CinemaMoviecomarteMoviecomarte

Programação de Novembro no Moviecom Arte

Postado porTemperos de Cinema 31 de outubro de 2018 0 Comentários

Filmes com conteúdo político dominam a cena independente. Os recentes acontecimentos históricos e as consequências deles na sociedade contemporânea são abordados de diversas formas pelos mais importantes cineastas do momento.
O cinema cumpre seu papel na preservação de nossa história e trazendo elementos importantes no processo da nossa construção como cidadãos políticos.
A programação de novembro traz 3 brilhantes trabalhos de alguns dos mais cultuados diretores da atualidade e que seguem o viés político. E traz também uma comédia romântica, super despretenciosa e divertida.


Dias 03, 04 e 06 de novembro
“Primavera em Casablanca”
de Nabil Ayouch

Ambientado na mítica cidade de Casablanca o filme estabelece um poderoso retrato histórico do Marrocos nos últimos 40 anos. Mas os sentimentos personificados por seus personagens, bem como os problemas que eles vivem, surgem muito familiares a todos nós.
Nabil Ayouch dirige com incrível sensibilidade o roteiro escrito a quatro mãos com sua esposa e atriz Maryam Touzani, protagonista do filme. Juntos eles descrevem a vida de cinco personagens enfrentando conflitos como o aborto, o machismo, a prostituição, as drogas, a violência doméstica, o preconceito contra artistas, a desigualdade social, os conflitos raciais, as manifestações políticas, a brutalidade policial, a desilusão dos idosos, a cegueira dos adultos, a indiferença dos jovens…
Tudo isso no entanto não é retratado de modo panfletário ou monolítico. Muito menos se propõe a oferecer soluções para problemas tão complexos. “Primavera em Casablanca” fala de forma muito poética sobre vidas humanas que se misturam a um panorama político. E o pensar político começa em compreender as histórias das pessoas atingidas por ela.
Tão maravilhoso quanto necessário, “Primavera em Casablanca”, de Nabil Ayouch, será exibido nos dias 03 e 04 de novembro às 11 horas e no dia 06 de novembro às 14 horas.

Dias 10, 11 e 13 de novembro
“Uma Noite em 12 Anos”
de Álvaro Brechner

Relembrar o passado para que o futuro não mais se corrompa, esta é a proposta de “Uma Noite em 12 Anos”, do diretor uruguaio Álvaro Brechner.
O filme conta a história de três jovens, líderes de um grupo que se opunha ao governo militar no Uruguai, os escritores e jornalistas Eleuterio Fernández Huidobro e Mauricio Rosencof, e o agricultor e político José Alberto Mujica Cordano, que mais tarde se tornou presidente do Uruguai. Eles foram presos e violentamente torturados durante 4.500 dias.
Trata-se de um drama bastante pesado e tudo fica ainda mais intenso ao sabermos que as situações reproduzem fatos reais, ocorridos em um passado não muito distante, aqui mesmo pertinho da gente.
O elenco é liderado por 3 grandes atores sul americanos: Alfonso Tort, Chino Darín e Antonio de la Torre. Eles se submetem a severas transformações físicas para dar ainda mais veracidade à narrativa.
Essencial inclusive para nos ajudar a preservar o nosso presente, este é o fime que o Moviecom Arte apresenta nos dias 10, 11 e 13 de novembro.


Dias 17, 18 e 20 de novembro
“Juliet, Nua e Crua”
de Jesse Peretz

Estrelada por Rose Byrne, Chris O’Dowd e Ethan Hawke, “Juliet, Nua e Crua” é uma comédia romântica baseada no livro homônimo de Nick Hornby.
Rose Byrne interpreta uma mulher que está saindo de um relacionamento de 15 anos e busca um recomeço. Curiosamente, começará um romance com o ídolo do seu ex-marido, o rockstar Tucker Crowe (interpretado por Ethan Hawke), que já não faz mais tanto sucesso. O papel do fã traído fica com Chris O’Dowd.
Ao contrário do que se pode esperar de uma comédia romântica, a trama foca na história de cada um dos 3 personagens e se mostra muito mais propensa a discutir os reveses da vida do que contar uma história de amor.
Você poderá ver “Juliet, Nua e Crua” no Moviecom Arte dos dias 17 e 18 às 11 horas e no dia 20 às 14 horas.


Dias 24, 25 e 27 de novembro
“A Ilha dos Cachorros”
de Wes Anderson

Um dos mais badalados cineastas europeus da atualidade, Wes Anderson criou um simpático elenco de caninos para abordar temas como xenofobia, polarização e militarização.
Visualmente impecável e com uma estética ultra moderna, “A Ilha dos Cachorros” vem carregado de referências bem ao estilo de Anderson que desta vez mostra uma nítida influência da cultura japonesa e nos filmes de animação de Hayao Miyazaki.
Na trama, o prefeito de Megasaki resolve banir todos os cães dessa cidade fictífica japonesa. Tirânico e fã de gatos, ele envia os cachorros para uma ilha cheia de lixo. Segundo ele, o objetivo é evitar que o surto de gripe canina prejudique os humanos.
O sobrinho órfão do político não gosta da ideia de perder seu animal de estimação. Então, o garoto de 12 anos sai em busca de seu cachorro Spots, acompanhado de outros cães da ilha.
Outro detalhe curioso do filme é a personagem chamada Yoko Ono e que é dublada pela própria Yoko Ono. Dando suas vozes aos persoNAgens de animação estão também: F. Murray Abraham, Scarlett Johansson, Tilda Swinton e Akira Ito, entre muitas outras celebridades do cinema.
Você não pode perder “A Ilha dos Cachorros”, de Wes Anderson, no Moviecom, dias 24 e 25 às 11 horas e no dia 27 às 14 horas.PROGRAMAÇÃO, NOVEMBRO, POLÍTICA,

_________________

O Moviecom Arte é um projeto da publicitária e produtora Fátima Augusto em parceria com o Moviecom Jundiaí, que há 1o anos traz para a cidade filmes de arte e que não entram no circuito comercial.

Com um horário alternativo dentro da programação do cinema, o Moviecom Arte acontece todos os sábados e domingos às 11 horas e tem ingressos a R$ 10,50 e R$ 5,25.

O Moviecom Jundiaí fica no Maxi Shopping – Av. Antônio Frederico Ozanan, 6000 – Vila Rio Branco, Jundiaí – SP

Você pode gostar também

Deixe seu comentário