Tag

#cinemafrances

CinemaMoviecomarte

O Insubstituível

Postado porTemperos de Cinema 3 de março de 2018 0 Comentários

O que é insubstituível em nossas vidas afinal? O amor, o carinho, a atenção… o melhor tratamento para todos os males está nas relações que cultivamos, principalmente quando chegamos à velhice. A comédia dramática “O Insubstituível”, escrita e dirigida pelo cineasta francês Thomas Lilti é o terceiro filme da programação do Sala Cult e fala de forma muito delicada sobre este tema.


Estrelado pelo francês François Cluzet, em uma brilhante atuação, o filme conta a história de um médico que enfrenta um câncer e precisa se reinventar em sua rotina profissional, para continuar a cuidar de seus pacientes em uma cidadezinha no interior da França.


Buscando um pouco de descanso em sua meticulosidade que beira ao perfeccionismo, Jean-Pierre precisa de um substituto para tantas funções que exerce e assim chega ao lugar a quase doutora Nathalie (Marianne Denicourt), que precisa enfrentar a rabugentice do médico e conquistar a confiança dos pacientes.


Envolvente e emocionante, “Insubstituível” será exibido dia 04 de março às 16 e às 19 horas, dias 08 e 09 às 19 horas e 10 de março às 16 e 19 horas, no Sala Cult.

Ficha Técnica
Nome: Insubstituível
Nome Original: Médecin de Campagne
Gênero: Drama
Direção: Thomas Lilti
Elenco: François Cluzet, Marianne Denicourt, Christophe Odent
Origem: França
Ano de produção: 2016
Duração: 102 min
Classificação: 12 anos
Distribuição: Cineart

CinemaMoviecomarte

O Formidável no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 27 de dezembro de 2017 0 Comentários

Jean-Luc Godard, hoje com 87 anos, é um dos grandes ícones do cinema francês e escreveu seu nome na história do cinema mundial como um dos mais inventivos diretores da Nouvelle Vague.

Godard é um patrimônio da cultura francesa e um orgulho para os franceses. Ou para quase todos os franceses. O cineasta Michel Hazanavicius conseguiu gerar uma grande polêmica com uma comédia dramática onde o personagem principal é Jean-Luc Godard, retratado de uma forma nada simpática.

1791366.jpg-r_960_540-f_jpg-q_x-xxyxx

Hazanavicius foca a trama de “O Formidável” em um período conturbado na vida do grande diretor: O fim do longo e famoso relacionamento com sua musa Anna Karina, em meio a produção de “A Chinesa” (seu maior fracasso cinematográfico), o início de seu relacionamento com Anne Wiazemsky e um momento político delicado.

O-Formidável-03

O genial Godard é conhecido também por sua personalidade difícil e Hazanavicius se aproveita disso para transforma-lo em um personagem rabugento e cômico, em uma provável tentativa de desqualificar um momento da história conhecido como Maio de 68, que alguns filósofos e historiadores afirmam ser um dos mais importantes e significativos do século XX.

01OFormidavel

Polêmicas à parte, “O Formidável” é um filme bastante competente. O ganhador do Oscar de Melhor Diretor por “O Artista”, em 2011, realiza um filme que não decepciona e ao desconstruir o mito de um dos maiores ícones da Nouvelle Vague, reabre a discussão sobre os extremos filosóficos e o posicionamento político nas artes, um tema muito atual principalmente no Brasil.

Le-Redoutable-O-Formidável-1133602-640x360

Vale muito a pena assistir esse grande filme no Moviecom Arte desta semana, dias 30 e 31 de dezembro às 11 horas e dia 02 de janeiro às 14 horas. Fechando 2017 e abrindo 2018, o Moviecom Arte deseja a todos seus seguidores e fãs um Ano Novo de muita arte e muito cinema. Só a Cultura Salva!

Pôster-Nacional-O-Formidável

Ficha técnica

Nome: O formidável

Nome Original: Le Redoutable

País de Origem: França

Ano: 2017

Gênero: Drama

Direção: Michel Hazanavicius

Elenco: Louis Garrel, Bérénice Bejo, Stacy Martin

Distribuição: Imovision

fala-serio-mae--star-wars-728x90

 

 

CinemaMoviecomarte

A Trama, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 30 de novembro de 2017 0 Comentários


A juventude é um objeto de estudo significativo para entender o momento histórico em que estamos inseridos. Em “A Trama” o diretor francês Laurent Cantet, conhecido por seus filmes críticos sobre a política de seu país, acompanha sete jovens que buscam adentrar o mercado de trabalho fazendo uma oficina com uma renomada escritora em uma pequena e decadente cidade praiana.

