Tag

cinema de arte

CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Primavera em Casablanca, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 4 de novembro de 2018 0 Comentários

Ambientado na mítica cidade de Casablanca o filme estabelece um poderoso retrato histórico do Marrocos nos últimos 40 anos. Mas os sentimentos personificados por seus personagens, bem como os problemas que eles vivem, surgem muito familiares a todos nós.


Nabil Ayouch dirige com incrível sensibilidade o roteiro escrito a quatro mãos com sua esposa e atriz Maryam Touzani, protagonista do filme. Juntos eles descrevem a vida de cinco personagens enfrentando conflitos como o aborto, o machismo, a prostituição, as drogas, a violência doméstica, o preconceito contra artistas, a desigualdade social, os conflitos raciais, as manifestações políticas, a brutalidade policial, a desilusão dos idosos, a cegueira dos adultos, a indiferença dos jovens…


Tudo isso no entanto não é retratado de modo panfletário ou monolítico. Muito menos se propõe a oferecer soluções para problemas tão complexos. “Primavera em Casablanca” fala de forma muito poética sobre vidas humanas que se misturam a um panorama político. E o pensar político começa em compreender as histórias das pessoas atingidas por ela.

Tão maravilhoso quanto necessário, “Primavera em Casablanca”, de Nabil Ayouch, será exibido nos dias 03 e 04 de novembro às 11 horas e no dia 06 de novembro às 14 horas.

Ficha Técnica
Título: Primavera em Casablanca
Título Original: Razzia
Nacionalidade: França
Gênero: Drama
Ano de produção: 2017
Estréia: 12 de julho de 2018 (Brasil)
Duração: 1h 59min
Direção: Nabil Ayouch
Roteiro: Nabil Ayouch, Maryam Touzani
Produção: Philippe Logie, Bruno Nahon, Caroline Nataf, Patrick Quinet, Frantz Richard
Direção de fotografia: Virginie Surdej
Edição: Sophie Reine
Estúdios: Unité de Production, Les Films du Nouveau Monde, Canal+, Playtime, France 3 Cinéma, Soread-2M, France Télévisions
Distribuição: California Filmes

CinemaMoviecomarte

Oh Lucy!, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 27 de julho de 2018 0 Comentários

A vida dura, fria e solitária das grandes metrópoles, cria personagens banais inseridos em contextos complexos. E vice-versa.
Tóquio é a cidade onde a diretora Atsuko Hiranayagi coloca a personagem central de seu novo filme. Mas poderia ser Nova York ou São Paulo.


Envolvida por uma realidade caótica, que se reflete em sua vida pessoal e profissional, Setsuko é uma mulher comum, com sentimentos reprimidos, sonhos apagados, com pouca ou nenhuma autoestima e uma rotina monótona e absolutamente sem graça.


Mas tudo muda quando ela, convencida por sua sobrinha, vai fazer uma aula de inglês gratuita. Ao quebrar sua rotina, Setsuko se permite viver uma grande transformação.
O agente transformador é John, um professor de inglês com métodos pouco convencionais. Ele obriga Setsuko a usar uma peruca loura e adotar um nome americano. Ela então se transforma em Lucy e a experiência de ser uma outra pessoa abre uma porta para um mundo de possibilidades que ela simplesmente ignorava.


Ela se apaixona por seu professor de inglês e, após o repentino sumiço dele, embarca para os Estados Unidos à sua procura, vivenciando uma série de aventuras e se desvencilhando de sua vida ordinária.
Essa é engraçada, delicada e comovente história de “Oh Lucy!”, que o Moviecom Arte exibe nos dias 28 e 29 às 11 horas e no dia 31 de julho às 14 horas. Venha rir, se emocionar e se apaixonar por essa comédia japonesa, ganhadora dos prêmios Independent Spirit de Melhor Atriz e de Melhor Filme de Estreia.

Ficha Técnica

Título original: Oh Lucy!
Nacionalidades: Japão, EUA
Gênero: Comédia dramática
Ano de produção: 2017
Estréia: 28 de junho de 2018 (Brasil)
Duração: 1h 35min
Classificação: 16 anos
Direção: Atsuko Hirayanagi
Roteiro: Atsuko Hirayanagi, Boris Frumin, Atsuko Hirayanagi
Produção: Will Ferrell, Hiroyuki Akune, Meileen Choo, Jessie Creel, Jessica Elbaum, Anderson M. Hinsch, Atsuko Hirayanagi, Seiya Horio, Razmig Hovaghimian, Yukie Kito, Adam McKay, Katsuhiro Tsuchiya, Han West
Trilha sonora: Erik Friedlander
Direção de fotografia: Paula Huidobro
Edição: Kate Hickey
Produção de design: Norifumi Ataka, Jason Hougaard
Decoração de set: Jenna Craig, Yoshito Endo
Figurino: Masae Miyamoto
Estúdios: Matchgirl Pictures, Gloria Sanchez Productions, Meridian Content, Nippon Hôsô Kyôkai (NHK)
Distribuição: Imovision

blog temperos de cinema sala cult filme lou
CinemaMoviecomarteSem categoria

Sala Cult Apresenta: Lou

Postado porTemperos de Cinema 15 de março de 2018 0 Comentários

O filme da semana no Sala Cult é “Lou”, que conta a vida daquela que foi a primeira mulher na psicanálise e no estudo da sexualidade feminina.

E a vida da filosofa e psicanalista Lou Andreas-Salomé (1861-1937) foi fascinante, para dizer o mínimo. Seu pioneirismo se estendeu em praticamente tudo. Seu triangulo amoroso com os filósofos Friedrich Nietzsche e Paul Rée, seu relacionamento com o poeta Rainer Maria Rilke e sua convivência com Sigmund Freud, revelam uma mulher brilhantemente transgressora e muito à frente de seu tempo.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
Filme de estreia da diretora Cordula Kablitz-Post, “Lou” começa mostrando uma fogueira com livros sendo queimados, enquanto o áudio reproduz um discurso de Hitler condenando a psicanálise e outras expressões intelectuais às chamas.
Renegada às sombras da eternidade, como é muito comum a várias mulheres na história da humanidade, Lou Andreas-Salomé vem sendo redescoberta como um dos grandes nomes do feminismo.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
Ela é personagem central da trama e à sua volta gravitam alguns dos homens mais brilhantes de todos os tempos. Uma das cenas mais simbólicas do filme mostra Lou sobre uma carroça “puxada” por Rée e Nietzsche, reprodução de uma imagem que ficou famosa e correu o mundo na época.

blog temperos de cinema sala cult filme lou
O imperdível “Lou” será exibido no Sala Cult , no Paineiras Shopping Jundiaí, dia 11 de março às 16 e às 19 horas, dias 15 e 16 de março às 19 horas e dia 17 de março às 16 e 19 horas.
.
Veja o trailer: 

Ficha Técnica:
Título: Lou
Título original: Lou Andreas-Salomé
Nacionalidades: Alemanha, Suiça
Gêneros: Drama, Histórico, Biografia
Ano de produção: 2016
Duração: 1h 53 minutos
Classificação: 16 anos
Direção: Cordula Kablitz-Post
Roteiro: Cordula Kablitz-Post, Susanne Hertel
Trilha sonora: Judit Varga
Fotografia: Matthias Schellenberg
Edição: Beatrice Babin
Design de produção: Nikolai Ritter
Figurino: Bettina Helmi
Distribuição: Cineart Filmes

blog temperos de cinema sala cult filme lou