Tag

#cannes

CinemaMoviecomarte

A Câmera de Claire, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 13 de julho de 2018 0 Comentários

Um dos diretores mais produtivos da atualidade, Hong Sang-soo já foi comparado a Jean-Luc Godard e é conhecido por seus roteiros criados a partir de sutilezas do dia-a-dia e em pessoas reais.
“A Câmera de Claire” se baseia em desacertos conjugais, um tema bastante recorrente na obra do diretor, e traz a diva Isabelle Huppert como Claire, uma professora, poeta e fotógrafa circulando pelas ruas de Cannes durante o famoso Festival de Cinema e travando amizade com alguns turistas sul coreanos.


Claire tira fotos de seus novos amigos mas não fica com elas. Entrega os registros aos próprios fotografados para que eles possam avaliar suas próprias transformações no decorrer da trama. “Porque a única forma de mudar as coisas é olhar para tudo novamente de forma bem devagar”, diz Claire.


Esses encontros funcionam como um fio condutor que revelará os demais personagens de um intrincado quebra-cabeças do qual fazem parte e que ao final mostrará as mudanças em cada um deles.

“A Câmera de Claire” será exibido no Moviecom Arte, do Moviecom Cinemas do Maxi shopping Jundiaí nos dias 14 e 15 de julho às 11 hs, e no dia 17 de julho às 14 hs.

Ficha Técnica
Título original: KEUL-LE-EO-UI KA-ME-LA
Título no Brasil: A Câmera de Claire
Gênero: Comédia Dramática
Duração: 68 min
Estreia no Brasil: 24 de Maio de 2018
País: França e Coréia do Sul
Idioma: Francês
Diretor: Hong Sang soo
Roteiro: Hong Sang soo
Elenco: Isabelle Huppert, Min hee Kim, Mi hee Chang, Jin young Jung, Yoon Heesun, Wanmin Lee, Taewoo Kang, Shahira Fahmy e Mark Peranson
Distribuição: Pandora Filmes

CinemaMoviecomarte

O Terceiro Assassinato, no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 15 de junho de 2018 0 Comentários

Os filmes de tribunais já ganharam o status de categoria cinematográfica e é interessante ver como o público reage a eles. O talentoso diretor Hirokazu Kore-eda traz em “O Terceiro Assassinato” um formato completamente inovador para um filme de tribunal, questionando os procedimentos legais e relativizando o conceito de julgamento.

o-terceiro-assassinato-moviecom-arte-post1
Este filme estreou no Brasil em Abril mas já tinha sido exibido na 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e foi super aclamado no Japan Academy Prize, levando os seis mais importantes prêmios.


A trama gira em torno de um advogado de sucesso que aceita um novo caso motivado por razões pessoais. Ele defende um homem que esteve preso por muitos anos, condenado por seu pai. Solto, ele confessa um novo assassinato, mas a muda a versão do crime a cada depoimento, transformando o julgamento em uma farsa.

Sem sustentação para a defesa do seu cliente, o advogado usa de todo tipo de artimanhas legais para evitar a condenação à morte.


Hirokazu Kore-eda é hoje um dos mais respeitados nomes do cinema contemporâneo. Profundo conhecedor de todo o processo do fazer cinematográfico, ele dirige, escreve e até monta seus proprios filmes.
Presença obrigatória na seleção do Festival de Cannes desde 1995 foi premiado 5 vezes, sendo que a mais recente premiação foi no mês passado, quando levou a Palma de Ouro por “Shoplifters”, seu mais recente trabalho.
Se você é fã de filmes de tribunais ou é fã da obra de Hirokazu Kore-eda , não pode perder “O Terceiro Assassinato” em exibição no Moviecom Arte nos dias 16 e 17 de junho às 11 horas e no dia 19 de junho às 14 horas.

