Moviecomarte

A Guerra Pela Perpectiva Feminina

Postado porTemperos de Cinema 31 de janeiro de 2020 0 Comentários

Trazendo a perscpectiva feminina para o tema da guerra, em Filhas do Sol a cineasta Eva Husson mostra uma visão muito peculiar sobre o conflito no Curdistão. No centro da trama estão duas personagens fortes. Uma delas é Mathilde (Emmanuelle Bercot), uma jornalista tarimbada, acostumada a transitar entre escombros e a se esquivar de projéteis e minas. Ela é a testemunha, aquela que, além da câmera, carrega as marcas do trabalho.


A outra é Bahar (Golshifteh Farahani), líder do batalhão de mulheres, combatente feroz que investiga locais em busca do filho sequestrado, toma à frente das iniciativas, expondo a importância da maternidade como vínculo essencial (motriz) à determinação de seguir em frente. Ambas são mães e a despeito dos mundos diferentes em que vivem, possuem suas similaridades.


O que Filhas do Sol tem de mais potente é a capacidade de esquadrinhar o feminino nesse contexto dominado por homens. Elas sofrem toda sorte de infortúnios, ainda mais numa circunstância como aquela em que a força bruta, supostamente um predicado deles, é determinante para que vitórias sejam conquistadas.


Filhas do Sol é o filme que abre a programação de fevereiro do Moviecom Arte e será exibido nos dias 01 e 02 de fevereiro às 11 horas e no dia 04 às 14 horas.

Trailer:

Ficha Técnica
Título original: Les Filles du soleil
Nacionalidade: França
Gênero: Drama
Ano de produção: 2018
Estréia: 26 de setembro de 2019 (Brasil)
Duração: 1h 51min
Classificação: 16 anos
Direção: Eva Husson
Roteiro: Eva Husson
Trilha sonora: Morgan Kibby
Direção de fotografia: Mattias Troelstrup
Edição: Emilie Orsini
Direção de elenco: El Amrani Bahijja
Direção de arte: David Bersanetti
Figurino: Marine Galliano, Simon Matchabeli
Distribuição: California Filmes

Você pode gostar também

Deixe seu comentário