Tag

#cinema

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Acertando o Passo, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 8 de junho de 2018 0 Comentários

Richard Loncraine é o diretor de “Acertando o Passo”, uma comédia dramática estrelada por Imelda Staunton e Celia Imrie, que o Moviecom Arte exibe nos dias 09, 10 e 12 de junho.


A trama gira em torno de duas irmãs na terceira idade que, forçadas pelas circunstâncias, voltam a conviver depois de muitos anos afastadas e aí constatam suas diferenças e quanto têm a aprender uma com a outra.


Esta é a segunda vez que Loncraine mira personagens da terceira idade. Em 2015 ele dirigiu “Ruth e Alex”, estrelado por Diane Keaton e Morgan Freeman, que viviam um casal de idosos que decide vender o apartamento onde vivem.
Em “Acertando o Passo”, uma senhora rica ao descobrir a infidelidade do marido resolve voltar a viver com a irmã, com quem não falava a muitos anos. Essa convivência se revela profundamente transformadora para ambas.


Entre as descobertas e redescobertas, essa senhora passa a frequentar aulas de dança e se abre para novas possibilidades, inclusive para um novo amor.


Richard Loncraine não economiza nos clichês típicos dos filmes de dança e da terceira idade, mas faz uso deles com inteligência e sem perder aquele estilo europeu de cinema, onde o foco está no personagem e em suas relações. “Acertando o Passo”, é um fime emocionante e divertido.

Ficha Técnica
Título original: Finding Your Feet
Nacionalidade: Reino Unido
Gêneros: Comédia, Drama
Ano de produção: 2017
Estréia: 10 de maio de 2018 (Brasil)
Duração: 1h 51 minutos
Classificação: 14 anos
Direção: Richard Loncraine
Roteiro: Meg Leonard, Nick Moorcroft
Elenco: Imelda Staunton, Joanna Lumley, Timothy Spall, Celia Imrie e Phoebe Nicholls
Trilha sonora: Michael J. McEvoy
Direção de fotografia: John Pardue
Edição: Johnny Daukes
Design de produção: Jon Bunker
Figurino: Jill Taylor
Distribuição: California Filmes

CinemaMoviecomarte

Programação de Junho do Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 29 de maio de 2018 0 Comentários

Junho chega trazendo o friozinho do inverno e por isso a programação do Moviecom Arte está super quente, com os melhores lançamentos da temporada.


Dias 02 e 03 às 11 horas
Dia 05 às 14 horas
MADAME
A comédia romântica “Madame”, de Amanda Sthers, conta a história de um casal milionário norte-americanos que se mudam para Paris na esperança de reavivar o relacionamento.
Durante um jantar oferecido a um sofisticado grupo de amigos europeus, a supersticiosa anfitriã se dá conta de que tem 13 convidados à mesa e obriga Maria, uma das suas empregadas, a juntar-se a eles e assumir a personagem de uma aristocrata espanhola.
Atrapalhada, a pobre Maria esforça-se para interpretar sua personagem o mais discretamente possível mas acaba conquistando as atenções de um influente comerciante de arte inglês que fica totalmente seduzido por ela.
O namoro entre eles vai além daquela noite e, apavorados, os patrões americanos fazem o possível e o imossível para terminar com a relação antes que o inglês perceba o papel deles naquela terrível mentira.
“Madame” é estrelado por Toni Collette, Harvey Keitel, Michael Smiley e a sempre impagável Rossy de Palma, uma das grandes musas de Almodovar.

Dias 09 e 10 às 11 horas
Dia 12 às 14 horas
ACERTANDO O PASSO
O enredo desta comédia inglesa permite – quase exige – o uso de todos os clichês possíveis, coisa que Richard Loncraine faz com inteligência em “Acertando o Passo”, sem perder aquele estilo europeu de cinema onde o foco está no personagem e em suas relações.
Estrelado pelas brilhantes Imelda Staunton e Celia Imrie, este filme conta a história de duas irmãs que se reencontram depois de muitos anos de afastamento. uma é exatamente o oposto da outra e nessa convivência descobrem que têm muito o que aprender uma com a outra.
Um dos destques do filme é o elenco na faixa dos 60 anos para mais, faixa etária cada vez mais desprezada por Hollywood.