Ficha Técnica
Título original: Sandome no Satsujin
Título em inglês: The Third Murder
Nacionalidade: Japão
Gêneros: Drama, Policial
Ano de produção: 2017
Estréia: 19 de abril de 2018 (Brasil)
Duração: 2h 05 minutos
Direção: Hirokazu Koreeda
Roteiro: Hirokazu Koreeda
Produção: Chiaki Harada, Kaoru Matsuzaki, Satomi Odake, Shinichi Ogawa, Megumi Osawa, Hijiri Taguchi, Tom Yoda
Elenco: Masaharu Fukuyama, Kôju Yakusho, Isao Hashizume, Suzu Hirose, Mikako Ichikawa
Trilha sonora: Ludovico Einaudi
Direção de fotografia: Mikiya Takimoto
Edição: Hirokazu Koreeda
Design de produção: Yohei Taneda
Distribuição: Imovision 

Cinema

Programação de Novembro do Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 31 de outubro de 2017 0 Comentários

A programação do Moviecom Arte para este mês está cheia de fortes emoções para os cinéfilos. Começamos o mês com o polêmico “Rodin”, de Jacques Doillon, que causou n Festival de Cannes. Na sequência “Uma Razão Para Recomeçar”, de Drew Waters, um drama romântico daqueles à moda antiga e com direito a caixa de lenço. Depois vem “Rock’n Roll – Por Trás da Fama”, de Guillaume Canet, uma comédia dramática com a diva Marion Cotillard. E fechamos o mês com outro filme polêmico: “Manifesto”, do diretor alemão Julian Rosefeldt, que traz outra grande diva do cinema contemporâneo, Cate Blanchett, interpretando 13 personagens.

E os amantes do artesanato popular japonês terão ainda uma sessão extra e gratuita do Moviecom Arte no dia 19, com a exibição do curta independente “Mingei, Em Busca do Artesanato Popular do Japão”, dirigido por de Rica Saito sobre o trabalho da pesquisadora Silvia Sasaoka.
Anote na sua agenda e convide os amigos.
Aliás, você já sabe que o Moviecom Arte agora tem uma sessão também às terças-feiras às 14 horas? Pois é! Essa é uma notícia pela qual muita gente esperava. Vamos comemorar brindando com baldes de pipocas!

C2YcHr9XcAAhpDN

dias 04 e 05 de novembro às 11 horas
dia 07 de novembro às 14 horas
Rodin

SINOPSE
Em 1880, o escultor Auguste Rodin (Vincent Lindon) já é bastante conhecido, mas nunca conseguiu nenhuma encomensa do Estado. Esta oportunidade chega aos 40 anos de idade, com a escultura “La Porte de l’Enfer”. Enquanto trabalha, ao lado da esposa Rose Beuret (Séverine Caneele), ele se apaixona por sua aprendiz mais talentosa, Camille Claudel (Izïa Higelin), que se torna sua amante. Quando este relacionamento escondido acaba, Rodin muda radicalmente a forma de seus trabalhos.
Não recomendado para menores de 12 anos

_____________________________________

4084151.jpg-r_620_260-f_jpg-q_x-xxyxx

dias 11 e 12 de novembro às 11 horas
dia 14 de novembro às 14 horas
Uma Razão Para Recomeçar

SINOPSE
Ben (Jonathan Patrick Moore) conheceu Ava (Erin Bethea) aos sete anos quando ela estava de pé na entrada de sua garagem. À medida que o tempo passa, os dois viajam juntos através das estações da vida, até que ocorre uma tragédia que deixa todo o seu futuro em perigo.
Não recomendado para menores de 10 anos

______________________________________

286972

dias 18 e 19 de novembro às 11 horas
dia 21 de novembro às 14 horas
Rock”n Roll – Por Trás da Fama

SINOPSE
O cineasta e ator Guillaume Canet, com 43 anos, é confrontado por uma repórter, sugerindo que ele está ultrapassado e não pode concorrer com os jovens de sua geração. Perturbado com esta ideia, o artista decide provar que continua tão criativo e descolado quanto antes. Para isso, conta com a ajuda da sua esposa Marion Cotillard e busca inspiração no rei do rock francês Johnny Hallyday
Não recomendado para menores de 14 anos

_____________________________________

Cartaz MINGEI
DIA 19 – 10:30 horas
SESSÃO GRATUITA
MINGEI – Em busca do artesanato popular do Japão

Um caderno de viagens em vídeo da pesquisadora Silvia Sasaoka em uma viagem pelo Japão pesquisando as expressões do artesanato popular com bolsa da Fundação Japão. Ela percorreu o país, do norte às ilhas do sul, entrevistando artesãos de tecelagem, estamparia, cerâmica e laca, entre outros. E também registrando o trabalho e criação. Este vídeo, com direção e edição de Rica Saito, é um tributo ao artesanato na sua forma mais elaborada e um testemunho da diversidade e inventividade de gerações.