A-trama
Um dos jovens se destaca por seu comportamento agressivo que destoa dos outros que estão participando dessa mesma oficina, chamando a atenção da escritora, criando um clima tenso entre todo o grupo.
Nesse macrocosmo a arte e a política estão interligadas. Quando Antoine, por exemplo, sugere histórias violentas, ele é questionado se tem consciência das implicações políticas que uma obra com essas características pode representar. E, ao mesmo tempo em que se diz apolítico, o jovem apresenta uma conexão com amigos e certos ideais associados a extrema direita.

MV5BMjE3MDU2ODM2Nl5BMl5BanBnXkFtZTgwMjgwNzIzMjI@._V1_SX1500_CR0,0,1500,999_AL_
“A Trama” fechou a 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e é o filme da semana no Moviecom Arte, com exibições nos dias 02 e 03 de dezembro às 11 horas e no dia 05 de dezembro às 14 horas.

Ficha Técnica:
Nome: A trama
Nome Original: L’atelier
Origem: França
Ano de produção: 2017
Gênero: Suspense, Drama
Duração: 113 min
Classificação: 12 anos
Direção: Laurent Cantet
Elenco: Marina Foïs, Matthieu Lucci, Warda Rammach
Distribuição: Esfera Filmes

A trama

 

Promoção-precinho-Star-wars728x90

CinemaMoviecomarte

Tour de France no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 4 de setembro de 2017 1 Comentário

No cinema contemporâneo a mensagem é muitas vezes mais importante que a própria obra. Reflexo de tempos conturbados e da necessidade cada vez maior de dar visibilidade às minorias oprimidas e problemas sociais urgentes.
O filme “Tour de France” tem essa proposta. Dirigido por Rachid Djaïdani e estrelado por Gérard Depardieu esse road-movie expõe a França de maneira profunda, mostrando sua história e geografia, como cenário para dois personagens divergentes e, ao mesmo tempo, ligados por fortes laços.

tour-de-france
O rapper francês Sadek interpreta Far’Hook, um jovem rapper que se vê obrigado a sair da cena parisiense por uns tempos e vai ao encontro de seu pai, Serge (interpretado por Depardieu), um homem obstinado a seguir os passos do pintor Joseph Vernet.

01TourdeFrance
A trama se desenvolve durante uma viagem que os dois fazem juntos e são obrigados a lidar com a ignorância mútua sobre os valores um do outro. Não por acaso o título do filme faz menção à tradicional prova ciclística da França. A exemplo dos atletas, a resistência e a força dos personagens também é testada nessa viagem.

slide_tourdefrance2-800x555
Se a xenofobia é um problema que assola toda a Europa e já foi mostrada em diversos filmes, Rachid Djaidani faz um excelente trabalho ao tocar neste tema de forma tão delicada e sensível.
Você poderá assistir “Tour de France” no Moviecom Arte no próximo final de semana, dias 09 e 10 de setembro, às 11 horas.

03eccef84bd77debe9e55a7aba6f9d2a_XL

Ficha Técnica
Título: Tour de France
Título Original: Tour de France
Direção: Rachid Djaïdani
Roteiro: Rachid Djaïdani
Fotografia: Luc Pagès
Elenco: Gérard Depardieu, Louise Grinberg, Sadek
Distribuidora: Bonfilm

Policia+IT_728x90

CinemaMoviecomarte

A Vida De Uma Mulher, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 21 de agosto de 2017 0 Comentários

Baseado no romance de Guy de Maupassant “A Vida De Uma Mulher”, de Stéphane Brizé, conta a história de uma mulher burguesa do século XIX, que vive oprimida e sufocada por uma sociedade extremamente conservadora e machista.