Dias 16 e 17 às 11 horas
Dia 19 às 14 horas
0 TERCEIRO ASSASSINATO
Os filmes de tribunais já ganharam o status de categoria e é interessante ver como o público reage a eles. O talentoso diretor Hirokazu Kore-eda traz em “O Terceiro Assassinato” um formato completamente inovador para um filme de tribunal, questionando os procedimentos legais e relativizando o conceito de julgamento.
A trama gira em torno de um advogado de sucesso que aceita um novo caso motivado por razões pessoais. Ele defende um homem que esteve preso por muitos anos, condenado por seu pai. Solto, ele confessa um novo assassinato, mas a muda a versão do crime a cada depoimento, transformando o julgamento em uma farsa.
Sem sustentação para a defesa do seu cliente, o advogado usa de todo tipo de artimanhas legais para evitar a condenação à morte.
Estrelado por Fukuyama Masaharu no papel do advogado, “O Terceiro Assassinato” é mais um grande filme de Hirokazu Kore-eda, um dos nomes obrigatórios na seleção do Festival de Cannes desde 1995.

Dias 23 e 24 às 11 horas
Dia 26 às 14 horas
OS FANTASMAS DE ISMAEL
Com um elenco que inclui as divas Marion Cotillard e Charlotte Gainsbourg, além dos galãs Mathieu Amalric e Louis Garrel, “Os Fantasmas de Ismael” é um drama denso dirigido por Arnaud Desplechin.
Neste filme acompanhamos a história de um cineasta de temperamento instável perseguido pelo fantasma de sua esposa, desaparecida há mais de 20 anos, e que agora resgata de sua vida afetiva em um novo relacionamento. Ao mesmo tempo, se envolve em um novo trabalho sobre a trajetória errante de seu irmão diplomata.
Arnaud Desplechin é conhecido como “O Woody Allen francês” e por não ter uma narrativa tradicional. Neste filme tipicamente francês faz uma análise sobre o amor em sua forma contemporânea, com um linguagem clara e dividida em 4 episódios distintos: o trauma, o deasaparecimento e o reaparecimento e o novo relacionamento.
Fala também sobre o processo de criação de um cineasta e a falta de inspiração que, assim como um fantasma, assombra alguns artistas.

Dias 30 de junho e 01 de julho às 11 horas
Dia 03 de julho às 14 horas
ESPLENDOR
O desafio de fazer cinema para pessoas com deficiência visual é o tema do surpreendente “Esplendor”, dirigido por Naomi Kawase e estrelado por Masatoshi Nagase, Ayame Misaki e Tatsuya Fuji
O filme conta a história de uma jovem profissional responsável por fazer versões cinematográficas para deficientes visuais e sua relação com um fotógrafo que está perdendo a visão. Ele a desafia a encontrar uma forma mais sutil de descrever o filme.
Enquanto a relação entre eles vai se aprofundando, ela percebe que antigos traumas de seu passado voltarão à tona em sua vida. Essa jornada de descobertas é magistralmente conduzida pela delicada cineasta japonesa Naomi Kawase, que também é responsável pelo sensível roteiro que usa a metalinguagem de forma brilhante.

 

_____________________________________________________

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Deixe A Luz Do Sol Entrar, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 23 de maio de 2018 0 Comentários

A diva Juliette Binoche aparece com frequência na programação do Moviecom Arte e não é porque somos fãs declarados dela. Aos 54 anos ela é uma atriz cheia de energia e super solicitada por todos os diretores, dos novatos aos mais renomados.