_____________________________________

Cate Blanchett appears in Manifesto by Julian Rosefeldt, an official selection of the Premieres program at the 2017 Sundance Film Festival. © 2016 Sundance Institute | photo by Barbara Schmidt.
dias 25 e 26 de novembro às 11 horas
dia 28 de novembro às 14 horas
Manifesto

SINOPSE
Os históricos manifestos de arte podem ser aplicados à sociedade contemporânea? É isso o que Cate Blanchett tenta responder ao explorar os componentes performáticos e o significado político de declarações artísticas e inovadoras do século XX, que vão dos futuristas e dadaístas ao Pop Art, passando por Fluxus, Lars von Trier e Jim Jarmusch.
Não recomendado para menores de 12 anos

_____________________________________

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

O Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

Cinema

EU, DANIEL BLAKE, No Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 4 de abril de 2017 0 Comentários

“EU, DANIEL BLAKE”, de Ken Loach, é o filme do próximo final de semana no Moviecom Arte.
Super premiado, este filme ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes 2017, o Prêmio BAFTA de Melhor Filme Britânico e o César de Melhor Filme Estrangeiro, entre muitos outros prêmios. “Eu, Daniel Blake”, é considerado um dos melhores da temporada, pela crítica e pelo público.
E em tempos onde tanto se fala sobre a previdência social no Brasil, este filme é uma boa reflexão sobre o assunto.

blake
Trata-se de um drama que conta a história de um homem analfabeto que, após sofrer um ataque cardíaco, tenta receber o auxílio a que tem direito pelas leis trabalhistas, mas se vê obrigado a enfrentar um terrível esquema burocrático. No meio de todo esse processo ele conhece uma mulher solteira e mãe de duas crianças, também brigando com o sistema. Eles se aproximam e passam a se ajudar mutuamente.
“Eu, Daniel Blake” é considerado também um dos melhores filmes do veterano Ken Loach, famoso por seus filmes com dramas sociais repletos de romantismo e com um refinamento de imagens sem igual.
Venha conferir este grande filme nos dias 08 e 09 de abril, sempre às 11horas, no Moviecom Arte.

Ficha Técnica
Título: “Eu, Daniel Blake
Título Original: I, Daniel Blake
Direção: Ken Loach
Género: Drama
Com: Dave Johns, Hayley Squires e Sharon PercyPaíses de Origem: França, Reino Unido e Irlanda do Norte
Distribuição: Imovision

Ken Loach

CinemaMoviecomarte

Uma História de Amor Proibido no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 21 de março de 2017 0 Comentários

Inspirado em uma história real do final do século XVI, “Marguerite e Julien” é o segundo filme dirigido pela atriz Valérie Donzelli e conta uma história de amor proibido, nos moldes de Romeu e Julieta mas com um agravante, o incesto.

Trata-se de uma adaptação de um roteiro escrito originalmente para o mestre François Truffaut por Jean Gruault. Apensar do tema nãos er um assunto inédito no cinema, “Marguerite e Julien” despertou a ira de boa parte da crítica ao ser apresentado em Cannes.

381855
O sentimento entre o casal de irmãos, manifestado desde a infância, leva os pais a separá-los mandando o menino para estudar em um lugar distante. Quando os irmãos se reencontram anos mais tarde continuam a se amar intensamente e decidem correr o risco de viver esse amor proibido.
O destaque do filme são as interpretações de Anaïs Demoustier e Jérémie Elkaïm para o casal de irmãos, demonstrando uma química que arrebata a platéia a ponto de nos fazer esquecer que se trata de uma relação incestuosa.
“Marguerite e Julien” será exibido no Moviecom Arte dias 25 e 26 de março, às 11 horas.

Ficha Técnica
Título: Marguerite & Julien: Um Amor Proibido
Título Original: Marguerite et Julien
Gênero: Romance
País: França
Direção: Valérie Donzelli
Elenco: Jean Gruault, Anaïs Demoustier, Jérémie Elkaïm, Frédéric Pierrot, Aurélia Petit, Catherine Mouchet, Raoul Fernandez e Geraldine Chaplin
Distribuição: Marés Filmes

6ed7afe8a68e7e34cb5f2708c77d75f7_XL

 

Cinema

Programação de Fevereiro Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 1 de fevereiro de 2017 0 Comentários

Em fevereiro o Moviecom Arte mergulha no universo familiar trazendo uma seleção de filmes que abordam os sentimentos, os dramas e os desafios sob a ótica de diversas culturas. Uma programação riquíssima, com filmes realmente cativantes.