1719166
Após completar os estudos, Jeanne retorna à casa dos pais e passa a ajudá-los nas tarefas do campo. Ela é uma moça talentosa e cheia de vida, mas condenada a viver conforme os padrões da época. O casamento com um visconde infiel e avarento vai aos poucos destruindo a alegria de viver de Jeanne.

slide_avida1-800x555
A Vida de Uma Mulher possui narrativa lenta e cheia de lacunas pra serem preenchidas com vivência de cada um e isso torna o filme ainda mais interessante. Todos nós conhecemos muitas mulheres iguais a ela. Mesmo depois de tantos séculos, a opressão vivida pelas mulheres ainda persiste, com maior ou menor intensidade.

slide_avida4-800x555
Em seu filme anterior, “O Valor De Um Homem”, considerado um dos melhores de 2016, Brizé mostrava os dilemas pessoais de um homem me meia idade na sociedade contemporânea. Em “A Vida De Uma Mulher”, o diretor volta 2 séculos na história para fazer um esmagador e triste manifesto sobre a situação da mulher na sociedade através dos tempos.
Esse é o filme desta semana no Moviecom Arte, com sessões dias 26 e 27 de agosto, às 11 horas, no Moviecom Cinema do Maxi Shopping Jundiaí. Você não pode perder.

230276

Ficha Técnica
Título: A Vida De Uma Mulher
Título Original: Une Vie
País de Origem: França
Ano: 2017
Direção: Stéphane Brizé
Roteiro: Brizé/Florence Vignon, baseado no romance Une Vie, de Guy de Mausássant
Elenco: Judith Chemla, Jean-Pierre Darroussin e Yolande Moreau
Gênero: Drama
Distribuição: Mares Filmes

728x90 (5)

CinemaMoviecomarte

Julho Agosto no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 14 de agosto de 2017 0 Comentários

Julho e agosto são os meses de férias no hemisfério norte e daí vem o título desta comédia dramática dirgida pelo polivalente Diastème — nome artístico do realizador, roteirista, dramaturgo, escritor, músico e ator francês Patrick Asté.

JUILLET AOUT_PHOTO4

Filmes que falam de adolescentes e dos conflitos de gerações não são nenhuma novidade mas “Julho Agosto” é um delicado retrato sobre a juventude e a realidade no relacionamento de pais e filhos nos dias de hoje, exibindo a rica fauna de sentimentos dos personagens.

20170705-julho-agosto-papo-de-cinema2
No filme, duas irmãs passam metade das férias com a mãe e o padrasto e a outra metade com o pai. Durante esses dias, as garotas vivenciam emoções e realidades muito divergentes e intensas, passando por situações dramáticas que colocarão em xeque seus sentimentos e convicções com relação às pessoas que amam e ao mundo ao redor. Transitando por dois mundos quase opostos elas vão descobrir o verdadeiro significado da palavra família.

20170705-julho-agosto-papo-de-cinema-banner
“Julho Agosto” é uma verdadeira aula sobre juventude e relações familiares. A orquestração de divergências surge como resposta a todos os conflitos transformando este filme em uma despretensiosa obra prima sobre relações contemporâneas.
Você poderá assistir “Julho Agosto” nos dias 19 e 20 de agosto, às 11 horas, no Moviecom Arte.

19638-cartaz
Ficha Técnica
Título: Julho Agosto
Título original: Juillet Août
Direção: Diastème
Roteiro: Diastème e Camille Pouzol
Gênero: Comédia Dramática
País de Origem: França
Ano de produção: 2015
Elenco: Luna Lou, Pascale Arbillot, Alma Jodorowsky, Patrick Chesnais, Thierry Godard, Jérémie Laheurte e Lou Chauvain
Distribuidor: Cineart Filmes

728x90 (3)

CinemaMoviecomarte

Monsieur e Madame Adelman no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 7 de agosto de 2017 0 Comentários

Hoje em dia, 45 anos de casamento parece tempo demais. E é mesmo. Ainda mais quando a relação coloca um dos cônjuges na sombra do outro. Haja abnegação!
“Monsieur e Madame Adelman”, de Nicolas Bedos, é uma comédia dramática que conta a história de um casal assim, pelo ponto de vista da viúva de um famoso escritor. Logo após o enterro de seu marido, Sarah Adelman concede uma entrevista a um jornalista prometendo contar absolutamente tudo sobre os anos que passou ao lado do gênio consagrado. E o faz com todos os pormenores.

DestaqueMonsieureMadameAdelman
Nessa narrativa bem contemporânea de fracasso de um relacionamento amoroso, o grande destaque é a interpretação da atriz Doria Tillier, que assina o roteiro em parceria com o diretor Nicolas Bedos. Bedos. Aliás Bedos também está no filme como ator, ele é Victor Adelman, o escritor morto.
“Monsieur e Madame Adelman” é um filme cheio de surpresas, reviravoltas e boas risadas, principalemnte quando se fala a respeito das regras e colaborações complicadas que os casais desenvolvem entre si — e ponha-se complicação nisso.

maxresdefault
Este é o filme da semana no Moviecom Arte. E você poderá assistí-lo no sábado 12 e domingo 13, sempre às 11 horas, no Moviecom Cinemas do Maxi Shopping Jundiaí.
Ficha Técnica
Nome: Monsieur & Madame Adelman
Nome Original: Monsieur & Madame Adelman
País de Origem: França
Ano de produção: 2017
Gênero: Drama
Duração: 120 min
Direção: Nicolas Bedos
Roteiro: Doria Tillier, NIcolas Bedos
Elenco: Nicolas Bedos, Doria Tilier, Denis Podalydès
Distribuição: Imovision

324968

728x90 (3)

Cinema

Programação de Agosto no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 1 de agosto de 2017 0 Comentários

A programação de Agosto está irresistível. Grandes estrelas do cinema e da música, grandes diretores, histórias emocionantes. Veja os filmes selecionados e marque já na sua agenda.

Song-to-Song

Dias 05 e 06 de agosto, às 11 horas
De Canção em Canção, de Terrence Malick
Um drama musical que conta uma história de amor moderna, ambientada n cena musical de Austin, no Texas, onde dois casais interligados buscam o sucesso num cenário de rock’n’roll, sedução e traição.
O filme traz um incrível elenco de beldades/estrelas do primeiríssimo time de Hollywood: Rooney Mara, Ryan Gosling, Michael Fassbender, Natalie Portman, Christian Bale, Cate Blanchett, Haley Bennett, Val Kilmer, Benicio Del Toro e Holly Hunter, entre outros.
E como se não bastasse, alguns dos maiores nomes da música engordam a lista de estrelas: Patti Smith, Lykke Li, The Black Lips, Iggy Pop, Florence and the Machine e Red Hot Chili Peppers.
Esse é o oitavo longa de Malick, um dos mais cultuados diretores do momento, conhecido pelo sucesso de “A Árvore da Vida” e “Além da Linha Vermelha”.

442_scr_1

Dias 12 e 13 de agosto, às 11 horas
Monsieur e Madame Adelman, de Nicolas Bedos
Logo após o enterro de seu marido, um grande e premiado escritor francês, Sarah Adelman concede uma entrevista a um jornalista prometendo contar absolutamente tudo sobre os anos que passou ao lado do gênio consagrado.
O que se vê então nessa comédia dramática é uma narrativa de fracasso de um relacionamento amoroso, de uma forma muito contemporânea.
A personagem Sarah Adelman é o ponto alto do filme, vivida pela atriz Doria Tillier, que assina o roteiro em parceria com o diretor Nicolas Bedos. Bedos. Aliás Bedos também está no filme como ator, ele é Victor Adelman, o escritor morto.
Monsieur e Madame Adelman é um filme cheio de surpresas, reviravoltas e boas risadas, principalemnte quando se fala a respeito das regras e colaborações complicadas que os casais desenvolvem entre si — e ponha-se complicação nisso.

JUILLET AOUT_PHOTO4

Dias 19 e 20 de agosto, às 11 horas
Julho Agosto, de Diastème
Escrito e dirigido pelo cineasta francês Diastème, Julho Agosto é um delicado retrato sobre a juventude e a realidade no relacionamento de pais e filhos, exibindo a rica fauna de sentimentos dos personagens.
Julho Agosto é uma comédia dramática que conta a história de 2 irmãs adolecentes, filhas de pais separados, que precisam passar metade das férias com a mãe e a outra metade com o pai, vivenciando emoções e realidades muito divergentes.
Transitando por dois mundos quase opostos elas vão descobrir o verdadeiro significado da palavra família.