Incapaz de dizer não a um bom roteiro, vira e mexe Binoche aparece vestindo um personagem incrível. Em “Deixe a Luz do Sol Entrar”, de Claire Denis, ela é Isabelle, uma artista parisiense – mãe e divorciada – em busca do amor verdadeiro.
“Deixe a Luz do Sol Entrar” nasceu de um convite que a diretora Claire Denis e outras diretoras receberam para fazerem adaptações de “Fragmentos De um Discurso Amoroso”, obra de Roland Barthes que completou em 2017 o aniversário de 40 anos de sua primeira publicação.


Em sua obra Barthes falava da solidão e extrema depreciação dos discursos amorosos de hoje em dia e é isso que vemos na história da personagem de Juliette Binoche. Isabelle vive em um entra e sai de relacionamentos, sempre se decepcionando com seus parceiros.


Claire Denis assina o roteiro em parceria com Christine Angot, criando uma sucessão de conversas que vão da trivialidade ao existencialismo que, muito além do romance ou da comédia, é uma jornada de autoconhecimento de uma mulher dos nossos tempos.
Além de Binoche, outro astro francês super requisitado do cinema francês – e também figura fácil no Moviecom Arte – faz participação especial no filme: Gérard Depardieu. Ele surge na trama como um psiquiatra que eleva Isabelle a refletir sobre o essencial.
“Deixe a Luz do Sol Entrar” é o filme da semana no Moviecom Arte, que será exibido nos dias nos dias 26 e 27 às 11 horas e dia 29 de maio às 14 horas.

Ficha Técnica
Título Original: Un Beau Soleil Intérieur
Título no Brasil: Deixe a Luz do Sol Entrar
Nacionalidades: França, Bélgica
Gêneros: Drama, Comédia, Romance
Ano de produção: 2017
Estréia: 29 de março de 2018 (Brasil)
Duração: 1h 35 minutos
Classificação: 14 anos
Direção: Claire Denis
Roteiro: Claire Denis & Christine Angot
Elenco: Juliette Binoche, Xavier Beauvois, Philippe Katerine, Josiane Balasko, Sandrine Dumas, Nicolas Duvauchelle e Alex Descas
Produção: Emilien Bignon, Jacques-Henri Bronckart, Olivier Bronckart, Christine De Jekel, Olivier Delbosc, Philippe Logie
Trilha sonora: Stuart A. Staples
Direção de fotografia: Agnès Godard
Edição: Guy Lecorne
Design de produção: Arnaud de Moleron
Distribuição: Imovision

Sem categoria

Uma Comédia Romântica Sobre Superação

Postado porTemperos de Cinema 20 de maio de 2018 0 Comentários

O tema central é a inserção de pessoas com deficiênca física na sociedade e principalmente no mercado de trabalho. O tema delicado é abordado com muita sensibilidade no roteiro escrito por Oliver Ziiegenbald e Ruth Toma, que conta a história de um rapaz subtamente surpreendido por uma doença genética que lhe deixa com apenas 5% da visão.


Prestes a se formar, a conseguir o emprego de seus sonhos e começando a viver um grande amor, ele resolve esconder a doença e a cegueira de todos, contando apenas com a ajuda de seu melhor amigo.


Um dos pontos altos do filme é sua edição de som. A supervalorização de sons cotidianos que servem para orientar a personagem, exercem também a função de nos inserir no universo de portadores de deficiências visuais.


“De Encontro Com A Vida” é o filme em cartaz na Sala Cult do Paineiras Shopping nos dias 20 de maio às 16 e 19 horas, dias 24 e 25 de maio às 19 horas e no dia 26 de maio às 16 e 19 horas.

