo presente, com suas luzes outonais na brilhante fotografia de Renato Berta, mas o foco é quase que único e exclusivo nos protagonistas, sem se importar com o que está ao redor.
A trama gira em torno de Mavie, uma garota que sonha em ser escritora e passa seus dias a caminhar por Paris, parando em cafés para colocar a leitura em dia.
Cansada de fazer nada, passa a procurar emprego, até que encontra um anúncio de uma livraria onde conhece o proprietário, o misantropo Georges. Apesar da grande diferença de idade, a atração que começa a se desenvolver entre os dois se dá antes num campo filosófico, intelectual.
A pressão pelo que pode vir a acontecer é maior do que por aquilo que, de fato, se sucede. Um Segredo em Paris não possui grandes revelações, eventos ou surpresas. Tudo se dá à luz do dia. O mistério, se é que existe, está nos corações e nas mentes, naquilo que é inexplicável e, mesmo assim, acaba por ganhar espaço.
Os dois protagonistas sao a alma de “Um Segredo em Paris”. Lolita Chammah e Jean Sorel, desenvolvem seus personagens com tanta paixão e naturalidade que é impossível não se apaixonar por eles.

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Férias no Cinema!

Postado porTemperos de Cinema 3 de julho de 2018 0 Comentários

Julho é mês de férias e cinéfilo que é cinéfilo de verdade aproveita as férias para ver mais filmes. O Moviecom Arte vem com uma programação repleta de ótimos filmes para uma programação que não deixará suas férias passar em branco.

Amores de Chumbo, de Tuca Siqueira
Dias 07, 08 e 10
O cinema brasileiro, fora do eixo São Paulo-Rio, traz sempre grandes e agradáveis surpresas. É o caso de “Amores de Chumbo”, produção pernambucana que estreou no último Festival de Cinema do Rio de Janeiro e integrou a 41ª Mostra de Cinema de São Paulo.
Dirigido por Tuca Siqueira este filme parte das questões afetivas e amorosas de três amigos, o roteiro tem no período de repressão no Brasil um importante elemento narrativo. Os traumas e as vivências da ditadura são parte indissociável da vida dos protagonistas, todos com passado de resistência e militância política, durante o período de chumbo da ditadura militar.
Quarenta anos separam Maria Eugênia, escritora pernambucana radicada na França, do casal Miguel e Lúcia, que acabam de comemorar quatro décadas de união. O retorno de Maria Eugênia revela segredos do passado, dando margem a dúvidas e desconfianças há muito tempo guardadas.
Partindo do ponto de vista desses três personagens, se revive o momento político e social da época de chumbo da ditadura militar no Brasil — uma história que mudou o rumo de muitas vidas.

A Câmera de Claire, de Hong Sang-soo
Dias 14, 15 e 17 de julho
Um dos diretores mais produtivos da atualidade, Hong Sang-soo já foi comparado a Jean-Luc Godard e é conhecido por seus roteiros criados a partir de sutilezas do dia-a-dia e em pessoas reais.
“A Câmera de Claire” se baseia em desacertos conjugais, um tema bastante recorrente na obra do diretor, e traz a diva Isabelle Huppert como Claire, uma professora, poeta e fotógrafa circulando pelas ruas de Cannes durante o famoso Festival de Cinema e travando amizade com alguns turistas sul coreanos.
Claire tira fotos de seus novos amigos mas não fica com elas. Entrega os registros aos próprios fotografados para que eles possam avaliar suas próprias transformações no decorrer da trama.
Esses encontros funcionam como fio condutor da trama que revelará os demais personagens de um intrincado quebra-cabeças do qual fazem parte e, ao final dela, sairão transformados.

A Amante, de Mohamed Ben Attia
Dias 21, 22 e 24 de julho
O cinema da Tunísia é uma das boas novidade no circuito dos Festivais. Em “A Amante”, o estreante diretor e roteirista Mohamed Ben Attia é uma deliciosa surpresa, um drama romântico sobre desilusões e a imprevisibilidade que se sobrepõe a todos nossos planos.
Badalado em festivais de cinema pelo mundo em 2016, o filme chega ao Brasil com dois anos de atraso e com a pompa de ter vencido os prêmios de melhor ator e melhor filme no prestigiado Festival de Berlim.
Na trama, o introvertido Hedi (Majd Mastoura) parece ter sua vida sob controle. De casamento marcado e com um bom emprego em uma fábrica de automóveis arranjado pelo pai da noiva. À frente de todos os planos está a matriarca da família do protagonista, Baya (Sabah Bouzouita), sempre tomando as rédeas das situações em nome de “um bem maior”.
Tudo muda em uma viagem de trabalho, ele percebe que não é desta forma que ele pretende passar o resto de sua vida. Ele conhece uma jovem que vive de forma descomprometida e livre, que o leva a questionar tudo que o cerca e a redescobrir seus próprios sonhos e desejos.

Oh! Lucy, de Atsuko Hirayanagi
Dias 28, 29 e 31 de julho
A japonesa Atsuko Hiranayagi evoca aqueles personagens especiais em sua banalidade, vivendo situações tão absurdas que são absolutamente reais.
“Oh! Lucy” conta a história de uma mulher que mora sozinha em Tóquio e tem uma vida monótona. Sua sobrinha a convence a se matricular em um curso de inglês pouco convencional onde passa usar uma peruca loira e a representar uma norte-americana chamada Lucy.
A nova identidade surge como seu alter-ego e ela descobre sentimentos dos quais havia esquecido. Ela se apaixona por seu professor de inglês e, após o repentino sumiço dele, embarca para os Estados Unidos à sua procura, vivenciando uma série de aventuras e se desvencilhando de sua vida ordinária.

____________________________________

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

CinemaMoviecomarte

Férias de Cinéfilos é no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 2 de janeiro de 2018 0 Comentários

O Moviecom Arte começa 2018 com uma programação recheada de grandes filmes para quem nunca tira férias de cinema. Entre os títulos selecionados para janeiro estão filmes concorrentes ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, abordando temas contemporâneos na visão de grandes diretores de diferentes partes do mundo.

606566

DIAS 06 E 07 DE JANEIRO
SÁBADO E DOMINGO – 11HORAS

O OUTRO LADO DA ESPERANÇA
O finlandês Aki Kaurismäki possui um estilo instigante. A beleza de seus filmes se deve em grande parte à extrema simplicidade estética, à precisão de seus enquadramentos e da narração sofisticada, as referências aos anos 70 e ao folk rock. Quase sempre falando de uma Finlândia de onde todos desejam fugir.
Abrindo a temporada 2018 o Moviecom Arte orgulhosamente apresenta “O outro Lado da Esperança”, o 17º longa de Aki Kaurismäki, que conta história de um grupo de refugiados do Oriente Médio que chega à Helsinque.
A trama gira em torno de Khaled (Sherwan Haji) que fugiu da guerra na Síria buscando asilo na Europa. Depois de percorrer vários países, chega à Finlândia escondido em um navio de carga. Com seu visto de asilo negado ele é preso mas foge e passa a viver clandestnamente, sempre em busca de uma irmã desaparecida.
Não recomendado para menores de 18 anos

1314

DIAS 13 E 14 DE JANEIRO
SÁBADO E DOMINGO – 11HORAS

UMA MULHER FANTÁSTICA
Sentimentos como o preconceito ou mesmo a curiosidade sobre a sexualidade alheia, estão expostos neste filme de Sebastián Lelio, um dos diretores mais importantes do cinema chileno pós-ditadura.
Em “Uma Mulher Fantástica” o olhar enigmático da personagem Marina (Daniela Vega) desperta no expectador um desejo inquietante de saber a identidade sexual antes mesmo de conhecê-la como pessoa.
Marina é uma garçonete transexual que passa boa parte dos seus dias buscando seu sustento. Seu verdadeiro sonho é ser uma cantora de sucesso e, para isso, canta durante a noite em diversos clubes de sua cidade. Após a inesperada morte de Orlando (Francisco Reyes), seu namorado e maior companheiro, sua vida dá uma guinada total e ela é obrigada a enfrentar situações adversas causadas pela intolerância, ignorância e hipocrisia de uma sociedade limitada a respostas prontas.
Não recomendado para menores de 14 anos

0590045.jpg-r_1200_1764-f_jpg-q_x-xxyxx

DIAS 20 E 21 DE JANEIRO
A SÁBADO E DOMINGO 11HORAS

MULHERES DIVINAS
Representante suíço no Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, “Mulheres Divinas” reconstitui alguns episódios da luta pela igualdade de direitos civis no país. Uma luta que começou no século XIX e teve seu auge em 1971, ano em destaque na trama, quando aconteceu em que aconteceu um referendo sobre o assunto.
A diretora Petra Biondina Volpe foca a trama em um pequeno vilarejo onde uma jovem dona de casa Nora (Marie Leuenberger) vive tranquilamente com seu marido e seus dois filhos, sem ser afetada pelos grandes acontecimentos políticos e sociais daquele período. Mas tudo muda quando Nora começa a fazer campanha pelo direito de voto das mulheres.
Um dos grandes méritos do filme é sua capacidade de tocar em um assunto tão inflamável sem resvalar em questões ideológicas tão cansativamente exploradas nos dias atuais.
Não recomendado para menores de 14 anos

0563520
DIAS 27 E 28 DE JANEIRO
SÁBADO E DOMINGO – 11HORAS

O VERÃO DE 1993
Representando a Espanha no Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, “O Verão de 1993”, escrito e dirigido pela estreante Carla Simón, vem sendo aclamado como uma pequena obra prima do cinema contemporâneo.
Partindo de uma uma história autobiográfica e misturando a ela memórias afetivas, episódios reais, verdades construídas e muita imaginação, Carla Simón conta a história da pequena Frida (Laia Artigas), uma criança de 6 anos e em crise depois de perder o pais e devido a uma doença que ela ainda não é capaz de compreender.
A garota é obrigada a mudar-se de Barcelona para uma cidade no interior da Catalunha, onde vivem seus tios. Apesar do afeto e compreensão da família, Frida manifesta um comportamento agressivo, especialmente com a prima mais nova.
“O Verão de 1993” mostra que só o tempo pode explicar algumas coisas e curar outras.
Não recomendado para menores de 14 anos

 

_____________________________________

Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

O Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

jumanji-fala-serio-mae-728x90

Cinema

A Programação de Janeiro do Moviecom ARTE

Postado porTemperos de Cinema 25 de dezembro de 2016 0 Comentários

Em 2017 o Moviecom ARTE completa 10 anos e as comemorações começam já em janeiro com uma programação super especial, só com os mais recentes lançamentos do chamado circuito de arte e já com alguns possíveis concorrentes ao Oscar 2017.

Nesta temporada de Férias e de Verão, o Moviecom ARTE se transforma na praia dos cinéfilos, com direito a ar condicionado e sem precisar de protetor solar.

snowden_joseph_gordon_levitt_h_2015
O primeiro filme do ano será o comentado e polêmico “Snowden – Herói ou Traidor”, de Oliver Stone. Lançado no Brasil em novembro, este filme biográfico e de suspense conta a história real de Edward Snowden, ex-funcionário terceirizado da Agência de Segurança dos Estados Unidos, que se tornou um dos homens mais caçados pelo governo norte-americano após denunciar o esquema ultrassecreto de cibervigilância em massa praticada pela C.I.A. em todo o mundo.

snowden
Com roteiro baseado em fatos que marcam a vida de Snowden entre 2003 e 2013, o mais recente filme do badalado diretor Oliver Stone, mostra a trajetória que transformou o franzino aspirante a soldado em uma celebridade mundial, que teve até indicação ao Prêmio Nobel da Paz.

mv5bmtg2mzyznzgzof5bml5banbnxkftztgwotg4nzq4ote-_v1_uy1200_cr6906301200_al_“Snowden…”, estrelado por Joseph Gordon-Levitt, será exibido nos dias 07 e 08, às 11 horas, no Moviecom ARTE.

tumblr_ogbmv0b8dr1slsalco3_1280

O segundo filme do mês é um dos maiores sucessos recentes do cinema francês. O filme de suspense “Elle”, tem sido aclamado como a consagração mundial do diretor holandês Paul Verhoeven e teve sua estréia no Brasil em novembro.
Escolhido para representar a França na disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro de 2016, “Elle” deve render também a Isabelle Huppert um indicação à estatueta de melhor atriz.

047036
O filme traz uma abordagem impactante sobre a vida de uma poderosa executiva após sofrer um estupro durante um assalto à sua casa. Baseado em um romance francês (de Philippe Djian), “Elle” não é uma abordagem psicanalística ou feminista sobre a condição feminina. Verhoeven o define como “uma observação da normalidade”.
O diretor usa a lógica dos jogos virtuais (a personagem principal tem uma empresa de games), como um meio de canalização do sentimento de violência dessa mulher tão provocativa. Elle é um filme de relações extremadas, daquelas que desafiam e instigam, como há tempos não se via no cinema com tanta intensidade.

a6cc10b270d60e07120c524bef4e58db_xl
“Elle” será exibido nos dias 14 e 15 de janeiro, às 11 horas, no Moviecom ARTE.

523419

Lançado no Brasil em 15 de dezembro último, “Sieranevada” é um belo produto do badalado cinema contemporâneo da Romenia. Dirigido por Cristi Puiu, este filme entrou na disputa para concorrer ao Oscar 2017 de Melhor Filme Estrangeiro.

sieranevada-1-1600x900-c-default
“Sieranevada” é uma discussão sobre problemas da Romênia e sua posição diante do mundo contemporâneo após a revolução de 1989, que colocou fim ao regime comunista.
A discussão se dá a partir dos microcosmos criados pelos muitos membros de uma mesma família, em um espetáculo em tempo real que nos leva a uma imersão de 3 horas neste belíssimo filme que se passa praticamente todo dentro de um apartamento.

020288598d1bb28bbf127183343c8fbe_xl
“Sieranevada” será exibido dias 21 e 22 de janeiro, às 11 horas, no Moviecom ARTE.

manchester-by-the-sea

A família e a política também são o tema de “Belos Sonhos”, filme do consagrado diretor Marco Bellocchio, desta vez com tempero da psicanálise.
Inspirado no romance autobiográfico de Massimo Gramellini, “Belos Sonhos” começa na Turin dos anos 60 contando a história de um garoto apaixonado pelo time de futebol Torino e por sua mãe.

belos-sonhos-fai_bei_sogni-marco-bellocchio-3
Ele cresce e se torna jornalista esportivo e perde a mãe de forma misteriosa. Após uma viagem a Sarajevo, ele entra em crise existencial e sofre ataques de pânico. A razão disso é uma cena que ele presencia como repórter na guerra e que tem tudo a ver com seu drama familiar.
Bellocchio trabalha faz idas e vindas no tempo para evidenciar o elo entre a criança e o adulto através das muitas e paradoxais sutilezas da mente e as turbulências da alma humana.
“Belos Sonhos” foi exibido pela primeira vez no Brasil na 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, por ocasião de uma homenagem a Marco Bellochio, integrando um ciclo filmes de destaque na carreira do diretor italiano.

358407
“Belos Sonhos” será exibido nos dias 28 e 29 de janeiro, às 11 horas, no Moviecom ARTE.

Serviço:

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

O Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

Receita da semanaTemperos

Prato da Semana: Cassoulet

Postado porTemperos de Cinema 4 de dezembro de 2016 0 Comentários

Dezembro chega trazendo aquele clima de festas e férias. Entrando nesse clima, o Temperos de Cinema traz “As Férias da Minha Vida”, um filme de 2006 que fala da importância de aproveitar cada momento da vida como se fosse o último.

as_ferias
Dirigido por Wayne Wang e estrelado por Queen Latifah e Gérard Depardieu, “As Férias da Minha Vida” é uma comédia romântica que conta a história de uma mulher que descobre que vai morrer e resolve viver seus últimos dias em grande estilo, gastando tudo o que tem nos Alpes suiços.

lastholiday_06
Um dos sonhos da personagem é conhecer seus ídolos, dois chefs famosos, em especial um francês que prepara um belo Cassoulet para ela.
A chef Sandra Romansini dá a receita desse famoso prato e conversa com a convidada Sandra Bernardi.

Receita

NGREDIENTES
.250 gr de feijão branco
.1 folha de louro
.1/2 unidade de cenoura
.1 talo de salsão
.1 unidade de cebola
.1 unidade de cravo-da-india
.30 gr de alho picado
.200 gr de tomate sem pele e sem sementes
.2 unidades de coxa com sobrecoxa de pato
.2 colheres (sopa) de banha de porco
.4 unidades de linguiça toscana
.4 unidades de bisteca de porco
.500 ml de caldo de galinha sem gordura
.3 colheres (sopa) de farinha de rosca
.1 colher (sobremesa) de tomilho
.sal a gosto
.salsinha picada a gosto
.pimenta-do-reino branca a gosto

MODO DE PREPARO
1. Cozinhe o feijão, já lavado, com o louro, a cenoura cortada em quatro, a cebola com um cravo, sal e água até a altura do feijão.
2. Deixe em fogo baixo e desligue quando os grãos estiverem firmes, porém cozidos. Reserve.
3.Refogar a banha de porco, o alho e os tomates, com as linguiças, a carne desfiada grosseiramente e o pato confitado (deixe por 24 horas, antes, coberto com sal grosso e ervas, depois é cozido lentamente em baixa temperatura, coberto de gordura, mas tire o sal antes, e depois leve ao forno, sem a gordura).
4.Frite a bisteca de porco pré salgada na banha de porco e junte ao refogado.
5.Coloque tudo numa panela grande com os feijões e seu líquido, deixe cozinhar por 30 minutos em fogo baixo e coloque aos poucos a farinha de rosca para engrossar o caldo.
6.Complete o caldo de galinha se necessário para ficar com mais caldo.
7. Ponha por cima salsinha picada, sal, se precisar, e pimenta-do-reino branca. Bon Appétit!