slide_avida2-800x555

Dias 26 e 27 de agosto, às 11 horas
A Vida de Uma Mulher, de Stéphane Brizé
Neste belíssimo drama, Brizé conta a história de uma mulher burguesa do século XIX, que vive oprimida e sufocada por uma sociedade extremamente conservadora e machista.
Este drama gira em torno de Jeanne, uma jovem que volta para casa após completar os estudos e passa a ajudar os pais nas tarefas do campo. Ela se apaixona pelo visconde Julien de Lamare e se casa com ele.
Porém logo Julien se mostra infiel, avarento e nada companheiro, o que vai minando a alegria de viver de Jeanne. Condenada a suportar um casamento fracassado, ela ainda suportaria mais tarde a desconsideração por parte dos filhos.

12489387_939768412743183_3908654772296939577_o

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

O Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

CinemaMoviecomarte

As Faces de Uma Mulher no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 13 de junho de 2017 0 Comentários

O título em português do novo drama do diretor Arnaud des Pallières entrega o que a trama revelaria aos poucos. “Faces de Uma Mulher” conta 4 histórias de mulheres em idades diferentes, sendo que todas elas são, na verdade, uma única pessoa.
Sem uma sequência cronológica, o filme ressalta múltiplos aspectos da condição feminina, tais como a exploração, submissão, abandono e abusos. A trama fica ainda mais intrigante com as repetições de figuras masculinas estabelecendo um link entre as diferentes histórias.

20170522-orpheline-papo-de-cinema-2-600x338
Assim como tantas outras mulheres, a personagem principal é uma mulher que conviveu desde sempre com a violência e os traumas que marcaram seu passado ou suas outras vidas, cada uma delas interpretadas por atrizes diferentes, o que deixa claro que as histórias poderiam acontecer com qualquer mulher.
Faces de uma Mulher extrapola os limites que a imagem pode impor aos fatos, de modo que a essência jamais poderia se limitar a um único rosto ou a complexidade e dissonâncias dentro de uma única pessoa.

faces-de-uma-mulher-crítica-2
Ficha Técnica
Título: Faces de Uma Mulher
Título Original: Orphelinne
País de Origem: França
Ano: 2016
Gênero: Drama
Direção: Arnaud des Pallières
Roteiro: Christelle Berthevas, Arnaud des Pallières
Elenco: Adèle Haenel, Adèle Exarchopoulos, Solène Rigot, Vega Cuzytek, Jalil Lespert, Gemma Arterton, Nicolas Duvauchelle, Sergi López, Karim Leklou, Robert Hunger-Bühler, Edéa Darcque, Laurent Delbecque, Rayan Rabia, Emilie Gavois-Kahn, Alexis Manenti, Maximilien Seweryn, Rami Kabteni
Distribuição: Mares Filmes.

Faces_de_uma_mulher_filme_em_cartaz

CinemaMoviecomarte

Além da Ilusão no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 23 de maio de 2017 0 Comentários

Dirigido pela francesa Rebecca Zlotowski, o filme Além da Ilusão conta a história do cinema nas primeiras décadas do século XX através da história de duas irmãs que se apresentam como mediuns em um show de variedades.

144383.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Interpretadas pelas belas Natalie Portman e Lily-Rose Depp (filha de Johnny Deep), as duas irmãs descobrem o fascinante mudo do cinema e se deixam levar pela ilusão, mola mestra da sétima arte.

590005.jpg-r_640_360-f_jpg-q_x-xxyxx
Ambientado na Belle Epóque, Além da Ilusão é repleto de referências e analogias que o fazem um drama intenso e com um rigor estético muito evidente em cada composição de quadro .
Este é o filme da semana no Moviecom Arte e será apresentado nos dias 27 e 28 de maio, respectivamente sábado e domingo, sempre as 11 horas.

filme-alem-da-ilusao-2

Ficha Técnica:
Título original: Planetarium
Título em Português: Além da Ilusão
Direção: Rebecca Zlotowski
Roteiro: Rebecca Zlotowski, Robin Campillo
Elenco: Natalie Portman, Lily-Rose Depp e Christophe Odent
País de Origem: França, Bélgica e Estados Unidos

Distribuição: Mares Filmes

81c1de7c03032ee2eb0df63f84750dcf_XL