Ficha Técnica
Título: De Encontro Com a Vida
Título Original: Mein Blind Date mit dem Leben
Gênero: Comédia Romantica
País de Origem: Alemanha
Ano de Produção: 2017
Direção: Marc Rothemund
Roteiro: Oliver Ziegenbalg, Ruth Toma (baseado na história de Saliya Kahawatte)
Elenco: Kostja Ullmann, Jacob Matschenz, Anna Maria Mühe, Johann von Bülow, Alexander Held, Nilam Farooq, Sylvana Krappatsch, Michael A. Grimm, Kida Khodr Ramadan, Johanna Bittenbinder, Rouven Blessing, Henry Buchmann, Samira El Ouassil, Ricardo Ewert, Herbert Forthuber
Produção: Simon J. Buchner, Stefan Gärtner, Yoko Higuchi-Zitzmann, Verena Schilling, Tanja Ziegler, Patrick Zorer
Trilha sonora: Michael Geldreich, Jean-Christoph Ritter
Direção de fotografia: Bernhard Jasper
Edição: Charles Ladmiral
Design de produção: Christian Eisele
Direção de arte: Maike Althoff
Decoração de set: Gabriella Ausonio
Figurino: Ramona Klinikowski
Estúdios: Ziegler Cinema, Seven Pictures, StudioCanal
Distribuição: Alpha Filmes

Sem categoria

O Dia Depois

Postado porTemperos de Cinema 13 de maio de 2018 0 Comentários

Obra impecável do sul-coreano Hong Sang-soo, “O Dia Depois” foi apresentado na 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e é o filme da semana na Sala Cult do Paineiras Shopping.


Hong Sang-soo é um dos diretores mais produtivos da atualidade e já foi comparado a Jean-Luc Godard. É conhecido por criar um cinema de situações, onde um roteiro com poucos personagens evidencia o cotidiano, o banal e o marasmo, abrindo espaço para que pequenas surpresas possam acontecer.


Neste novo trabalho o diretor nos coloca como expectadores de uma história expõe a fragilidade masculina diante da catarse do amor e mostra que a ideia do amor é, na maioria das vezes, mais bela que o amor em si.
No centro da trama está o crítico literário e editor de livros Kim Bongwan (Kwon Haehyo), homem casado e que mantém um caso extraconjugal com sua secretária. A esposa de Bongwan descobre a amante justamente quando o caso entre eles termina e a secretária se demite. Surge então a nova secretária, a racional e introvertida Areum (Kim Minhee).


Filmado em preto e branco, com uma luminosidade bastante peculiar, “O Dia Depois” tem uma fotografia simples e encantadora. A performance dos atores é outro ponto a ser destacado na obra.
Você pode assitir no novo filme de Hong Sang-soo no dia 13 (às 16 e 19 horas), dias17 e 18 (às 19 horas) e no dia 19 de maio (às 16 e 19 horas).

Ficha Técnica

Título: O Dia Depois
Título original: Geu-Hu
Nacionalidade: Coréia Do Sul
Gêneros: Drama, Comédia
Ano de produção: 2017
Estréia: 12 de abril de 2018 (Brasil)
Duração: 1h 32 minutos
Direção: Sang-soo Hong
Roteiro: Sang-soo Hong
Produção: Kang Taeu
Direção de fotografia: Hyung-ku Kim

Elenco: Min-Hee Kim, Hae-hyo Kwon, Cho Yunhee
Edição: Sung-Won Hahm
Distribuição: Pandora Filmes

 

Sem categoria

Uma Espécie de Família

Postado porTemperos de Cinema 6 de maio de 2018 0 Comentários

Quanto vale um bebê? Quais os limites para o amor de uma mãe? É sobre essas questões tão delicadas que fala o filme “Uma Espécie de Família”, do argentino Diego Lerman, exibido da 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e que você pode assistir agora na Sala Cult do Paineiras Shopping.