 131108.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Premiado na Mostra de Cinema de São Paulo, “Depois da Tempestade” do diretor japonês Kore-Eda Hirokazu, fala de humanismo e compreensão.

Estrelado por Hiroshi Abe, essa comédia dramática mostra um escritor fracassado e endividado que ganha a vida como detetive particular e tenta resolver seus problemas apostando em jogos de azar, enquanto sonha em reconstruir sua família.

A oportunidade de reaproximação com sua ex-esposa e seu filho acontece durante um tufão que mantém todos presos na casa da mãe dele. Apesar de todos os seus defeitos, o personagem é um homem bem intencionado, dono de uma suavidade sedutora, e que conquista a empatia de todos a seu redor.

Esse olhar realista e humano para um personagem que é um anti-herói e perdedor, transforma essa crônica familiar, melancólica e o afetiva, em um filme sesivelmente especial.

“Depois da Tempestade” é o primeiro filme de fevereiro no Moviecom Arte e será exibido nos dias 4 e 5, às 11 horas.

 Filme-o-apartamento

Premiado em Cannes e também destaque na última Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o iraniano “O Apartamento”, novo trabalho de Asghar Farhadi, fala sobre algumas das tradições mais ancestrais da cultura iraniana que parecem permanecer intactas, apesar das grandes mudanças que o país atravessa. Principalmente aquelas tradições que cerceiam a liberdade ou levam à intolerância.

O tema é abordado através da história de um professor e também ator que está montando uma peça americana, A Morte de um Caixeiro Viajante, quando sua vida conjugal vira do avesso e ele entra em uma cruzada de vingança. Uma metáfora clara para as contradições da cultura e costumes do Irã contmporâneo.

Ganhador de um Oscar por “A Separação” em 2011, Asghar Farhadi é hoje um dos mais conhecidos diretores iranianos e, segundo ele mesmo, seus filmes carregam sempre a questão da “violência institucionalizada na vida doméstica, um problema que precisamos entender e superar… e não apenas no Irã.

“O Apartamento” será exibido nos dias 11 e 12 de fevereiro, às 11 horas, no Moviecom Arte.

 capitao-fantastico-696x372

Imagine uma família americana totalmente fora do padrão, onde todos só se alimentam com comida orgânica, leem livros de papel, usam roupas fora de moda e moram em uma floresta longe de todas as modernidades do mundo contemporâneo. Essa família é o tema de “Capitão Fantástico”, filme dirigido por Matt Ross e que traz Vigo Mortensen em um papel que pode lhe render um Oscar.

O ponto central do filme está nos conflitos que acontecem quando essa família é obrigada a voltar para a cidade grande, provocando muita estranheza obviamente mas também mostrando que é possível viver de forma diferente e tendo o amor como referência para tudo.

O tema é super atual e leva a reflexão sobre o estilo de vida moderno, indo de encontro à tendência do consumo consciente e o questionamento sobre a cultura capitalista, assunto em pauta em quase todo o planeta. O diretor estreante faz uma abordagem tranquila, divertida e encantadora e é difícil sair do cinema sem a vontade de mudar alguma coisa em nossas vidas.

“Capitão Fantástico” será exibido nos dias 18 e 19 de fevereiro no Moviecom Arte, como sempre às 11 horas.

 1-xqBIh6HoWAsfh4bcxh8IpQ

O consagrado diretor sul-coreano Park Chan-Wook assina a direção deste drama de época requintado e sensual drama de época. “A Criada” parte de um romance inglês escrito por Sarah Waters e ambientado na Inglaterra vitoriana, mas se desenvolve na Coreia dos anos de 1930, sob domínio japonês.

Com grande requinte visual e de narrativa, o filme mostra um jogo de perversões e mentiras em torno de uma rica mansão, onde uma jovem é mantida prisioneira por um tio obcecado por literatura erótica. Ela é reinada desde menina a ler para ele e outros participantes de um fechado clube aristocrático de senhores maduros.

A trama do filme envolve uma camareira vigarista que arma à sedução da rica prisioneira por um falso conde com o objetivo de receber dinheiro da vítima e ficar com suas roupas e jóias, depois de interná-la num hospício.

“A Criada” fecha o mês de fevereiro do Moviecom Arte, com exibição nos dias 25 e 26, ás 11 horas.

penci slider cdr12

Serviço:

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

O Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP