Categoria

Receitas

Receita da semanaReceitasTemperos

Duxelles de Cogumelos Paris e Portobello com Ovo Pochet

Postado porTemperos de Cinema 18 de abril de 2019 0 Comentários

Reza a lenda que a Duxelles é um prato criado no século XVII por François Pierre de La Varenne, cozinheiro do marquês d’Uxelles (região da Borgonha).
A ideia do chef era fazer uma conserva de cogumelos que pudesse ser guardada e utilizada posteriormente. A guarnição no entanto se tornou um clássico da cozinha francesa.
E como este mês nosso cardápio está todo très jolie, inspirado no filme Sabores do Palácio, a chef Sandra Romansini nos ensina a preparar uma maravilhosa Duxelles de Cogumelos Paris e Portobello com Ovo Pochet. E é super fácil, viu?
Assista o vídeo, pegue a receita e Bon Appétit!!!

Ingredientes:

300 g de cogumelos
Paris fatiados finamente.
200 g de cogumelos Portobelo fatiados finamente
30 g de manteiga
50 ml de azeite
30 g de alho picadinho
50 g de cebola
50 ml de Vinho Branco
4 ovos de Codorna
Sal a gosto
Pimenta do reino moída na hora a gosto
Azeite trufado salsinha bem picadinha.

Preparo:

Em uma frigideira aqueça o azeite e a manteiga, doure o alho e a cebola, aumente o fogo no máximo e rapidamente coloque os cogumelos aos poucos para não criar muito líquido (suco que é próprio do cogumelo), sempre mexendo. Adicione o vinho branco e deixe reduzir. Salpique a salsinha incorpore bem.
Porcione a duxelles em pequenas panelinhas de cerâmica refratárias e reserve.
Em uma xícara quebre o ovo com cuidado para manter gema intacta.
Derrame a gema com cuidado em por cima do cogumelo, tempere com sal e pimenta, regue com azeite trufado e leve ao forno 200 graus por 3 minutos, ou até que a Clara fique ligeiramente esbranquiçada e a gema crie uma película.
Se desejar regue com mais um fio de azeite trufado.
Sirva quente.

Receita da semanaReceitasTemperos

Galantini, uma receita clássica francesa.

Postado porTemperos de Cinema 12 de abril de 2019 0 Comentários

Uh la la … Neste mês de Abril nosso Cardápio está Inspirado no filme “Os Sabores do Palácio” (2013), do diretor Christian Vincent.


A entrada é um prato clássico da gastronomia franco-portuguesa, a Galantini, que ganha um toque muito especial da chef Sandra Romansini que, diga-se de passagem, é apaixonada pela culinária francesa.
Vamos à receita?

Galantine Salmão

500 gr de salmão em cubos
1 clara de ovo
50 ml creme de leite fresco
Sálvia, tomilho e Endro dill a gosto
Sal e Pimenta
Cebola picadinha
1 acelga inteira e grande.
1 litro de caldo de Legumes

Modo Preparo:

Em uma panela coloque o caldo de legumes para aquecer. Mantenha quente sem ferver.

Separe as folhas de acelga retire a parte branca e branqueie no caldo de legumes por alguns minutos, retire e reserve

No processador coloque o salmão, as ervas, sal e pimenta, clara de ovo, o creme de leite fresco e processe ate formar uma mousse lisa.

Forre a bancada com plástico filme e em seguida disponha as folhas de acelga branqueadas. Coloque a mousse de salmão e enrole como rocambole.
Enrole mito bem no filme plástico e feche a lateral com um no forte (veja vídeo)
Coloque a galantine para cozinhar no caldo de legumes por aproximadamente 8 a 15 minutos.
Prepare o molho Veloute.

Molho Velouté

30 gr. cebola
5 gr. alho
Sal e pimenta a gosto
50 ml creme de leite
50 ml vinho branco
100 gr. de apara de Salmão
1 colher de manteiga
1 colher de farinha de trigo

Preparo:
Em uma frigideira salteie o algo, a cebola e as aparas de salmão até que dourem.
Deglaceie a frigideira com vinho branco e adicione 200
Ml do caldo de legumes e em
Seguida engrosse com Roux de modo que o molho fique aveludado.

Monte o fundo do prato com o molho e em seguida disponha a galantine fatiada em tranche.
Decore com
Sálvia e pimenta rosa.

Receita da semanaReceitasTemperos

Cheesecake de Chocolate

Postado porTemperos de Cinema 2 de abril de 2019 0 Comentários

Fechando o cardápio composto por receitas inspiradas nos filmes do Oscar 2.019, temos hoje uma sobremesa digna de todos os prêmios: Cheesecake de Chocolate.

Com origem na antiguidade grega, o cheesecake passou por algumas transformações no decorrer dos tempos até se tornar um ícone da cultura norte americana, assim como o Oscar. E é em homenagem a todos os filmes norte americanos que concorreram ao grande prêmio da indústria cinematográfica que escolhemos esta sobremesa para fechar este cardápio.
A chef Sandra Romansini dá o passo a passo e os segredos para preparar esta deliciosa sobremesa.

Cheesecake de chocolate

Massa:
200 gr bolacha maizena de chocolate
100 gr de manteiga
2 colheres de sopa cacau
2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
1 pitada de sal

Recheio
300 gr cream cheese
300 gr chocolate meio amargo
3 ovos inteiros batidos
2 colheres sopa açúcar

Preparo:

Derreta o chocolate em banho maria por 1-2 minutos em microondas até que fique cremoso e liso.
Bata a bolacha em um processador até que forme uma farinha, o açúcar, coloque os ovos, o chocolate em pó e a manteiga derretida.
Até que forme uma massa.
Reserve
Em uma forma de fundo removível coloque a massa de biscoito e com as pontas dos dedos forre o fundo formando uma camada de 2 cm.
Leve ao forno para assar a 16ºC por 10 minutos.
Retire a forma e deixe esfriar.
Coloque o recheio e leve novamente para assar 16ºC por 30 minutos.

Retire deixe esfriar e leve para a geladeira por 1 hora.
Desenforme.
Decore com frutas vermelhas e sirva .

Geleia de Pimenta

Ingredientes

5 a 10 pimentas dedo de moça (depende do grau de ardência que você deseja)
1 dente de alho picado
2 maçãs pequenas sem casca e sem sementes picadas
1 xícara de açúcar (ou mais se gostar mais doce)
1/4 xícara de água
1/4 xícara de vinagre de maçã
1 pitada de sal

Modo de Preparo

Corte as pimentas ao meio e retire todas as sementes e a parte branca. Eu faço isso com uma colher de chá. Acho que é muito mais prático. Pois já retiro as sementes e a parte branca de uma vez. Depois corte em 3 ou 4 pedaços.
Em um mixer ou liquidificador, coloque as pimentas, a maçã, o alho e a água. Bata por alguns instantes só até que a pimenta esteja picada e a maçã triturada.
Coloque a mistura em uma panela, junte o açúcar, o vinagre e o sal. Misture com uma colher de pau e leve para fogo baixo.
Deixe cozinhar até chegar na consistência de geleia, mexendo as vezes. Deve levar cerca de 10 minutos.
Pra você saber a consistência, é bem fácil. Retire uma colherinha da geleia e coloque em uma superfície lisa e fria. Ela deve ficar cremosa ao entrar em contato com a superfície. Se ela endurecer, passou do ponto. Você pode adicionar mais água. Se ela ficar muito liquida é porque ainda precisa cozinhar mais uns minutos.
Quando estiver pronta, basta coloca-la ainda quente em um pote hermeticamente fechado que durará até 15 dias em geladeira.

Receita da semanaReceitasTemperos

Filet Mignon à Wellington

Postado porTemperos de Cinema 25 de março de 2019 0 Comentários

Ganhador de uma enorme lista de prêmios nos principais festivais de cinema da temporada, incluindo o Oscar de Melhor Atriz e o Prêmio Especial do Júri no Festival de Veneza, “A Favorita”, do diretor grego Yorgos Lanthimos, foi todo ambientado na Inglaterra do século XVII.


Exibido recentemente no Moviecom Arte, este filme inspirou a receita desta semana no Temperos de Cinema, Filet Mignon a Wellington, prato típico da cozinha inglesa, apreciado pelo efeito elegante à mesa e irresistível suculência.
O bife wellington homenageia o comandante britânico Arthur Wellesley (1769–1852) que derrotou Napoleão Bonaparte na Batalha de Waterloo, em 1815. Ele recebeu o título de primeiro duque de Wellington – daí o nome do prato – justamente graças às vitórias contra as tropas napoleônicas. Pela extraordinária força física e inflexível vontade, ainda ficou conhecido como o Duque de Ferro (the Iron Duke).
Esse mergulho na história da Inglaterra fica ainda mais saboroso com essa receita especialíssima que a chef Sandra Romansini nos ensina a preparar esta semana.

Filet Mignon a Wellington

Ingredientes:
1 rolo massa folhada grande
800 gramas de filé mignon porcionado e 4 porções de 200g
300 gramas de presunto de
parma fatiado
300 gramas de cogulemo Paris
2 colheres de azeite
1 gema batida
Mostarda dijon a gosto
Pimenta do reino a gosto
Cebola a gosto
Alho a gosto
Sal a gosto

Preparo:
A primeira etapa para preparar um filé Wellington é escolher um bom filé mignon. O filé é uma carne magra, macia e com cozimento rápido. Limpe-o bem retirando as pontas mais finas, o “cordão” e utilize apenas a parte do meio que é mais grossa. E porcione em porções de 200 g.

– A técnica essencial e que será usada durante toda receita para que o filé Wellington tenha um formato perfeito é enrola-lo em plástico filme, para que obtenha um formato redondo bem regular. Deixa na geladeira por 1 hora .
Depois tire o plástico filme.
Aqueça bem
A frigideira com azeite, e grelhe o filé selando de ambos os lados rapidamente.
Retire a carne do fogo, pincele mostarda dijon ao redor de todo o filé mignon e reserve, deixando-o descansar enquanto preparamos o restante dos ingredientes.

Em um processador (caso você não tenha um, pode tentar usar um liquidificador), processe o cogumelo com um pouco de cebola e alho, podendo temperar um pouco com sal e pimenta do reino também. Após, refogue a pasta que irá se formar do cogumelo em uma frigideira sem azeite: o objetivo é retirar o máximo de água possível.

Assim, você verá que a pasta de cogumelo irá soltar água na frigideira, por isso não precisamos de azeite. Deixe essa pasta de cogumelo cozinhar até que toda a água tenha evaporado.

Então em uma superfície plana e coberta com filme plástico – é essencial cobrir a superfície com o filme plástico, pois ele será usado para enrolar o filé – espalhe as fatias do presunto parma, formando uma cama. Esse presunto deverá cobrir toda a peça de filé mignon depois, portanto não economize.

Dica: você pode trocar as fatias de presunto parma por fatias finas de bacon.

Feita essa trança de presunto, cubra-a com a pasta de cogumelo refogado, usando as mãos e uma colher para lhe auxiliar. Posicione a peça de filé mignon sobre a
pasta de cogumelo e disponha sobre a massa folhada enrole apertando bem nas pontas ao terminar.
Faça alguns riscos com uma faca afiada, passe a gema de ovo e leve para assar em forno 180 graus

Quando você ver que já está assado e dourado, retire do fogo e monte o prato.

Receita da semanaReceitasTemperos

Um Frango Frito Digno de Oscar

Postado porTemperos de Cinema 18 de março de 2019 0 Comentários

Os filmes vencedores do Oscar 2.019 inspiram o cardápio do Temperos de Cinema neste mês de março.
Esta semana, o prato que a chef Sandra Romansini nos ensina a preparar, foi extraído de uma icônica cena de Green Book: O Guia, comédia dramática dirigida por Peter Farrelly e ganhador do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme.


Quem já assistiu Green Book certamente se lembra da cena onde o motorista Tony Vallelonga convence o músico Don Shirley a experimentar frango frito. Sem dúvida, uma cena marcante.
Tão marcante quanto esta deliciosa receita e frango frito tipicamente americano, que apresentamos aqui e que se tornará um sucesso de público e crítica em sua casa.

Receita Frango USA

Ingredientes:
1 kg de coxinha da asas
3 g de paprica picante
3 g de paprica doce
Pimenta do reino moída a gosto
Pimenta branca a gosto
Sal a gosto
Suco de 2 limões
2 ovos batidos
500 Farinha de trigo
Óleo para fritura

Preparo:
Em uma bacia coloque o frango e tempere com limão, sal, paprica e as pimentas.
Deixe marinando por 3-4 horas.
Um pouco antes de servir,
coloque o óleo para aquecer em fogo baixo.

Para o empane do frango:
Coloque a farinha em uma bacia e passe o frango, passe no ovo batido e repasse na farinha formando um crosta fina porém firme. Frite l frango em óleo já pré aquecido em temperatura média 150-160c até que esteja crocante e cozido por dentro.
Sirva logo em seguida!

Receita da semanaReceitasTemperos

Pudim de Leite

Postado porTemperos de Cinema 28 de outubro de 2018 0 Comentários

Fechando o cardápio de receitas inspiradas nas cores de Almodóvar, apresentamos a sobremesa, o Pudim da Raimunda, uma versão personalíssima da chef Sandra Romansini para o clássico Pudim de Leite.
Vamos à receita?

INGREDIENTES
Calda:
1 xícara (chá) de açúcar
Pudim:
1 Leite condensado lata ou caixinha)
3 ovos
MODO DE PREPARO
Calda:
1 Em uma panela de fundo largo, derreta o açúcar até ficar dourado.
2 Junte meia xícara (chá) de água quente e mexa com uma colher.
3 Deixe ferver até dissolver os torrões de açúcar e a calda engrossar.
4 Forre com a calda uma forma com furo central (19 cm de diâmetro) e reserve.
Pudim:
5 Em um liquidificador, bata todos os ingredientes do pudim e despeje na forma reservada.
6 Cubra com papel-alumínio e leve ao forno médio (180°C), em banho-maria, por cerca de 1 hora e 30 minutos.
7 Depois de frio, leve para gelar por cerca de 6 horas. Desenforme e sirva a seguir.
DICAS:
– É essencial que o pudim seja preparado em banho-maria para que asse de forma lenta e controlada, para atingir a textura ideal.
– Para que o seu pudim não forme furinhos, verifique se a temperatura do forno está regulada conforme indicação da receita. Leve a forma ao forno na grade superior, longe da chama.

Receita da semanaReceitasTemperos

Fadada Asturiana

Postado porTemperos de Cinema 19 de outubro de 2018 0 Comentários

Continuando o cardápio inspirado no filme “Volver”, de Pedro Almodóvar, o Temperos de Cinema traz hoje a receita de Fadada Asturiana, um delicioso prato que, como o próprio nome diz, tem sua origem na região das Astúrias, na Espanha.
A receita original é feita com feijão branco mas a chef Sandra Romansini dá sua versão deste prato utilizando grão-de-bico, bisteca de porco e linguiça.
Vamos à receita:

https://www.youtube.com/watch?v=nXyl18mxMD8

 

Receita de Fadada Asturiana

Ingredientes:

600 g grão de bico cozido
200 g de linguiça de porco
200 g de bacon
10 g de alho picado
1 cebola picada
Azeite de Oliva Virgem
Sal ao gosto
4 Prime Ribe de Suíno (tempere o prime Ribe com sal, pimenta, vinho branco, limão, alho picadinho e deixe marinando por 24 horas)

Preparo:

Colocar em uma panela grande colocar o azeite, dourar o bacon, e juntar a linguiça, grão de bico , alhos e cebola deixe dourar, coloque o molho de tomates, acerte o sal e a pimenta.

Preparação do Prime Ribe:

Retire o prime Ribe da marinada. Reserve
Aqueça muito bem uma chapa de grelha coloque um fio de azeite e grelhe muito bem o prime de ambos os lados.
OBS: como o prime Ribe é alto leve ao forno depois de grelhado por 25 minutos para assegurar que não fique mal passado. Deve estar bem cozido.
Na panela que grelhou o prime, retire o excesso de gordura, coloque o tempero da marinada, e acrescente 2 colheres de farinha misturada a 2 colheres de manteiga.
Deixe reduzir até ficar um molho cremoso.

Montagem do prato:
Disponha o grão de bico, e por cima o Prime Ribe, regue com o molho e sirva quente.

 

Receita da semanaReceitasTemperos

Pisto Manchego com Frutos do Mar

Postado porTemperos de Cinema 12 de outubro de 2018 0 Comentários

O segundo prato do cardápio inspirado em “Volver”, do mestre espanhol Almodóvar, é uma segunda entrada, uma deliciosa e tradicionalíssima sopa de frutos do mar, o Pisto Manchego. Assim como sua “prima”, a ratatouille francesa, o pisto é um cozido de carnes e legumes. Sua origem remonta ao século VIII e está associada às regiões de La Mancha e Andaluzia.
A chef Sandra Romansini nos apresenta uma versão do Pisto Manchego servido com frutos do mar. Um prato surpreendente como o próprio Almodóvar e como a própria Espanha.

Receita de Pisto Manchego de Frutos do Mar

Ingredientes:
2 colheres (sopa) de azeite
500 g de polvo fresco limpo e cortado em cubos grandes
200 g de filés de peixe em cubos pequenos (badejo /robalo ou outro peixe de carne firme)
100 g de lulas em rodelas finas
100 g de mexilhões sem casca
100 g de mexilhões com casca
200 g de camarões pequenos, limpos
200 gramas de Camarões médios com casca
1 dente de alho grande, amassado
1 cebola média picada
50 g de pimentões verde vermelho e amarelo em cubinhos
500 g de batata em cubos
Salsinha a gosto
Sal
300 ml de molho de tomates
500 ml Vinho branco
Louro
Tomilho
Alecrim
3 litros de caldo de legumes
meia colher (sopa) de curry em pó
1 colher (sopa) de coentro picado
4 ovos
4 colheres de vinagre

Preparo:
Em uma panela doure o alho a cebola e coloque o polvo limpo para refogar por 8 minutos, experimente se está ao dente . Se estiver coloque as lulas os pimentões os Condimentos e a batata o molho de tomate e refoge bem. Deglaceie com vinho branco, adicione os Camarões pequenos e o mexilhão coloque o caldo de legumes e de cozinhe por 10 minutos ou até que a batata esteja cozida.

Decoração do prato:
Camarões grelhados:

Em uma Frigideira em
separado coloque um fio de azeite e grelhe os Camarões temperando com sal e pimenta e um pouquinho de salsinha. Por 3/5 minutos Reserve.

Ovo poche fácil:
Em uma xícara coloque 2 colheres de água, 1 de vinagre, com cuidado quebre o ovo dentro da xícara.
Leve ao microondas por 30 segundos deixe esfriar um pouco. Repita com os 3 ovos ( um em cada xícara).

OBS: cuidado para não quebrar a gema.

Montagem do Pisto Manchego
Disponha a sopa em uma tigela coloque os Camarões grelhados e com cuidado coloque o ovo.

Receita da semanaReceitasTemperos

A Culinária Espanhola e As Cores de Almodóvar

Postado porTemperos de Cinema 5 de outubro de 2018 0 Comentários

Neste mês de Outubro o Temperos de Cinema traz um cardápio que homenageia a culinária espanhola e todo inspirado nas cores de Almodóvar, um de seus mais famosos cineastas.
O filme escolhido é “Volver”, de 2006, estrelado pela diva Penélope Cruz e que tem todos os elementos que caracterizam os filmes de Pedro Almodóvar.

Como sempre, nosso cardápio começa pela entrada e hoje a chef Sandra Romansini ensina a preparar um Gaspacho, uma sopa fria muito popular na região de Andaluzia e que tem sua origem datada por volta do século XVII como um prato das camadas menos favorecidas. Aos poucos o Gaspacho se tornou um dos pratos mais apreciados da gastronomia espanhola.
De quebra, a chef Sandra Romansini nos ensina também a preparar uma Sangria, bebida que está para a gastronomia espanhola como a caipirinha está para nossa.
E, convenhamos, cozinhar bebericando um bom drink torna a experiência ainda mais prazerosa, não é mesmo?

Receita de Gaspacho

Ingredientes:
500 g de tomate maduro firme, sem pele e sem sementes
1 pimentão vermelho médio em cubinhos
1 pimentão amarelo em cubinhos
1/2 pimentão verde em cubinhos
½ pepino em cubinhos
200 ml de suco de tomate
Sal a gosto
Pimenta a gosto
100 gramas de azeite de oliva extra-virgem.
10 g alho
1 fatia de pão amanhecido picado.
Tabasco a gosto
Suco de 1 limão Taiti

Modo de preparo:

Separe todos os ingredientes.

Em um liquidificador coloque:
O suco, os tomates, tempere com sal e pimenta, acrescente 1 parte do pimentão vermelho, verde e amarelo e uma parte de pepino em seguida coloque o pão, tempere com limão e fio de azeite e bata bem até que fique cremoso e homogêneo e todos os ingredientes se misturem.
Disponha em pratos de sopa, cumbuca ou taças, decorando com pimentões, um fio de azeite .
Sirva gelado!

Receita de Sangria

Ingredientes:
300 ml Vinho tinto seco
200 ml de água com gás
1/2 maçã verde
1/2 cacho pequeno de uva verde
1/2 cacho de uva roxa
5 morangos fatiados
1 fatia de abacaxi
2 rodelas de laranja
2 paus canela
2 colheres de açúcar

Modo de preparo:
Em uma jarra coloque o vinho, a água, as frutas, adoce com açúcar e coloque a canela
Coloque gelo a gosto e sirva gelado

Receita da semanaReceitasTemperos

Doce de Abóbora com Coco no Temperos de Cinema

Postado porTemperos de Cinema 27 de setembro de 2018 0 Comentários

A nossa Feijoada em homenagem ao Cinema Nacional está completa. Nos programas anteriores a chef Sandra Romansini mostrou o passo a passo e todos os segredinhos para fazer uma bela feijoada e também os acompanhamentos.
Para fechar com chave de ouro este cardápio, vem a sobremesa: um maravilhoso Doce de Abóbora com Coco, um dos doces mais tradicionais da gastronomia brasileira.

Doce de Abóbora com Coco
Ingredientes:
1 kg de abóbora
1 kg de açúcar
1 pau de canela
100 g de coco ralado
3 cravos-da-índia

Preparo:
Descasque a abóbora, corte em pedaços e cozinhe (pedaços quadrados de mais ou menos 4 ou 5 cm)
Depois de cozida, escorra a água, amasse bem com o garfo e leve ao fogo em uma panela com o açúcar, cravo e a canela
Deixe no fogo e mexa até desprender do fundo da panela
Retire do fogo, misture o coco e leve novamente ao fogo
Continue a mexer até desprender novamente do fundo da panela