“Uma Espécie de Família” conta a história de uma mulher que vai até a pequena cidade rural de Misiones, na fronteira da Argentina e do Brasil, para acompanhar o parto do filho que adotará. Quem vai dar à luz é uma moça sem condições para criar mais um filho. Tudo já estava combinado mas nesse meio tempo a família passa a pedir US$ 10 mil para concluir a adoção.

uma-especie-de-familia-sala-cult-2
Co uma bela fotografia e roteiro muito eficiente, “Uma Espécie de Família” prende o expectador a um estado de tensão do começo ao fim e toca em pontos importantes como a enorme burocracia que envolve os processos de adoção, o que acaba muitas vezes levando os envolvidos à ilegalidade.

uma-especie-de-familia-sala-cult-3
Sem colocar a mãe biológica e a mãe adotiva nos papéis de vilã ou heroína, o filme mostra mulheres que, movidas pelo instinto e amor materno, são capazes de qualquer coisa para proteger seus filhos, mesmo que isso às vezes signifique entregá-los à outras famílias ou lutar contra toda a sociedade.

Estrelado por Bárbara Lennie, Daniel Aráoz, Claudio Tolcachir, Yanina Ávila e a brasileira Paula Cohen, “Uma Espécie de Família” foi premiado no Festival Internacional de Chicago (melhor filme) e no Festival de San Sebástian (melhor roteiro).

“Uma Espécie de Família” será exibido nos dias 06, 10, 11 e 12 de maio, na Sala Cult do Paineiras Shopping, com sessões às 19 horas às quintas e sextas-feiras e às 16 e 19 horas aos sábados e domingos.

Ficha Técnica
Título:Uma Espécie de Família
Título Original: Una Especie de Familia
Gênero: Drama
Duração: 90 min
País: Argentina, Brasil, França, Polônia, Alemanha, Dinamarca
Idioma Original: Espanhol
Diretor: Diego Lerman
Roteiro: Diego Lerman María Meira
Fotografia: Wojciech Staroń
Elenco: Bárbara Lennie, Daniel Aráoz, Claudio Tolcachir, Yanina Ávila e Paula Cohen
Distribuição: Pandora Filmes

uma-especie-de-familia-sala-cult-poster

CinemaMoviecomarte

Maio Para Cinéfilos no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 3 de maio de 2018 0 Comentários

Maio é o mês do amor. Regido pelo planeta Vênus, deusa da beleza e do amor, é o mês das mães e das noivas. E quando o cinema fala de amor, ninguém resiste. Ainda mais quando o tema vem pela ótica de cineastas icônicos como o alemão Wim Wenders ou o francês Roman Polanski, ou interpretado por divas como Helen Mirren ou Juliette Binoche.

Essa é a proposta da Programação de Maio do Moviecom Arte: O amor em suas formas mais infinitas.

SUBMERSÃO de Win Wenders

Religião e ciência, o amor e a solidão, o conhecimento e a ignorância, o fundo do mar e o deserto, esses extremos são os temas centrais desta nova obra do cultuado diretor alemão, Wim Wenders, e que abre a programação de Maio do Moviecom Arte.
Baseado no livro homônio do autor britânico J.M. Ledgard, “Submersão” parte do tórrido e rápido encontro de um casal pouco provável, uma pesquisadora científica e um espião, em um hotel da costa francesa.
As lembranças desse encontro arrebatador acompanharão os dois personagens em momentos em que ambos estarão a um passo da morte, perseguindo seus ideais.
“Submersão”, mais que uma história de amor e de desencontros, é um profundo mergulho na alma humana e o poder de acreditar.
A interpretação de Alicia Vikander e James McAvoy (com uma sintonia e química perfeita); a belíssima fotografia de Benoît Debie; e a capacidade de Wim Wnders de sempre nos surpreender, são alguns dos pontos altos deste filme que você assistirá no Moviecom Arte nos dias 05 e 06 às 11 horas e dia 08 às 14 horas.

BASEADO EM FATOS REAIS de Roman Polanski

Pertubador. Essa definição é quase unânime para o novo filme do diretor francês Roman Polanski, que você poderá assistir nos dias 12 e 13 de maio às 11 horas e no dia 15 de maio às 14 horas.
“Baseado em Fatos Reais” é um drama psicológico bem ao estilo de Polanski, onde a loucura e a realidade norteiam e desnorteiam personagens complexos e, ao mesmo tempo, absolutamente comuns.
A história acontece a partir da relação de amorosa entre uma escritora e sua maior fã, que se desenvolve com uma violência crescente, física e psicológica, passando inclusive pela crise de identidade e do antropofagismo em uma relação doentia.
Com roteiro adaptado do livro de mesmo nome escrito pela romancista francesa Delphine de Vigan, “Baseado em Fatos Reais” é estrelado por Emmanuelle Seigner e Eva Green, duas estrelas em atuações irretocáveis.

ELLA E JOHN de Paolo Virzi

O diretor italiano Paolo Virzi é considerado um dos grandes entre os novos talentos do cinema. E neste filme ele reúne um grande elenco de veteranos como Helen Mirren e Donald Sutherland, protagonistas de “Ella e John”, um dos melhores filmes da temporada.
A história gira em torno de um casal de idosos que foge de casa em um trailer, buscando uma última grande aventura. Ele sofre de Alzheimer e ela de um câncer devastador, o que alterna momentos de grande leveza a outros mais densos e tensos.
O roteiro baseado no livro escrito por Michael Zadoorian é envolvente, engenhoso e guarda para o final uma surpresa que muda completamente o desfecho da trama.
“Ella e John” será exibido nos dias 19 e 20 às 11 horas e dia 22 de maio às 14 horas, no Moviecom Arte.

DEIXE A LUZ DO SOL ENTRAR de Claire Denis

A francesa Claire Dennis trabalhou como assistente de grandes cineastas como Jacques Rivette, Costa-Gavras, Jim Jarmusch e Wim Wenders. Essa escola com os maiores mestres contemporâneos influenciaram e formaram um estilo autentico dessa diretora famosa por seus trabalhos vigorosos.
Estrelado pela diva Juliette Binoche e com a participação do sempre maravilhoso Gérard Depardieu , “Deixe a Luz do Sol Entrar” é uma comédia romântica que conta a história de uma artista divorciada, que cria sozinha seu filho e está em busca de um novo grande amor.
Com roteiro de Denis e Christine Angot, o filme é uma sucessão de conversas que vão da trivialidade ao existencialismo quem muito além do romance ou da comédia, é uma jornada de autoconhecimento de uma mulher dos nossos tempos.
“Deixe a Luz do Sol Entrar” fecha a programação do mês de Maio no Moviecom Arte e será exibido nos dias 26 e 27 às 11 horas e dia 29 de maio às 14 horas.

 

__________________________________________

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

CinemaPrograçãoDe Maio

Programação de Abril do Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 6 de abril de 2018 0 Comentários

O cinema alemão, o cinema francês, o cinema americano e o cinema russo estão devidamente representados por seus cineastas mais contemporâneos e talentosos, nesta seleção de filmes imperdíveis que o Moviecom Arte traz para você.

DIAS 07,08 E 10 DE ABRIL
EM PEDAÇOS

Escrito e dirigido por Faith Akin, “Em Pedaços” foi selecionado para representar a Alemanha no Oscar 2018 mas ficou fora da lista final de indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.
Com inspiração hollywwodiana este drama cheio de reviravoltas começa com o casamento de um presidiário, o traficante Nuri (Numan Acar) e a jovem Katja (Diane Kruger). Um salto no tempo e encontramos o casal com um filho, vivendo como uma família comum, estabelecida e feliz..
Tudo muda quando Katja perde o marido e o filho em um atentado terrorista. Em uma atuação que lhe valeu o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes, Diane Kruger imprime tanta veracidade à sua interpretação que é impossível não sofrer junto com a personagem nesse momento de dor.
E quando tudo parece girar em torno do sofrimento e a necessidade de recomeçar da personagem, a discussão sobre o atentado assume o primeiro plano e o filme se volta para a bordagem de temas como a intolerância racial, questões políticas e sociais. Em mais uma reviravolta na trama, a personagem vai fazer justiça pelas próprias mãos.

DIAS 14, 15 E 17 DE ABRIL
A NÚMERO UM

Embora o tema central do filme “A Número Um” gire em torno do machismo que insistie e resiste nos meios corporativos, esta obra da diretora francesa Tonie Marshall não levanta a bandeira do feminismo e se limita a mostrar apenas a realidade de uma executiva nos bastidores de uma disputa pelo poder.
Brilhantemente interpretada por Emmanuelle Devos a personagem Emmanuelle Blachey é uma executiva de uma empresa de energia eólica que, incentivada por um clube feminista, entra da disputa pela presidência de uma importante indústria francesa de água.
Sempre distante das discussões feministas a personagem no entanto vê na proposta um ótima oportnidade de crescimento profissional e ao aceitar o desafio abre seus olhos para a triste realidade de milhões de mulheres em todo o mundo, até hoje subjugadas pelo simples fato de não serem homens.
“A Número Um” mostra que o empoderamento maior da mulher é sua conscientização, muito antes de seu sucesso profissional.

DIAS 21, 22 E 24 DE ABRIL
EU, TONYA

A história da patinadora Tonya Harding era a grande favorita de muitos cinéfilos e críticos ao Oscar 2018. Contudo o filme dirigido por Graig Gillespie recebeu apenas 3 indicações e não levou neNhuma.
“Eu, Tonya” tem a seu favor a interpretação impecável de Margot Robbie, vivendo as diversas fases da vida da polêmica patinadora americana que se tornou um mito entre os anos 80 e 90 mas viu sua fama despencar em 1994, quando teve seu nome injustamente envolvido em um grande escandalo armado por sua principal concorrente.
Outro ponto alto do filme é o roteiro de Steven Rogers baseado na biografia e relatos da própria Tony Harding, tida por muitos como louca e incorreta. Sua infância problemática, o estrelato, os abusos que sofreu, o esquecimento… tudo é mostrado no filme de forma muito original, fugindo aos modelos tradicionais de uma biografia.

DIAS 28, 29 DE ABRIL E 01 DE MAIO
SEM AMOR

Representando a Russia no Oscar 2018, “Sem Amor” é uma verdadeira obra de arte dirigida por Andrey Zvyagintsev, um dos grandes nomes do cinema europeu contemporâneo.
“Sem Amor” é um filme sobre a frivolidade nas relações humanas de uma forma geral. E é interessante o modo como Zvyagintsev parte de uma simples narrativa de um acontecimento em um universo micro, transformando-a em uma metáfora que nos obriga a refletir sobre seus milhares de desdobamentos no mundo atual.
A história mostra um casal que está divorciando-se e única coisa que resta daquela união frustrada é uma criança extremamente abalada com essa separação e as constantes brigas que ecoam pelo apartamento da família.
Na nova vida desse homem e dessa mulher não sobra espaço e nem atenção para a criança, que passa a ser completamente ignorada até que um dia desaparece, completa e misteriosamente.
O diretor do pesadíssimo “Leviatã”, que também concorreu ao Oscar em 2014, surpreende mais uma vez com uma obra que mostra não só a decadência humana mas também a decadência de seu país, a Russia, sendo um a conseuência da decadência do outro.
Decadência essa que não conhece fronteiras e hoje atinge grande parte da sociedade mundial.

 

_______________________________________________________

 

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

blog temperos de cinema sala cult filme lou
CinemaMoviecomarteSem categoria

Sala Cult Apresenta: Lou

Postado porTemperos de Cinema 15 de março de 2018 0 Comentários

O filme da semana no Sala Cult é “Lou”, que conta a vida daquela que foi a primeira mulher na psicanálise e no estudo da sexualidade feminina.

E a vida da filosofa e psicanalista Lou Andreas-Salomé (1861-1937) foi fascinante, para dizer o mínimo. Seu pioneirismo se estendeu em praticamente tudo. Seu triangulo amoroso com os filósofos Friedrich Nietzsche e Paul Rée, seu relacionamento com o poeta Rainer Maria Rilke e sua convivência com Sigmund Freud, revelam uma mulher brilhantemente transgressora e muito à frente de seu tempo.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
Filme de estreia da diretora Cordula Kablitz-Post, “Lou” começa mostrando uma fogueira com livros sendo queimados, enquanto o áudio reproduz um discurso de Hitler condenando a psicanálise e outras expressões intelectuais às chamas.
Renegada às sombras da eternidade, como é muito comum a várias mulheres na história da humanidade, Lou Andreas-Salomé vem sendo redescoberta como um dos grandes nomes do feminismo.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
Ela é personagem central da trama e à sua volta gravitam alguns dos homens mais brilhantes de todos os tempos. Uma das cenas mais simbólicas do filme mostra Lou sobre uma carroça “puxada” por Rée e Nietzsche, reprodução de uma imagem que ficou famosa e correu o mundo na época.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
O imperdível “Lou” será exibido no Sala Cult , no Paineiras Shopping Jundiaí, dia 11 de março às 16 e às 19 horas, dias 15 e 16 de março às 19 horas e dia 17 de março às 16 e 19 horas.
.
Veja o trailer: 

Ficha Técnica:
Título: Lou
Título original: Lou Andreas-Salomé
Nacionalidades: Alemanha, Suiça
Gêneros: Drama, Histórico, Biografia
Ano de produção: 2016
Duração: 1h 53 minutos
Classificação: 16 anos
Direção: Cordula Kablitz-Post
Roteiro: Cordula Kablitz-Post, Susanne Hertel
Trilha sonora: Judit Varga
Fotografia: Matthias Schellenberg
Edição: Beatrice Babin
Design de produção: Nikolai Ritter
Figurino: Bettina Helmi
Distribuição: Cineart Filmes

blog temperos de cinema sala cult filme lou

CinemaMoviecomarte

Lady Bird, A Hora de Voar, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 5 de março de 2018 0 Comentários

Com 5 indicações importantes e sendo um dos favoritos do público, “Lady Bird: A Hora de Voar” não levou nenhum Oscar – o que é normal nesse tipo de premiação, ainda mais em um ano com tantos filmes bons na briga.


Dirigido por Greta Gerwig, “Lady Bird” é daqueles filmes que a gente assiste como se estivesse sentado nas nuvens. É um filme adolescente com todos os clichês típicos mas que se torna especial pelos desfechos surpreendentes para cada situação.

As relações humanas e a incrível descoberta do “mundo adulto”, são o centro desta comédia emocionante, delicada e crua sobre uma jovem não muito convencional, com uma personalidade mais forte que a média e a turbulenta relação com sua mãe, uma obstinada que trabalha incansavelmente para manter sua família.


Outro ponto alto do filme é a atuação brilhante de Saoirse Ronan. No papel da adolescente problemática que dá título ao filme, Saoirse ganhou um Globo de Ouro, um Gotham, o título de melhor atriz do último Festival de Toronto, foi indicada para o Bafta e para o prêmio do Sindicato de Atores.
De quebra a jovem atriz de 22 anos ganhou também sua terceira indicação ao Oscar. Não levou mas só essa indicação deixa bem claro que essa garota promete.

Este é o filme da semana no Moviecom Arte e você poderá assistí-lo nos dias 10 e 11 de março às 11 horas e no dia 13 de março às 14 horas.

Ficha Tecnica
Nome: Lady Bird – A hora de voar
Nome Original: Lady Bird
Cor filmagem: Colorida
Origem: EUA
Ano de produção: 2017
Gênero: Comédia, Drama
Duração: 93 min
Classificação: 14 anos
Direção: Greta Gerwig
Elenco: Saoirse Ronan, Laurie Metcalf, Tracy Letts
Distribuição: Universal Pictures